Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 15 de Janeiro de 2019, 17h33
  • Última atualização 15/01/19
  • 18h21

Discurso de posse do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta

Brasília (DF), 02 de janeiro de 2019.

Boa tarde a todos os amigos e a todas as amigas que vieram a este momento de profunda transformação do nosso país.

Comentário (0) Hits: 584
Registrado em:
Promoção da Saúde
  • publicado
  • Publicado: Terça, 15 de Janeiro de 2019, 16h00
  • Última atualização 15/01/19
  • 16h06

Como é conviver com as dores da Chikungunya?

dores da ChikungunyaAs dores intensas nas articulações são as características mais marcantes da Chikungunya, doença causada pelo vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Atualmente, milhares de pessoas ainda sofrem com as duras consequências deixadas pela enfermidade, que, em alguns casos, gera dores crônicas que duram semanas, meses, anos ou toda a vida da pessoa. Mas, afinal, como são essas dores? Como é feito o tratamento? Existe alguma forma de evitar?

Para responder algumas dessas perguntas, conversamos com a reumatologista do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN-DF), Maira Rocha. Ela explica que a evolução da doença varia bastante de pessoa para pessoa. “Em algumas pessoas a dor pode desaparecer em poucas semanas. Mas, normalmente, essas dores costumam durar um período médio de 12 a 18 meses. Porém, não é uma regra, existem casos de pessoas com dores persistentes por 3 ou 4 anos, por exemplo”, disse.

Comentário (0) Hits: 91
Cursos e Eventos
  • publicado
  • Publicado: Terça, 15 de Janeiro de 2019, 15h25
  • Última atualização 15/01/19
  • 15h31

UNA-SUS lança novo curso sobre Saúde Indígena

 O objetivo é capacitar os profissionais de saúde para oferecer atendimento de qualidade à essas populações

conhecendo saude indigena redesocialJá estão abertas as matrículas para o curso online Conhecendo a Realidade da Saúde Indígena no Brasil, oferecido pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), integrante da Rede Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS).

O objetivo é capacitar os profissionais de saúde para um atendimento de qualidade à essas populações, considerando a diversidades dos povos indígenas e hábitos que impactam em sua saúde. O módulo é uma continuidade do curso O Fazer da Saúde Indígena, recomendado para interessados nesse tema.

Comentário (0) Hits: 131
Registrado em:
Promoção da Saúde
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 14 de Janeiro de 2019, 16h15
  • Última atualização 15/01/19
  • 15h40

Sorvete especial reduz efeitos colaterais em pacientes que fazem quimioterapia

A ideia é levar esse complemento alimentar para todos os pacientes internados ou em tratamento domiciliar

sorvete quimio 1Pesquisadores do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU-UFSC), vinculado à Rede Ebserh, desenvolveram um sorvete especialmente para pacientes em tratamento oncológico. O produto ajuda a reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia em pacientes com câncer e funciona como um complemento alimentar.

O complemento alimentar foi consumido por provadores sem câncer e por pacientes em tratamento de quimioterapia. A pesquisa foi transformada em artigo científico e publicada no Journal of Culinary Science & Technology. "Por ser gelado, ele ajuda a anestesiar a cavidade bucal, que é uma das consequências do tratamento, que são as mucosites, sapinhos, enfim, que tanto dificultam a ingestão alimentar", disse a professora Raquel Salles, do Departamento de Nutrição da UFSC, uma das nutricionistas responsáveis pela pesquisa.

Comentário (0) Hits: 419
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 14 de Janeiro de 2019, 15h24
  • Última atualização 15/01/19
  • 15h42

Presidente da República sanciona lei que institui o Julho Amarelo

 O mês é destinado a chamar atenção para luta contra às hepatites virais

capa julho amareloO Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, sancionou nesta sexta-feira (11) a Lei 13.802 que institui o “Julho Amarelo”. O mês é destinado a chamar atenção para luta contra às hepatites virais e tem por objetivo reforçar as iniciativas de vigilância, prevenção e controle do agravo.

De acordo com o texto da lei, a mobilização deverá ser realizada a cada ano em todo o território nacional durante o mês de julho, para conscientizar sobre os riscos, alertar sobre as formas de prevenção e estimular as pessoas a se vacinarem contra as hepatites A e B e a buscarem o diagnóstico precoce.

Comentário (0) Hits: 2009
Registrado em:
Cursos e Eventos
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 14 de Janeiro de 2019, 15h01
  • Última atualização 14/01/19
  • 15h07

Cinco cursos sobre Atenção à Saúde da Pessoa Idosa com matrículas abertas

 Os módulos abordam temas como envelhecimento, ações estratégicas para atenção à saúde, condições clínicas e avaliação multidimensional.

cursos profissionais de saudeJá estão abertas as matrículas para cinco cursos que compõem o Programa de Formação Modular de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa, oferecido pela Escola de Governo Fiocruz Brasília, por meio da Secretaria Executiva da Universidade Aberta do SUS (SE/UNA-SUS).

Essa é segunda oferta do Programa, que já teve 30.848 matriculados desde seu lançamento. A iniciativa é resultado da construção conjunta entre a Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa (Cosapi/Dapes/SAS/MS), do Ministério da Saúde, Fiocruz Brasília e UNA-SUS, e faz parte do desafio de qualificação dos profissionais do SUS para ao atendimento nessa área.

Comentário (0) Hits: 660
Registrado em:
Promoção da Saúde
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 11 de Janeiro de 2019, 16h58
  • Última atualização 11/01/19
  • 17h02

Confira respostas sobre imunização e segurança das vacinas

110119-perguntasvacinasAs vacinas são seguras? A imunidade proporcionada por elas é melhor do que a oferecida pelas infecções naturais? Uma criança pode receber mais de uma vacina por vez? Existe alguma relação entre vacinas e autismo? Confira as respostas da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) para perguntas frequentes da população sobre imunização.

Comentário (0) Hits: 479
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 10 de Janeiro de 2019, 14h17
  • Última atualização 10/01/19
  • 18h51

Problemas com medicamentos? Registre no VigiMed

vigimedO novo sistema da Anvisa para notificação de reações inesperadas a medicamentos e vacinas, o VigiMed, está disponível há um mês, desde o dia 10 de dezembro.

Atualmente, o VigiMed conta apenas com o Módulo Cidadão e Profissionais de Saúde. Por isso, neste período inicial de implantação, o VigiMed deve ser utilizado somente por cidadãos (usuários de medicamentos) e por profissionais de saúde não cadastrados no Notivisa.

Hospitais que compõem a Rede Sentinela da Anvisa e os Núcleos de Segurança de Paciente devem continuar utilizando o Notivisa. A transição entre os sistemas para a Rede Sentinela ocorrerá de forma gradual, no segundo semestre deste ano.

Comentário (0) Hits: 855
Registrado em:

Doença de Chagas: uma nova realidade de enfrentamento

 O consumo de alimentos contaminados com parasitos, como caldo de cana e açaí, é a principal forma de transmissão da doença. Por muito tempo, a possibilidade de receber uma...

  • publicado
  • 10/01/19
  • 10h24
Comentário (0) Hits: 2268

Projeto colaborativo do Ministério da Saúde bate metas e salva 347 vidas

Em um ano de projeto, indicadores estão em crescente melhora e já apontam que 1096 infecções já foram evitadas O Projeto Colaborativo “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga...

  • publicado
  • 09/01/19
  • 16h11
Comentário (0) Hits: 190

Doença que leva à perda de visão tem novo tratamento na rede pública

Pessoas com Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) contam agora com novas opções de tratamento gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Ministério da Saúde ampliou a...

  • publicado
  • 08/01/19
  • 15h57
Comentário (0) Hits: 988

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página