Alto contraste: A A Aumentar fonte: A | A | A
Assine o nosso feed de notícias: RSS

Saiba por que não devemos desperdiçar as cascas dos alimentos

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Crédito: IfongCrédito: IfongO Dia Mundial da Alimentação foi lembrado, no último dia 17. Para marcar a data, o Ministério da Saúde chama a atenção para o mau hábito de desperdiçar as cascas de frutas e verduras. De acordo com a nutricionista do Hospital Federal Cardoso Fontes, vinculado ao Ministério da Saúde, Maria Valéria Fontoura, as cascas desses alimentos podem trazer vários benefícios para a saúde. “Nós temos várias vitaminas, minerais, nas frutas, verduras e legumes e principalmente nas cascas. Hoje em dia, nós precisamos aumentar nossas quantidades de fibras, até para melhorar níveis de colesterol, pensando em intestino. Várias doenças são preveníveis com quantidade de fibra na alimentação. Então nós devemos aproveitar o vegetal, a fruta por inteiro".

A auxiliar de cozinha, Zélia Alves, sabe bem como aproveitar as cascas dos alimentos. "Faço bolo da banana aproveitando a casca. Todos comem e gostam. Sempre soube que para evitarmos uso de remédio a gente usa uma boa alimentação. Na minha casa eu uso fruta, salada, eu faço muito suco com a couve. Muita gente não aproveita, porque não conhece. Você sabe o que você está colocando, não tem conservante. O aproveitamento é outro".

A nutricionista do Hospital Federal Cardoso Fontes, Maria Valéria Fontoura, dá mais dicas de como utilizar os vegetais sem desperdiçar os nutrientes."Podemos utilizar a fruta ou o legume inteiro, utilizando já diretamente a casca, bem lavada, muitas vezes deixando de molho e nós temos hoje em dia receitas também que utilizam já essas partes, que muitas vezes algumas pessoas consideram inaproveitáveis, com casca, talo, algumas sementes . Inclusive, a semente do melão e da melancia é rica em cálcio.A Organização Mundial da Saúde recomenda o consumo de 400 gramas de frutas, verduras e legumes por dia. Mas, segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares realizada entre 2008 e 2009, o consumo diário desses alimentos no Brasil é, em média, de 69 gramas entre os homens e 92 gramas entre as mulheres. 

 

Fonte: Karina Chagas/ Agência Saúde


Rio 2016 oferece cinco mil vagas para profissionais de saúde

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Crédito: Divulgação/Rio 2016Crédito: Divulgação/Rio 2016Um grupo de voluntários será responsável pelo bem-estar de atletas, espectadores e funcionários durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Das 70 mil vagas do Programa de Voluntários, cerca de 5 mil serão destinadas à área de serviço de saúde, que oferecerá oportunidades para médicos, fisioterapeutas, dentistas, enfermeiros e técnicos de diversas especialidades. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 15 de novembro.

"O relacionamento entre médico e atleta é muito especial, pois é uma relação de confiança e respeito mútuo. Se você tem orgulho da sua profissão e gostaria de testar os seus limites, o programa de voluntários é uma grande oportunidade", afirma Emma Painter, gerente da área de Serviços Médicos do Comitê Rio 2016.

Além de atuar no atendimento a atletas e delegações de mais de 200 países na Policlínica da Vila Olímpica e Paralímpica, os voluntários da área de serviços médicos também vão marcar presença em postos médicos dentro e fora das instalações de competição, prestando atendimento a espectadores, força de trabalho e todos os demais envolvidos no evento.

Para esse grupo, serão aceitos apenas profissionais formados, mas não necessariamente com grande experiência no mercado de trabalho - uma oportunidade única para enriquecer o currículo e ampliar a rede de contatos. Os selecionados receberão um certificado de participação e treinamento exclusivo para desempenhar a sua função.

Leia mais...


Vacina contra o Ebola será testada em janeiro de 2015

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Uma vacina para combater o vírus Ebola será testada em janeiro de 2015, afirmou a vice-diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Marie-Paule Kieny, nesta terça-feira (21).

Os testes serão realizados nos três países mais afetados pela epidemia da doença (Guiné, Libéria e Serra Leoa). Dados da OMS apontam que a epidemia de ebola já infectou 9,2 mil pessoas e matou mais de 4,5 mil.

Kieny também destacou que pelo menos duas vacinas em desenvolvimento devem entrar na fase de testes clínicos nas próximas semanas em diversos países. De acordo com a vice-diretora-geral, os resultados relacionados a segurança e capacidade de imunização das doses devem ser divulgados até o fim deste ano. A médica lembrou que ainda não foram definidos grupos prioritários para receber a vacina, mas que a probabilidade é que eles incluam profissionais de saúde, além de parentes e contatos diretos de pessoas infectadas. “Todas essas possibilidades estão sendo discutidas neste momento, mas nenhuma decisão foi tomada ainda”, disse.

Fonte: Agência Brasil


Doença de Alzheimer

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Crédito: LightspringCrédito: LightspringA Doença de Alzheimer (DA) é um transtorno neurodegenerativo progressivo e fatal que se manifesta por deterioração cognitiva e da memória, comprometimento progressivo das atividades de vida diária e uma variedade de sintomas neuropsiquiátricos e de alterações comportamentais. Essa doença tem maior prevalência nas pessoas com idade mais avançada. Seu sintoma primário é a perda de memória, mas com a progressão, vão aparecendo sintomas mais graves, como irritabilidade, falhas na linguagem, prejuízo na capacidade de se orientar. A doença pode vir acompanhada também de depressão, ansiedade e apatia.

Esses sintomas podem ter a sua progressão diminuída com o trabalho da reabilitação, envolvendo fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional e suporte psicológico e familiar, buscando evitar e/ou retardar a perda das funcionalidades e habilidades cognitivas. Tais serviços são ofertados na Rede SUS nos Centros Especializados em Reabilitação com modalidade de reabilitação intelectual. Além de retardar os efeitos do Alzheimer, os exercícios físicos podem prevenir a doença nas pessoas mais vulneráveis.

Alguns fatores de risco conhecidos para a Doença de Alzheimer são a idade e a história familiar, ou seja, se a pessoa já teve um histórico na família de demência ou de algum problema vascular.

Leia mais...


Nota de Esclarecimento sobre Investimentos do Ministério da Saúde para 2014

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Em relação a nota publicada nesta terça-feira (21) sobre a execução dos investimentos em saúde, o Ministério da Saúde esclarece que a Emenda Constitucional 29/2000 estabelece parâmetros para a aplicação de recursos em saúde por parte da União, municípios, estados e Distrito Federal. Sendo assim, cabe à União a aplicação do valor destinado ao orçamento no ano anterior mais a variação nominal do PIB. Portanto, não existe redução nos recursos investidos em saúde ano a ano por parte do Ministério da Saúde. Nos últimos dez anos (2010 a 2013), os recursos totais empenhados pela pasta alcançaram a média anual de 99%.

Entre janeiro e outubro deste ano, o Ministério da Saúde já empenhou 67% do valor total disponível para investimentos (R$ 6,4 bilhões autorizado para 2014).

Sendo assim, o Ministério da Saúde informa quea execução orçamentária da pasta segue o cronograma e o período do exercício, mesmo considerando o ano eleitoral, que, por força legal, suspende as transferências da União para Estados e Municípios nos 90 dias que antecedem as eleições, excetuando as obrigações pré-existentes, em respeito ao artigo 73 da Lei 9.504/97.

 

Fonte: Agência Saúde



Web radio saúde