Alto contraste: A A Aumentar fonte: A | A | A
Assine o nosso feed de notícias: RSS

Tire suas dúvidas sobre a vacina contra a pneumonia

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Vacinas contra a Influenza A (H1N1) e anti-pneumocócica reduz internações por pneumonia nos hospitais do SUS Divulgação/Governo do Espírito SantoVacinas contra a Influenza A (H1N1) e anti-pneumocócica reduz internações por pneumonia nos hospitais do SUS Divulgação/Governo do Espírito SantoA pneumonia é uma infecção respiratória grave e caracteriza-se por febre, tosse com catarro, e, em muitos casos, precisa de internação, podendo levar a pessoa à morte se não tratada adequadamente.

A doença é responsável por altas taxas de internações e mortalidade, especialmente entre crianças menores de cinco anos. Cerca de 15 milhões de crianças são hospitalizadas por ano, por pneumonia, em países em desenvolvimento. A doença também é responsável por cerca de 20% dos 8,8 milhões de óbitos anuais em todo o mundo.

Levantamentos do Ministério da Saúde comprovam impacto significativo das vacinas contra a Influenza A (H1N1) e anti-pneumocócica na redução de internações por pneumonia nos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia mais...

Escrever um comentário (0 Comentário)

Saiba quando e como iniciar os cuidados de higiene bucal das crianças

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Crédito: wavebreakmediaCrédito: wavebreakmediaA cárie é um desgaste do dente que geralmente é provocado pelo consumo excessivo de alimentos com açúcar e pela má escovação dos dentes.

O problema pode surgir em qualquer idade, principalmente em crianças pequenas. O coordenador de saúde bucal da secretaria de saúde de Vitória, Egídio D'ávila, dá dicas de prevenção para evitar que a cárie apareça nos primeiros anos de vida."É importante que após cada mamada seja feita a limpeza dessa boca, pode ser utilizado ou uma gaze ou uma fralda limpa, enrolada no dedo com água limpa fervida ou filtrada e fazer a higienização da gengiva, dos tecidos da boca. Depois que nasce o dentinho pode se iniciar a escovação, aí para isso tem algumas escovas, tem que ser bem macia ou então tem uma específica para bebê. E depois nascendo outros dentes, completando a dentição, sempre tem que ser feita a higienização através da escovação, da utilização do fio dental, e também o controle da dieta, porque a cárie é uma doença multifatorial, ela depende da presença de restos alimentares das bactérias presentes na boca e também na ingestão do açúcar".

A auditora de áudio, Vera Ataídes, sabe bem disso. Ela conta que o filho de oito anos passou a cuidar bem dos dentes depois que enfrentou o tratamento para combater uma cárie. "A fase mais ou menos de cinco, seis anos é uma fase que gosta de comer muita besteira, muita balinha, muito chiclete, e acabou que ele teve uma carie. Quando ele teve a cárie, que ele percebeu a importância, que doeu, teve que ir na dentista. Por mais que eu ensinasse, só depois que ele teve a cárie que ele percebeu essa importância de estar escovando os dentes, de evitar balas e guloseimas que podem realmente estragar".

Leia mais...

Escrever um comentário (0 Comentário)

Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente realiza premiação nesta quarta (26)

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma), projeto educativo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), chega ao fim de sua 7ª edição premiando professores e alunos nesta quarta (26), a partir das 9h, na Tenda da Ciência, no campus central da Fiocruz.

Além dos 68 contemplados vindos de todas as regiões brasileiras, a cerimônia de premiação terá palestra de abertura feita por André Trigueiro, jornalista especialista em sustentabilidade (Globo News/Puc Rio).

Na ocasião, serão anunciados os destaques nacionais, ou seja, os melhores trabalhos dentre a lista de destaques regionais e placas comemorativas vão ser dadas a cada trabalho premiado.

Após cinco meses com inscrições abertas, a sétima edição da Olimpíada teve um recorde de trabalhos: foram 520 projetos recebidos de todo o Brasil.

Leia mais...

Escrever um comentário (0 Comentário)

Importe medicamentos controlados e sem registro

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Com o objetivo de esclarecer sobre o procedimento de importação de medicamentos controlados sem registro, a Anvisa elaborou um tutorial disponibilizando as orientações gerais sobre como solicitar a autorização de importação. De acordo com a legislação nacional é possível importar produtos sem registro, desde que seja para uso pessoal.

As substâncias de controle especial no Brasil estão listadas no Anexo I da Portaria 344/98, que é atualizada periodicamente por meio de Resoluções da Diretoria Colegiada (RDC). O histórico de atualizações desta portaria está disponível no site da Agência.

O primeiro passo a ser seguido é enviar uma solicitação contendo os documentos originais listados abaixo, endereçado ao Gabinete do Diretor Presidente (Gadip). Essa exigência é extremamente necessária, pois medicamentos sem registro no País não contam com dados de eficácia e segurança.

Leia mais...

Escrever um comentário (0 Comentário)

Saiba mais sobre o papanicolau que é fundamental para evitar o avanço do câncer do colo do útero

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Crédito:Image Point FrCrédito:Image Point FrO HPV é um vírus transmitido pela relação sexual que pode provocar o câncer do colo do útero. Para evitar a doença que mata 14 pessoas por dia no Brasil, as mulheres com idade de 25 a 64 anos devem fazer exame de Papanicolau frequentemente.

De acordo com a coordenadora geral de Atenção às Pessoas com Doenças Crônicas do Ministério da Saúde, Patrícia Chueiri, apenas pelo exame é possível diagnosticar precocemente a presença do vírus HPV e, assim, evitar o câncer do colo do útero."O exame do Papanicolau ele é um exame simples, em geral é indolor, e o tratamento depende do tratamento que tem que fazer, mas o exame do Papanicolau pode detectar vários tipos de lesões. Esse tratamento, dependendo da lesão, ele pode ser feito ou na própria unidade de atenção básica, ou em um ambulatório de atenção especializada."

A bancária de 38 anos que prefere não ser identificada, sabe bem disso. Ela conta que descobriu que tinha HPV apenas em 2007 e, por sorte, conseguiu combater o problema antes que o vírus provocasse o câncer."Em 2007, eu fiz o exame Papanicolau. Hoje eu tenho 38 anos, mas na época, eu não fazia o exame periodicamente. Quando eu fiz o exame em 2007, detectou o vírus. Então assim, eu não sei se eu tive sorte, e não apareceu mais o vírus em mim. O Papanicolau ele é extremamente necessário para precaução e evitar, evitar o vírus, porque ele é o causador do câncer de colo de útero."

Leia mais...

Escrever um comentário (0 Comentário)


Web radio saúde