Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Combate ao Aedes > Novo protocolo ajudará na vigilância de casos com manifestações neurológicas
Início do conteúdo da página
Combate ao Aedes
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 20 de Janeiro de 2016, 11h40
  • Última atualização: 21/01/16 16h49

Novo protocolo ajudará na vigilância de casos com manifestações neurológicas

Na busca pela melhoria e aperfeiçoamento constante dos serviços de saúde, a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS/MS) disponibiliza a todos os profissionais de saúde o novo Protocolo de vigilância dos casos de manifestações neurológicas de infecção viral prévia, para servir de suporte técnico para a atuação e a vigilância dos casos de pacientes com manifestações neurológicas, além de ajudar a identificar a relação entre tais manifestações e a infecção por doenças virais.

O surgimento de pacientes com manifestação neurológica com história prévia de infecção viral tem sido registrado em estados com circulação de vírus Zika e circulação concomitante de dengue e/ou chikungunya, principalmente nos estados da região Nordeste. As manifestações neurológicas dos pacientes incluem encefalites, meningoencefalite, mielite, Síndrome de Guillain-Barré, entre outras.

Este Protocolo ajudará os profissionais a aturem corretamente, visto que a febre do Zika é pouco conhecida e, por se tratar de uma doença emergente no Brasil, justifica-se a implantação de uma vigilância de manifestações neurológicas associadas à infecção viral não especificada, anterior ao quadro neurológico, para conhecer e confirmar a relação entre a manifestação neurológica e o vírus Zika.

Há registro de manifestações neurológicas após processos infecciosos pelos vírus da dengue e chikungunya desde a década de 1960, e com o Zika vírus desde 2007, especialmente após os surtos ocorridos na Micronésia e Polinésia Francesa.

Fonte: Nucom SVS/MS

Fim do conteúdo da página