Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Combate ao Aedes > Palestra conscientiza trabalhadores do Rio Grande do Norte no combate ao Aedes
Início do conteúdo da página
Combate ao Aedes
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 24 de Fevereiro de 2016, 13h45
  • Última atualização: 24/02/16 18h05

Palestra conscientiza trabalhadores do Rio Grande do Norte no combate ao Aedes

RN-dengueTrabalhadores do Núcleo Regional do Ministério da Saúde no Rio Grande do Norte (NEMS/RN) participaram na tarde desta terça-feira (23/02), da palestra/treinamento das ações de combate ao Aedes aegypti, realizada no auditório do órgão, em Natal.

A programação de conteúdo da capacitação foi apresentada por uma equipe composta de cinco Agentes de Endemias da Unidade de Saúde do Distrito Leste da Secretaria municipal de Saúde da capital, convidada para ministrar a palestra.

Cerca de trinta servidores e colaboradores do Núcleo acompanharam, atentamente, as orientações técnicas e explicativas de prevenção e sintomas das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, os cuidados com os criadouros e a proliferação do inseto. A equipe ainda apresentou o Vigia.Dengue, a nova metodologia de trabalho para operacionalizar as ações de campo no combate ao Aedes em Natal.

“Nosso objetivo é repassar informações para que os trabalhadores tenham um olhar técnico, diferenciado no que diz respeito ao controle vetorial”, afirmou o supervisor operacional de campo do Distrito Leste da SMS, Dianaldo Rodrigues Lopes. Ele e sua equipe de educação e saúde estão fazendo o mesmo trabalho em outras repartições públicas federais e militares de Natal. “Este público participante se torna multiplicadores no combate ao mosquito e prevenção das doenças”, ressalta.

A palestra realizada integra as ações de combate ao Aedes aegypti que estão ocorrendo nos órgãos públicos da administração federal em todo o país, e nesta particularidade, para que seja intensificada a participação dos trabalhadores e colaboradores do Ministério da Saúde na luta para eliminar o mosquito causador da dengue, chikungunya, febre amarela e Zika vírus.

Fonte: Comunicação Núcleo do RN/Ministério da Saúde

Fim do conteúdo da página