Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Combate ao Aedes > Anvisa junta-se a outras agências regulatórias contra o Zika vírus
Início do conteúdo da página
Combate ao Aedes
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 03 de Março de 2016, 10h22
  • Última atualização: 03/03/16 18h50

Anvisa junta-se a outras agências regulatórias contra o Zika vírus

Agências reguladoras de treze países, incluindo o Brasil, participaram, nesta terça (01), de uma teleconferência onde foram compartilhadas ações desenvolvidas no combate ao Zika vírus. A iniciativa – que segue modelo adotado no combate ao Ebola foi coordenada pelo diretor-presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, e expôs o que cada um dos países participantes vem investindo no que diz respeito a testes e diagnósticos rápidos, controle de viajantes e transfusão de sangue, entre outros pontos. Além do apoio regulatório e financeiro para enfrentar a infecção causada pelo zika, vírus que está associado aos casos de microcefalias em recém-nascidos.

Os encaminhamentos da reunião foram: comprometimento das autoridades participantes em intercambiar informações relacionadas à submissão de pedidos relacionados à pesquisa clínica ou registro de vacinas, bem como de testes para detecção da presença do vírus Zika; compartilhamento de artigos e demais publicações científicas disponíveis a respeito do zika e sua correlação com microcefalia e síndrome de Guillain-Barré; e realização de uma próxima teleconferência dentro de um mês para atualização das ações.

 Para Jarbas Barbosa, a junção dessas agências em torno desse sério problema de saúde pública é de suma importância: “É mais um passo para se estabelecer uma cooperação entre as agências regulatórias, que podem ter um papel importante nesse momento. Nós precisamos, por exemplo, de melhores instrumentos para combater esse problema de saúde pública que é a infecção pelo Zika vírus, como testes e diagnósticos rápidos, e essa cooperação pode acelerar isso”.

Aos demais participantes, o diretor-presidente colocou algumas ações realizadas no Brasil para conter o avanço do Zika vírus: “A evidência epidemiológica é muito clara quanto à relação entre o Zika e a microcefalia. No Brasil, estamos trabalhando duramente numa mobilização social muito forte, nos municípios e estados, para o combate ao mosquito Aedes aegypti. Além disso, foi implementada uma assistência de saúde para os recém-nascidos, por conta desse grave problema de saúde pública, para dar total apoio a esses bebês e suas famílias”. 

Além de atualizações do Brasil, as agências participantes da teleconferência compartilharam informações e protocolos referentes às ações tomadas pela Suécia, Suíça, Japão, Coréia, Canadá, Cingapura, Irlanda, Itália, Alemanha, Estados Unidos e Holanda, além de representantes da União Européia.

Acompanhe nestas imagens as ações da Anvisa nos municípios, portos, aeroportos e fronteiras.

Fonte: Anvisa

Registrado em:
Assunto(s): Anvisa , Zika Zero , Vírus Zika
Fim do conteúdo da página