Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Combate ao Aedes > Entenda por que o risco de contrair o vírus zika durante os Jogos Olímpicos é baixo
Início do conteúdo da página
Combate ao Aedes
  • publicado
  • Publicado: Terça, 14 de Junho de 2016, 09h00
  • Última atualização: 13/06/16 18h54

Entenda por que o risco de contrair o vírus zika durante os Jogos Olímpicos é baixo

O risco de transmissão do vírus zika durante os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro e nas cidades-sede é baixo. A afirmação é do infectologista e pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), Marcelo Burattini. Ele explica que a população do mosquito Aedes aegypti – que, além do vírus zika, também transmite dengue e chikungunya - tem distribuição muito concentrada no verão, ou seja, entre final de dezembro e final de fevereiro ou início de marco. E a doença ocorre entre o final de janeiro e o final de março. Por isso, o período em que ser dará os Jogos Olímpicos – final de julho e meados de agosto – é o de menor atividade do mosquito.

Assista, logo abaixo, à matéria feita pela TV Saúde, canal do Ministério da Saúde no Youtube, e saiba de mais detalhes:

 

Texto: Comunicação Interna/ASCOM/GM/MS

Fim do conteúdo da página