Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 27 de Março de 2015, 09h00
  • Última atualização: 25/03/15 14h20

Doenças Respiratórias Crônicas | Asma

Crédito: beautifuldayA operadora de telemarketing, Alcione da Silva, 35 anos, foi diagnosticada com asma em 2007, e realiza tratamento em uma Unidade Básica de Saúde de Belo Horizonte, Minas Gerais. A asma é uma doença inflamatória crônica, caracterizada pela dificuldade da entrada e saída de ar dos pulmões, devido à inflamação das vias aéreas, que pode ser revertida espontaneamente ou com tratamento. “Eu comecei o tratamento após uma forte crise e os principais sintomas eram chiado no peito, tosse persistente, cansaço, vômito de tanto tossir e falta de ar”, conta Alcione.

A asma pode ocorrer pela interação de fatores genéticos e ambientais, que envolvem uma variedade de células e mediadores inflamatórios que atuam sobre a via aérea e levam ao desenvolvimento e manutenção dos sintomas. Os fatores de risco podem ser divididos em ambientais e próprios do paciente, como é o caso dos aspectos genéticos, obesidade e sexo masculino (durante a infância). Os fatores ambientais são representados pela exposição à poeira, infecções virais, alérgenos como ácaros, pólen, pelo de animais, fumaça de cigarro, irritantes químicos e poluição ambiental, mudanças climáticas, exercícios físicos vigorosos, estresse emocional e até mesmo alguns tipos de medicamentos.

As crises de Alcione agora são menos frequentes e tendem a ocorrer devido a alguns alérgenos e fatores desencadeantes. “Costumo ter os sintomas quando ocorre uma mudança brusca de temperatura, a sinusite é o principal deles, presença de cigarro, mofo, fumaça, qualquer cheiro forte, gripe e algumas vezes algo emocional, como tristeza forte pela morte de um ente querido”, relata.

 

Pâmella Karolyne Pilar Marques Cordeiro, de 22 anos, realiza tratamento regular para asma na cidade de Campo Magro, no Paraná. A jovem lida com as crises desde a infância, quando, segundo ela, foi identificada aos três anos de idade. O diagnóstico da asma é eminentemente clínico e, sempre que possível, a prova de função pulmonar deve ser realizada para a confirmação da doença e para apoiar classificação da gravidade. Desde a confirmação da doença, algumas medidas foram adotadas pela família de Pâmella para evitar as crises. “Depois do diagnóstico, começaram os cuidados, como retirada de carpete do quarto, cortinas, ursinhos e com limpeza do ambiente”, explica.

Quando não há como evitar a exposição, o paciente pode seguir alguns cuidados, como evitar atividades físicas ao ar livre, especialmente em dias frios, evitar baixa umidade ou exposição em dias com muita poluição, não fumar e evitar ambientes fechados com pessoas fumando. Alguns estudos apontam que a redução de peso em pacientes obesos com asma demonstra melhora na função pulmonar, nos sintomas, morbidade e na condição de vida.

Acesse a lista de medicamentos disponíveis pelo programa Aqui Tem Farmácia Popular.

O Programa Farmácia Popular do Brasil é uma iniciativa do Ministério da Saúde que amplia o acesso aos medicamentos cumprindo uma das principais diretrizes da Política Nacional de Assistência Farmacêutica. Para obter os medicamentos disponíveis nas unidades é necessário a apresentação do CPF e da receita médica ou odontológica. Além dos medicamentos gratuitos para asma, hipertensão e diabetes, também estão disponíveis mais de 13 tipos de medicamentos com preços até 90% mais baratos utilizados no tratamento de dislipidemia, rinite, mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma, além de contraceptivos e fraldas geriátricas para incontinência.

 

Fonte: Ana Beatriz Magalhães / Blog da Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página