Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 22 de Maio de 2015, 10h45
  • Última atualização: 22/05/15 10h45

93% dos profissionais estão satisfeitos com Mais Médicos

A satisfação dos profissionais participantes do Mais Médicos foi medida pela pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Ipespe. Segundo o estudo, 93% dos profissionais com CRM Brasil afirmaram estar satisfeitos ou muito satisfeitos com a participação no Programa. Ao todo, foram realizadas 391 entrevistas nas cinco regiões do País com médicos do Programa, no período de 17 a 23 de novembro de 2014.

Além do percentual alto de satisfação, 90% dos médicos entrevistados responderam que indicariam a participação para outros médicos. O contentamento com a supervisão também foi alto. Os médicos deram, em média, nota 9,3 para seu relacionamento com o supervisor. Essa constatação dos profissionais da seriedade e legalidade do Mais Médicos ratifica o aumento de interesse dos candidatos com diplomas do Brasil em atuar no Mais Médicos.

O resultado da pesquisa se reflete nas inscrições para o edital deste ano. Nas três primeiras chamadas do Mais Médicos em 2015, 92% das vagas ofertadas foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Este mês, o Ministério da Saúde divulgou que 100% das vagas remanescentes abertas aos brasileiros formados no Exterior foram preenchidas. O Nordeste foi a região com o maior número de novas vagas, com abertura de 1.807 novas oportunidades. O Sudeste solicitou 1.024 médicos, seguido do Sul (523), Centro-Oeste (396) e Norte (389).

 

A previsão é que, a cada trimestre, o Ministério da Saúde lance novas chamadas para os postos abertos em decorrência de desligamentos. Os próximos editais estão marcados para os meses de julho e outubro deste ano e janeiro de 2016. As seleções contemplarão as eventuais vagas referentes aos médicos que desistirem nas etapas anteriores.

Fonte: Portal Brasil com informações do Ministério da Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página