A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 11 de Maio de 2017, 15h00
  • Última atualização: 11/05/17 18h16

Banco de Olhos do HU de Londrina registra milésima doação de córnea

BancoOlhos 05O Banco de Olhos do Hospital Universitário de Londrina registrou a milésima doação de córnea, de um senhor de 62 anos, de Arapongas, que estava internado no Hospital Honpar, antigo Hospital João de Freitas. A captação de número mil ocorreu no dia 28 de abril, mesmo mês em que o Banco comemora seis anos de fundação.

A córnea se juntou a outras que estão armazenadas no Banco de Olhos do HU, todas destinadas a atender pacientes que estão na fila de transplantes cadastrados pelo Sistema Nacional de Transplante (SNT), através de um sistema de Lista Única do Informatizado de Gerenciamento, coordenado pela Central de Transplante do Estado do Paraná, e com a ajuda da Comissão Intrahospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) e a Organização de Procura de Órgão (OPO) de Londrina.

Segundo a coordenadora do Banco de Olhos, oftalmologista Ana Paula Oguido, quando o Banco de Olhos foi inaugurado, a fila chegava a durar dois anos e havia mais de 150 pacientes esperando uma doação. “Hoje, o paciente espera de 15 a 30 dias para receber a córnea”, explica.

A atuação do Banco de Olhos do HU tem grande importância no Estado do Paraná e também em todo o país. Atende doações e faz a captação de cinco regionais de saúde, o que soma 97 municípios que envolvem a macrorregião norte do Paraná. “Mas o envio das córneas para serem transplantadas ocorre em nível nacional, em locais e regiões onde não existem banco de olhos e ainda a fila de espera é de meses a anos”, conta Ana Paula.

Esse número tão expressivo de mil doações se deve ao esforço de todos. “Nesses anos de atuação do Banco de Olhos de Londrina, foi realizado de forma contínua, o treinamento de captadores de córnea. Recentemente, aconteceu o VII Curso de Capacitação de Captadores de Córnea para médicos e profissionais da saúde, com objetivo de manter a excelência na qualidade da córnea e possibilitar a recuperação da visão de pessoas que dela necessitam”, comenta a médica.

Para Beth Ursi, superintendente do HU, apesar da abrangência de captação na região, o hospital planeja expandir para mais alguns municípios do Norte Velho. “Com a inclusão de mais municípios na captação de córnea, pode diminuir ainda mais a fila de espera, que é única”.

O Banco de Olhos do HU é responsável pela captação, por avaliar as condições da córnea, ou seja, verificar se está apta para ser doada e depois disponibilizada para área de abrangência de todo o Brasil. O Paraná é um dos maiores captadores de córnea do Brasil, o que reduz em muito o tempo na fila de espera para transplante na região.

Fonte: Secretaria da Saúde do Estado do Paraná

 

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

TV Saúde

Web Rádio Saúde

TUBERCULOSE: Ministério da Saúde lança Plano Nacional para enfrentar a doença 

Flickr Saúde

Central de Arquivos

Agosto 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3
Fim do conteúdo da página