A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

..

Início do conteúdo da página

Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 17 de Novembro de 2017, 07h00
  • Última atualização: 16/11/17 17h01

Gol de placa do Hospital Federal da Lagoa

Craque dos campos de futebol, Zico convoca doadores para a campanha organizada pelo amigo de infância, que hoje é o diretor da unidade hospitalar

zico sangueMarcelo Queiroz e Antonio ViannaMaior ídolo do Clube de Regatas Flamengo e ex-jogador da Seleção Brasileira de Futebol, Zico encantou as pessoas que marcaram presença na campanha de doação de sangue do Hospital Federal da Lagoa (HFL), realizada na manhã de terça-feira (14/11). O craque doou sangue e ainda visitou a Pediatria e CTI pediátrico, levando alegria a todos que estavam no ambiente. “As campanhas são importantes porque aumentam o apelo. Mas é uma iniciativa que precisa ser permanente, pois ajuda a salvar vidas”, reforça o craque.

 

O evento é realizado uma vez por ano em parceria com o Hemorio. O objetivo é arrecadar uma quantidade significativa de sangue para o final do ano. “Está chegando agora o verão, o período de festas de final de ano e o Carnaval, quando a demanda por sangue costuma ser maior. O sangue estocado ajuda a salvar muitas vidas”, explica Pedro Cirillo, diretor do HFL, que na infância dividiu os campos de Quintino, bairro do Rio, com Zico.

A parceria com o Hemorio foi construída pelo Serviço de Hemoterapia da unidade. “80% do que é doado volta para os pacientes daqui. O meu sonho é que tivéssemos uma coleta fixa aqui, para atender as solicitações em sua totalidade”, afirma Wendy Santa Rosa, enfermeira do Serviço de Hemoterapia do hospital.

Os servidores do HFL também fizeram a sua parte, seja doando ou mobilizando doadores. “Recebi uma ligação de uma amiga, que é enfermeira do hospital, e prontamente atendi o seu pedido. É muito importante doar porque tem gente que precisa”, conta a estudante Iara Silva, 19 anos. Priscila de Mattos Sillero, chefe do CTI Pediátrico do HFL, também fez questão de contribuir com a campanha: “É uma medida que vai além de doar, é um gesto de humanidade”, acrescentou, sorridente.

Por Camille Braga (supervisão de Antonio Vianna), Ascom MS/RJ

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

TUBERCULOSE: Ministério da Saúde lança Plano Nacional para enfrentar a doença 

Flickr Saúde

Fim do conteúdo da página