Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 05 de Março de 2018, 07h04
  • Última atualização: 05/03/18 11h40

Ceará apoiará Roraima na prevenção e controle do sarampo

banner sarampo fev2018 site 1A experiência do Ceará no enfrentamento da epidemia de sarampo entre 2013 e 2015 valeu à Secretaria da Saúde do Estado o convite do Ministério da Saúde para o apoio às ações de prevenção e controle da doença em Roraima. Durante o mês de março, a coordenadora estadual de imunizações da Secretaria da Saúde do Ceará, Ana Vilma Leite Braga, e a técnica Ana Karine Borges Carneiro estarão em Roraima para colaborar com a equipe da Secretaria da Saúde daquele estado.

A Secretaria Estadual de Saúde de Roraima atualizou na terça-feira, 27 de fevereiro, o número de casos suspeitos de sarampo no estado, que passou de 12 para 13. Entre os casos suspeitos, sete são do sexo feminino e seis do masculino, com faixa etária de cinco meses a 10 anos, nove deles crianças procedentes da Venezuela. Há quatro casos de brasileiros residentes em Boa Vista. Em todos os casos não houve registro de vacinação.

“A nossa ida para Estado de Roraima, especificamente Boa Vista, é trabalhar numa força tarefa de combate, prevenção e busca de novos casos de sarampo”, explica Ana Vilma, que viaja nesta quinta-feira, 1º de março, para Boa Vista. “Vamos participar de uma grande campanha de vacinação que terá início em 10 de março”, adianta ela. “Estamos orgulhosos de termos conseguido acabar com o sarampo no Ceará e agora estamos fazendo da nossa experiência exitosa uma cooperação técnica para ajudar outro estado que está precisando” completa.

 O Ceará foi declarado livre do sarampo em 2016, após uma epidemia iniciada em dezembro de 2013, com 1.052 casos confirmados até julho de 2015. O fim da transmissão do vírus do sarampo no Ceará foi anunciado em 24 de setembro de 2015 pelo governador Camilo Santana e o então ministro da Saúde, Arthur Chioro. Em reconhecimento ao trabalho de enfrentamento da epidemia de sarampo, a equipe da Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde da Secretaria da Saúde do Ceará (Coprom/Sesa) recebeu em junho do ano passado, em Brasília, o prêmio da 15ª Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi), promovida pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS).

Logo no início da epidemia, o Ceará adotou estratégias de vacinação para imunizar a população, controlar e interromper o surto de sarampo. Destacam-se a vacinação em Fortaleza e nos municípios da Região Metropolitana. Em fevereiro de 2014, foi iniciada a campanha nos 184 municípios do Estado: a vacinação da população de risco, reorientação e sistematização das ações de bloqueio e varredura. Entre março e junho de 2015, realizou-se a intensificação vacinal na população de 5 a 29 anos nos municípios de Fortaleza, Caucaia e Itaitinga. O município de Paracuru realizou a intensificação da vacinação na população de 5 a 39 anos. Os municípios de Caucaia, Fortaleza, Itaitinga e Paracuru intensificaram a vacinação contra o sarampo até o dia 20 de agosto de 2015.

Para buscar a população suscetível, sem antecedente vacinal, Caucaia e Fortaleza realizaram a vacinação casa a casa em toda a área da unidade de saúde de referência, iniciando pela rua de residência do caso confirmado ou suspeito de sarampo em até 30 dias anteriores e em áreas de baixa cobertura vacinal. Desde março, quando iniciou a intensificação da vacinação contra o sarampo, o município de Caucaia recebeu o apoio técnico e logístico da Secretaria da Saúde do Estado, e, do dia 8 de junho a 4 de julho de 2015, contou com o apoio de 64 vacinadores e frota de veículos e motoristas da Sesa, realizando a vacinação casa a casa nos conjuntos e bairros que confirmaram casos de sarampo ou apresentam casos suspeitos em investigação.

Com o apoio do Ministério da Saúde e da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), a Sesa realizou uma segunda varredura no período de 27 de julho a 22 de agosto de 2015, a fim de interromper a transmissão do vírus do sarampo nos municípios de Caucaia e Fortaleza, com 71 vacinadores nos dois municípios.

A experiência é relatada no artigo “Estratégias e resultados da vacinação no enfrentamento da epidemia de sarampo no estado do Ceará, 2013-2015”, de autoria da equipe da Coprom/Sesa, está publicado na última edição da revista Epidemiologia e Serviços de Saúde, periódico científico trimestral, editado pela Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Serviços, do Departamento de Gestão da Vigilância em Saúde da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Assessoria de Comunicação da Secretaria da Saúde do Ceará

(85) 3101.5220/ 3101.5221/

www.saude.ce.gov.br

www.facebook.com/SaudeCeara

 

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página