Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 21 de Setembro de 2018, 13h25
  • Última atualização: 21/09/18 13h28

Ministros se reúnem para abordar prioridades de saúde das Américas

200918-consejodirectivoCom o objetivo de estabelecer prioridades e planos para abordar os principais desafios em saúde enfrentados pela região das Américas, ministros da Saúde e altas autoridades dos países e territórios membros da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) se reunirão, de 23 a 27 de setembro, em Washington, nos Estados Unidos.

Durante o 56º Conselho Diretor, as autoridades em saúde da região vão analisar uma série de planos para reduzir o déficit de profissionais de saúde, diminuir os casos e mortes por câncer do colo do útero e melhorar a saúde de mulheres, crianças e adolescentes. Também debaterão ações para aprimorar o controle de vetores que transmitem doenças como malária, zika e Chagas.

 O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, será nomeado como Herói de Saúde Pública nas Américas – a mais alta distinção oferecida pela OPAS – em reconhecimento à sua liderança na prevenção e controle de doenças crônicas não transmissíveis, assim como pelas ações que empreendeu em seu país para o controle do tabaco, que serviram de exemplo para o mundo.

Durante a cerimônia de abertura do Conselho Diretor, no dia 23 de setembro, falarão Carissa F. Etienne, diretora da OPAS/OMS; Néstor Méndez, secretário-geral adjunto da Organização dos Estados Americanos; e Octavio Sánchez, secretário da Saúde de Honduras.

Etienne apresentará seu informe anual, que neste ano está centrado na atenção primária de saúde, às vésperas da celebração de 40 anos da Primeira Conferência Internacional sobre Atenção Primária de Saúde, realizada em 1978 em Alma-Ata, no Cazaquistão. Nela, os países se comprometeram a alcançar “saúde para todos”.

Nesse marco, os participantes do Conselho receberão um relatório preliminar da comissão de alto nível para propor soluções que ampliem o acesso e a cobertura de saúde na região das Américas para 2030, sem deixar ninguém para trás. A denominada “Comissão de Alto Nível do Foro Regional ‘Saúde Universal no século XXI: 40 anos de Alma-Ata’” é encabeçada pela ex-presidenta do Chile, Michelle Bachellet. Em um evento paralelo, haverá um ato de comemoração dos 40 anos da Declaração de Alma-Ata.

As autoridades de saúde receberão ainda um relatório avançado sobre as desigualdades de saúde enfrentadas pelas pessoas na região. O documento foi preparado pela Comissão sobre Equidade e Desigualdades em Saúde, presidida por Michael Marmot, do Instituto de Equidade em Saúde da University College London. Diversos encontros e atividades serão realizadas para promover reflexões sobre temas relacionados à eliminação da gordura trans, aplicação do Regulamento Sanitário Internacional (RSI), segurança no trânsito, mortalidade materna, mudanças climáticas e bioética, entre outros.

O Conselho Diretor da OPAS reúne ministros da saúde e delegados de alto nível dos países membros da Organização em sua sede, em Washington, Estados Unidos, para debater e analisar políticas de saúde regionais e fixar prioridades de cooperação técnica e colaboração entre países.

A OPAS trabalha com países das Américas para melhorar a saúde e a qualidade da vida de sua população. Fundada em 1902, é a organização internacional de saúde pública mais antiga do mundo. Atua como oficina regional para as Américas da OMS e é a agência especializada em saúde do sistema interamericano.

Fonte: Organização Pan-Americana da Saúde

 

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página