Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 21 de Setembro de 2018, 16h35
  • Última atualização: 25/09/18 11h38

Saiba como se preparar para ser pai

marcos pai

Em junho de 2015, Marcos Roberto Souza ficou sabendo que seria pai. Em meio ao turbilhão de sentimentos, a surgiu a preocupação sobre como criar o filho. Primeiro foi a questão financeira e logo veio o pensamento sobre como seria os cuidados no dia a dia. “Pensando no meu filho, comecei a procurar na internet o que eu precisava saber. Vi poucos livros, mas lia tudo que eu encontrava na internet”, conta. 

Além da caderneta da gestante, Marcos conta que a caderneta da criança serve como referência para acompanhar o cuidado com a saúde do filho.

O coordenador de Saúde do Homem, do Ministério da Saúde, Francisco Norberto, ressalta a importância dos homens em se apropriarem das informações sobre o pré-natal do parceiro. “Isso leva ao reconhecimento do direito de exercer a paternidade ativa, aprimorando o vínculo familiar e contribuindo para um momento de partilha do cuidado durante o pré-parto, o parto e o pós-parto, o que irá repercutir no acompanhamento e desenvolvimento da criança ao longo da vida”, destaca.

 

Pai também deve ler a caderneta da gestante

Dialogando com a parceira, fazendo a leitura de materiais educativos sobre a paternidade e esclarecendo as dúvidas durante o pré-natal, Marcos se preparou para a chegada do filho.

Você pode começar com a leitura da caderneta da gestante, do Sistema Único de Saúde (SUS). Nela, o profissional de saúde registra todas as informações da gestação: semana gestacional, exames, medidas, vacinação, entre outras informações importantes para o acompanhamento do pré-natal, parto, pós-parto, amamentação, planejamento reprodutivo.

Mas ela é muito mais que isso. Na caderneta, você encontra um guia para entender como se dá a transformação da gravidez, o parto e o pós-parto, bem como as etapas do desenvolvimento da criança. São informações fundamentais para o engajamento do homem com a família, criando vínculos afetivos saudáveis entre as pessoas envolvidas.

A caderneta da gestante também explica os direitos dos pais e sobre como tirar a certidão de nascimento, além de orientar o parceiro para o incentivo à amamentação.
“Atualmente, a caderneta da gestante, apesar de ainda ter esse nome, é uma caderneta com informações preciosas para pais e mães, uma vez que nela há orientações sobre o papel do pai, a realização do pré-natal do parceiro e orientações sobre como esse pai exerce uma paternidade ativa”, explicar o Norberto.


Confira a Caderneta da Gestantecaderneta 1

Estratégia Pré-natal do parceiro 

O pré-natal do parceiro é uma estratégia para os homens cuidarem da própria saúde, ao mesmo tempo em que acompanham a gestação das parceiras. Assim, promovem saúde e previne o adoecimento, por meio da realização de exames de rotina, de testes rápidos, da atualização da caderneta de vacinação e da participação nas atividades educativas nos serviços de saúde.
O pré-natal do parceiro prepara o homem para o exercício da paternidade ativa. A estratégia do pré-natal do parceiro incentiva o apoio à parceira durante toda a gestação, além dos cuidados básicos com o recém-nascido, como as orientações que favorecem a amamentação até os 2 anos de idade e, exclusivamente, até os 6 meses do bebê, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

Confira o Guia do Pré-Natal do Parceiro para Profissionais de Saúde

caderneta 2

Caderneta da criança

A Caderneta de Saúde da Criança é um documento importante para acompanhar a saúde, o crescimento e o desenvolvimento da criança, do nascimento até os 9 anos. A partir dos 10 anos, a caderneta a ser utilizada é a Caderneta de Saúde do Adolescente.
Ela é divida em duas partes. A primeira parte é dedicada a quem cuida da criança. Ela reúne informações e orientações para ajudar a cuidar melhor da saúde da criança, por exemplo como cuidar do umbigo e como estimular o desenvolvimento da criança.
Além disso, a caderneta da criança apresenta os direitos da criança e dos pais, orientações sobre o registro de nascimento, amamentação e alimentação saudável, vacinação, crescimento e desenvolvimento, sinais de perigo de doenças graves, prevenção de acidentes e violências, entre outros.

Caderneta do menino 

Caderneta da menina

caderneta 3

Curso - Pai presente

Pai Presente - cuidado e compromisso busca incentivar a paternidade ativa e consciente e promover impactos positivos para o desenvolvimento das crianças e para a igualdade de gênero. Este curso foi pensado para atender à crescente demanda de pais e ou futuros pais sobre como se envolver em todo o processo de planejamento reprodutivo, Pré-natal, Parto e Pós-parto de sua parceira e nos cuidados no desenvolvimento da criança.

O objetivo aumentar os vínculos dos homens com a suas parceiras e com seu filho e, ao mesmo tempo, estimular o seu autocuidado com a saúde, promovendo uma paternidade ativa. Este curso é totalmente online e tem uma carga horária de 12 horas. Disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem do SUS – AVASUS As aulas foram pensadas para atender à crescente demanda de pais ou futuros pais sobre como se envolver em todo o processo de planejamento reprodutivo, pré-natal, parto e pós-parto da parceira e nos cuidados de desenvolvimento da criança. O pai também pode procurar o curso para obter informação sobre seus direitos e importância do vínculo entre pai, mãe e filho, por exemplo.

O conteúdo apresenta temas como o “Envolvimento do homem no planejamento reprodutivo”, onde o uso do preservativo e da cirurgia de vasectomia é abordado; e o “Pré-natal do parceiro”, que destaca a importância da participação ativa do pai, além de trazer um vídeo com relatos dos pais sobre gestação e parto. E conta ainda com vários espaços para relatos de vivencias dos pais no exercício da paternidade.

Além de todo o conhecimento adquirido pelo curso, o certificado de conclusão também é um dos documentos aceitos pelas “Empresas Cidadãs” para ampliar a licença-paternidade por mais 15 dias.

Carlos Américo, para Blog da Saúde

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página