Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 20 de Fevereiro de 2015, 12h02
  • Última atualização: 20/02/15 16h19

#PARTIUTESTE Diagnóstico precoce pode interromper transmissão do vírus

Quem teve relação sexual sem camisinha e quer saber se está tudo bem com a saúde pode fazer o teste rápido para aids de graça na rede pública do país.

O lavrador, Wallas Barros, que mora no Distrito Federal já fez o teste duas vezes. Ele conta que fez sexo sem camisinha e decidiu fazer o teste. Ele está livre do vírus. "Fiquei sem camisinha, estava bêbado, ai fiquei com aquilo na cabeça e resolvi fazer pra eu saber. Tem muitos que tem muita doença transmitida por outras pessoas. Tem muita gente que tem e quer passar para outro, aí como eu fiquei eu vou fazer, porque eu não tenho, não conhecia ele, não sei se ele tem. Aí resolvi fazer. Você já pensa mais antes de ficar com outra pessoa".

Mesmo sabendo que a camisinha é a melhor prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e aids, muitas pessoas se esquecem de usar preservativo, por isso é importante fazer o teste rápido para aids depois de uma relação sem proteção. Com o diagnóstico precoce e tratamento da doença é possível reduzir a chance de transmissão da aids, como explica o ministro da Saúde, Arthur Chioro. "A estratégia se materializa em três dimensões bem claras, a primeira o uso do preservativo, em segundo lugar conclamar a população para fazer regularmente o teste para a identificação do HIV, para que compareçam ao posto de saúde mais próximo de casa. Em terceiro lugar e também muito importante é, se o teste deu positivo, iniciar imediatamente o tratamento gratuito para poder diminuir a carga viral, porque também é muito importante na interrupção da transmissão do vírus para outras pessoas".


Para fazer o teste para aids, oferecido gratuitamente pelo SUS, basta comparecer em uma unidade básica de saúde ou no CTA, Centro de Testagem e Aconselhamento, e apresentar um documento de identificação com foto, como identidade ou carteira de motorista. O resultado fica pronto em 30 minutos e é sigiloso

Fonte: Karina Chagas / Agência Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página