Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Agenda MS > Ministro da Saúde visita o Hospital de Clínicas da UFPR
Início do conteúdo da página
Agenda MS
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 29 de Julho de 2016, 15h00
  • Última atualização: 29/07/16 11h51

Ministro da Saúde visita o Hospital de Clínicas da UFPR

Ricardo Barros conversou com o corpo diretivo do HC e da UFPR na última segunda-feira

28511586686 b36aa1d914 z

A Maternidade Victor Ferreira do Amaral (MVFA) e o Hospital de Clínicas (HC), que compõem o Complexo Hospitalar de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (CHC-UFPR), receberam a visita, na última segunda-feira, 25, do ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Barros visitou as unidades de referência, como o Transplante de Medula Óssea, Transplante Hepático e UTI Pediátrica, além de se reunir com a equipe de governança. Zaki Akel Sobrinho, reitor da UFPR, agradeceu a presença do ministro e disse que, neste momento de crise, toda ajuda é bem-vinda.

“Já recebemos apoio do Governo do Estado do Paraná, que resolveu a questão de custeio da Maternidade Victor Ferreira do Amaral para o ano de 2016. O Rehuf também nos auxiliou, mas ainda esperamos ampliar as condições para aquisição de suprimentos para o hospital”, disse o reitor se referindo ao Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf).

O ministro da Saúde abordou as intenções do governo e também em sua área. “O HC é modelo em diversas áreas do Sistema Único de Saúde (SUS). As boas práticas adotadas aqui podem ajudar a orientar nossa busca pela excelência no serviço público”, afirmou.

Demanda

O pleito do Complexo Hospital de Clínicas foi de um auxílio financeiro no valor de R$ 5 milhões para garantir o abastecimento, com insumos, das três Unidades de Terapia Intensiva: Pediátrica, Neonatal e Cardíaca.

Outra demanda apresentada pela governança do CHC, foi a necessidade de revisão e atualização do contrato de prestação de serviços de saúde com o gestor local. Flavio Tomasich, superintendente do CHC, explicou a importância desse contrato. “Com o acordo, o HC pode se tornar autossustentável, com a prestação de serviços à população via SUS”, afirmou.

O ministro ponderou que as instituições também precisam de planejamento estratégico junto aos governos locais. “Precisamos credenciar os serviços necessários para a região e conciliar a gestão com as necessidades da população, otimizando assim os recursos”, afirmou Barros.

Com informações do HC-UFPR

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página