Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Combate ao Aedes > Ministério da Saúde e Fiocruz debatem 'Aedes aegypti' no Sesc
Início do conteúdo da página
Combate ao Aedes
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 21 de Setembro de 2017, 07h00
  • Última atualização: 21/09/17 16h10

Ministério da Saúde e Fiocruz debatem 'Aedes aegypti' no Sesc

aedes aegypti cocO Serviço Social do Comércio (Sesc), o Ministério da Saúde (MS) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) promovem, até a próxima quinta-feira (21/9), o Ciclo de Conversas Aedes aegypti: Dengue, Zika e Chikungunya. A iniciativa, que conta com consultoria de pesquisadores e profissionais de Comunicação do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), aborda temas como as metodologias de educação, prevenção e controle vetorial, além de aspectos clínicos e diagnósticos laboratoriais das doenças transmitidas pelo vetor. O primeiro encontro foi realizado no dia 31 de agosto e estão planejados quatro ao todo, um por semana. Todos são realizados na sede do Sesc, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ), das 10h às 12h30, com transmissão ao vivo pela internet. Os internautas poderão enviar perguntas pelo e-mail educacaoemsaude@sesc.com.br.

 

O último encontro acontece no dia 21 de setembro, com a presença do médico infectologista Kleber Luz, pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e consultor internacional da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) para Arboviroses, que ministrará a palestra Dengue - aspectos clínicos, diagnóstico e tratamento. Em seguida, a virologista Ana Bispo, chefe do Laboratório de Flavivírus do IOC/Fiocruz, apresenta o tema Aspectos atuais do Diagnóstico Laboratorial das Arboviroses.

Encontros anteriores

Com o tema Aedes aegypti: controle vetorial e aspectos clínicos gerais dos agravos transmitidos pelo mosquito, o primeiro encontro contou com a participação da pesquisadora Denise Valle, do Laboratório de Biologia Molecular de Flavivírus do IOC/Fiocruz, e do médico infectologista André Siqueira, pesquisador do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz). A abertura do evento foi realizada pelo diretor-geral do Departamento Nacional do Sesc, Carlos Artexes, e pelo diretor do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, João Paulo Toledo.

No dia 5/9, o tema foi Chikungunya – aspectos clínicos, diagnóstico e tratamento. Participaram Rivaldo Venâncio, médico infectologista e coordenador de Vigilância e Laboratórios de Referência da Fiocruz e membro dos Grupos Assessores Técnicos para Dengue e para Chikungunya da Opas, e Geraldo Pinheiro, médico reumatologista e coordenador dos ambulatórios de Reumatologia da Policlínica Piquet Carneiro da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Na semana seguinte, em 13/9, a médica pediátrica Scheila Pone, pesquisadora do Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), ministrou a palestra Zika - aspectos clínicos, diagnóstico e tratamento.

Fonte: IOC/Fiocruz

Fim do conteúdo da página