Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Cursos e Eventos > Especializações preparam profissionais de todo o país para serem preceptores
Início do conteúdo da página
Cursos e Eventos
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 02 de Dezembro de 2015, 12h18
  • Última atualização: 02/12/15 12h18

Especializações preparam profissionais de todo o país para serem preceptores

O Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa (IEP/HSL) deu início às primeiras turmas dos Cursos de Especialização de “Preceptoria de Residência Médica no SUS” e “Preceptoria no SUS”, que integram o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi). Resultado de parceria com o Ministério da Saúde, a proposta é contribuir para o processo de expansão e qualificação da preceptoria no SUS.

A iniciativa está alinhada com o Programa “Mais Médicos”, que estabeleceu a meta de implantar, até o final 2018, em todos os cursos de Medicina, o período de um a dois anos para o Programa de Residência em Medicina Geral de Família e Comunidade. Este objetivo criou a necessidade de aumento de médicos preceptores nos no SUS.

Pouco valorizado, o preceptor é o responsável pelo acompanhamento e orientação de alunos e residentes de medicina, e demais profissionais na área de saúde.

“A formação do médico está em um momento importante. A articulação desses dois cursos permitirá a atuação conjunta destes profissionais, favorecendo o trabalho multiprofissional e o fortalecimento das redes de atenção à saúde”, explica Roberto de Queiroz Padilha, superintendente de ensino do IEP/HSL.

A iniciativa abrange 48 municípios, localizados em todas as regiões do Brasil. Com 1.000 vagas, o curso de “Preceptoria de Residência Médica no SUS” é destinado a médicos com nível de graduação e pós-graduação. Já o de “Preceptoria no SUS”, com 400 vagas, é destinado a profissionais de todas as áreas da saúde, tanto da graduação quanto da pós-graduação (residências uni ou multiprofissionais).

As 1,4 mil vagas das duas especializações do Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa representam a continuidade de um programa iniciado em 2012, que já formou mais de 3.000 profissionais, com o mesmo objetivo dos cursos atuais.

Os cursos têm em seu processo educacional dinâmicas presenciais e à distância que incluem a troca de conhecimento via webconferência e reuniões presenciais com os facilitadores.


Fonte: Assessoria de Imprensa do Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página