Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Cursos e Eventos > Alagoas vai capacitar profissionais da Rede de Atenção às Urgências
Início do conteúdo da página
Cursos e Eventos
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 10 de Fevereiro de 2017, 07h30
  • Última atualização: 10/02/17 10h35

Alagoas vai capacitar profissionais da Rede de Atenção às Urgências

Educação-Permanente-1Em parceria com o Ministério da Saúde (MS) e Hospital Alemão Oswaldo Cruz, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) vai promover o Curso de Gestão para Educação Permanente dos Profissionais da Rede de Atenção às Urgências. Organizado pelo Setor de Educação em Saúde da Gerência Executiva de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, o curso será iniciado no próximo dia 21.

A aula inaugural será realizada na sede do Conselho Regional de Psicologia de Alagoas (CRP), em Maceió, a partir das 8 horas. O curso vai reunir representantes das 10 Regiões de Saúde do Estado e terá como público alvo os profissionais que atuam na Rede de Urgência e Emergência, a exemplo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Unidades de Pronto Atendimento, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.

 

De acordo com a responsável pelo setor de qualificação profissional da Sesau, Milene Mendes, o curso pretende capacitar os profissionais para que o Núcleo Regional de Educação Permanente em Urgência seja estruturado. “A educação continuada garante uma assistência mais eficiente e resolutiva, além de ampliar os resultados assistenciais e ampliar a garantia de direitos humanos e sociais”, ressaltou.

Milene Mendes explicou que o curso será dividido em cinco etapas, que serão concluídas no final do mês de agosto. “A formação contará com o eixo assistencial e de educação permanente, onde cada etapa do processo tem como enfoque a qualificação de gestores e profissionais, sempre focando o cuidado ao paciente”, destacou.

Após a conclusão do processo de formação, os participantes receberão um certificado de aperfeiçoamento, emitido pela Faculdade de Ciências da Saúde (Fecs) do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Milene Mendes lembrou, ainda, que para receber a certificação, o aluno deve manter no mínimo 75% de presença nas aulas, além de entregar 70% dos produtos desenvolvidos nos trabalhos de campo.

 

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas

 

 

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página