Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Cursos e Eventos > Matrículas abertas para curso sobre vigilância em saúde do trabalhador
Início do conteúdo da página
Cursos e Eventos
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 11 de Maio de 2017, 08h00
  • Última atualização: 11/05/17 13h16

Matrículas abertas para curso sobre vigilância em saúde do trabalhador

INSTAGRAM - SE1A Universidade Federal do Maranhão, integrante da Rede UNA-SUS (UNA-SUS/UFMA) lança, nessa terça-feira (9), o curso online Vigilância em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora. A oferta integra a formação na área de Vigilância, composta por 13 cursos voltados à temática.

O público-alvo são profissionais atuantes no Sistema Único de Saúde (SUS), prioritariamente os vinculados à Vigilância em Saúde, mas também estará acessível a demais interessados no tema. As matrículas podem ser realizadas gratuitamente até o dia 25 de agosto, pelo site. O curso é autoinstrucional e tem início imediato.

Com carga horária de 30 horas, divididas em três unidades, o conteúdo da formação é baseado na Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (PNSTT), de 2012. A diretriz tem como objetivo garantir o direito a um ambiente de trabalho saudável, evitando doenças e acidentes relacionados ao ofício. Para tanto, prevê ações de promoção, reabilitação e vigilância em saúde.

Para o mestre em Saúde Pública, assessor da Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde (CGSAT/MS) e responsável pelos conteúdos do curso, Roque Veiga, a Política é de fundamental importância, por contribuir com as condições de saúde dos trabalhadores nas três esferas de gestão do SUS. “O trabalhador precisa ser acolhido pela rede de atenção à saúde, dentro da perspectiva da relação saúde-trabalho.  Ainda há uma carência muito grande no trato das questões de prevenção às doenças e acidentes relacionados à ocupação”, conta.

De acordo com a coordenadora do Núcleo Pedagógico da UNA-SUS/UFMA, Regimarina Reis, o curso foi planejado em perspectiva dialógica com a realidade do trabalho em saúde. Toda a proposta e produção do curso foi alinhada e validada pela área técnica da Vigilância em Saúde no Ministério da Saúde.

Regimarina explica que o principal objetivo da iniciativa é fortalecer os processos de promoção e proteção da saúde dos trabalhadores, assim como a redução da morbimortalidade decorrente do contexto de desenvolvimento e de produção vigentes na sociedade. “A perspectiva adotada para a criação dessa capacitação é a de que a relação trabalho-saúde seja reconhecida de forma transversal aos processos e pontos de atenção à saúde, qualificando a atenção à saúde do trabalhador”, esclarece.

Os conteúdos visam o reconhecimento de aspectos da Política com ênfase nas ações de Vigilância em Saúde e Atenção Primária na promoção, prevenção e proteção da saúde dos trabalhadores. Também será discutido o processo de construção da diretriz, com adoção de princípios, diretrizes e estratégias para o bem comum da classe.

Também é abordada a atuação da Vigilância em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (VISAT) e sua interface com as demais Vigilâncias e Atenção Primária à Saúde. Dessa forma, a capacitação apresenta aspectos legais dessa vigilância, diretrizes e fundamentos a serem desenvolvidos nas três esferas de gestão do SUS, além da implementação de ações na Atenção Básica, como promoção, proteção e prevenção.

São também destacadas no curso as principais doenças e agravos de notificação compulsória, além dos acidentes e seus impactos à saúde no ambiente de trabalho. Nessa perspectiva, aborda a inserção de procedimentos de redução de riscos e promoção da saúde, e, consequentemente, apresenta as relações entre o trabalho e o processo saúde/doença.

Para Roque, o estudante matriculado no curso pode esperar uma visão bastante apurada da questão das ações de promoção da saúde, com olhar para os determinantes sociais condicionantes de saúde: acesso a saúde, educação, ambientes saudáveis de trabalho, transporte, segurança etc. “O diferencial do curso é chamar a atenção para o universo do trabalho, considerando que acidentes e doenças relacionadas ao ofício atualmente são considerado uma grave questão de saúde pública”, afirma.   

São utilizados recursos educacionais como situações de reflexão, situações-problema, atividades e estrutura de design instrucional que favorecem a aprendizagem dos cursistas. “Por se tratar de curso autoinstrucional, o aluno tem autonomia sobre a organização do seu tempo de estudo”, ressalta Regimarina.

Todos os materiais do curso estarão disponíveis no App Saite Store, que pode ser baixado na Google Play e Apple Store. Após realizado o download os materiais podem ser acessados sem uso da internet.

Para saber mais sobre esse e outros cursos da rede UNA-SUS, acesse o link www.unasus.gov.br/cursos.

Fonte: UNA-SUS

 

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página