Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Cursos e Eventos > PopTrans será exibido no II Festival Internacional de Cinema LGBTI
Início do conteúdo da página
Cursos e Eventos
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 22 de Junho de 2017, 10h33
  • Última atualização: 22/06/17 10h33

PopTrans será exibido no II Festival Internacional de Cinema LGBTI

capa poptransPopTrans é uma das 24 atrações do II Festival Internacional de Cinema LGBTI, que será realizado de 22 de junho a 2 de julho, no Cine Brasília, em Brasília. O webdocumentário, produzido pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV), apresenta o cotidiano de seis pessoas trans e travestis que relatam como se aceitam do jeito que são.

A exibição no festival está programada para o dia 28 de junho, às 21h. Em seguida, será exibido o filme Refeições em Família, produção croata de 2012, que narra a tentativa de diálogo dos pais sobre a homossexualidade da filha durante séries de cafés da manhã e almoços.

FESTIVAL - A mostra, com 13 longas-metragens de diversos países e dez curtas da Campanha da ONU “Livres & Iguais”, é organizada pelas embaixadas da Austrália, Bélgica, Dinamarca, Estados Unidos, França e Países Baixos, com o apoio das embaixadas da Alemanha, Canadá, Croácia, Noruega, Reino Unido e Suécia; do Ministério da Saúde; da ONU e da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

Por meio da segunda edição do Festival, as embaixadas e instituições participantes homenageiam os membros da comunidade LGBTI que morreram em decorrência de crimes de ódio ou de complicações relacionadas a doenças sexualmente transmissíveis e reafirmam o seu compromisso com a igualdade e a dignidade de todos os seres humanos, independentemente da sua orientação sexual e identidade de gênero.

POPTRANS - A primeira exibição do webcdocumentário ao público aconteceu em janeiro de 2017, durante cine-debate promovido pelo DIAHV, em Brasília, em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans (29 de janeiro). “Se já é emocionante levar o cotidiano das pessoas trans e travestis e suas relações com o próprio corpo e como lidam com o preconceito, saber que o documentário vai participar de um evento cultural, para diversos públicos, é a certeza de que a nossa proposta de pluralidade e diálogo alcançam muito mais do que almejávamos”, afirma a diretora do DIAHV, Adele Benzaken.

Com duração de 40 minutos, as pessoas entrevistadas, que vivem em Brasília, Goiânia e Porto Alegre, contam como enfrentam o preconceito, a reinserção na sociedade com o nome social e suas experiências com o Sistema Único de Saúde (SUS).

A escolha das pessoas entrevistadas aconteceu após seleção realizada por comitê formado por representantes do Instituto Brasileiro de Transmasculinidade (Ibrat), da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) e do Coletivo de Homens Trans da Rede Nacional de Pessoas Trans (Rede Trans). Essas três entidades e o Departamento de Apoio à Gestão Participativa (SGEP/MS) também auxiliaram na realização do webdocumentário.

SERVIÇO

Assessoria de Comunicação
Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais
Conheça também a página do DIAHV no Facebook:
https://www.facebook.com/ISTAidsHV

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página