Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Cursos e Eventos > UNA-SUS/UFSC lança curso sobre Rastreamento, Check-up e Prevenção Quaternária
Início do conteúdo da página
Cursos e Eventos
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 25 de Fevereiro de 2019, 12h06
  • Última atualização: 25/02/19 12h08

UNA-SUS/UFSC lança curso sobre Rastreamento, Check-up e Prevenção Quaternária

 O curso traz os aspectos essenciais dos rastreamentos e apresenta as melhores evidências e práticas para que o profissional da saúde saiba quando e como recomendá-los aos pacientes.

capacitação GettyImagesEstão abertas as matrículas para o curso online Rastreamento, Check-up e Prevenção Quaternária, oferecido pela Universidade Federal de Santa Catarina, integrante da Rede UNA-SUS (UNA-SUS/UFSC).

Profissionais de saúde de nível superior podem se matricular até 30 de novembro. O curso é autoinstrucional e tem início imediato. Como em todas as ofertas da UNA-SUS, a capacitação é totalmente gratuita.

O curso traz os aspectos essenciais dos rastreamentos (ou screenings, também conhecidos como check-ups), uma forma de prevenção cada vez mais utilizada na Atenção Básica. São apresentadas as melhores evidências e práticas para que o profissional da saúde possa recomendar (e também deixar de recomendar) rastreamentos para seus pacientes, adultos e crianças, nas mais variadas situações. Além disso, será convidado a refletir sobre a organização do processo de trabalho para melhor atender a essas demandas.

O objetivo é possibilitar a reflexão crítica sobre a literatura científica a partir dos conceitos da epidemiologia clínica e da medicina baseada em evidências, apresentar os conceitos básicos sobre rastreamento, detecção precoce e prevenção quaternária e discutir as atuais recomendações de rastreamento na população. Também é objetivo do curso avaliar sobre a realização de todo escopo de estratégias de rastreamento e a organização do processo de trabalho na APS.

O curso tem início com a definição de rastreamento como uma forma complexa de ação preventiva e que exige cuidado em sua recomendação, tanto por parte dos gestores do sistema como dos profissionais da APS. Na sequência, são mencionadas as diferentes formas de rastreamento de diversas doenças que acometem diferentes públicos (crianças, jovens, adultos, mulheres e homens e público LGBT) e, por fim são estudadas a prática do rastreamento e a organização do processo do trabalho na APS.

Para incrição, clique aqui.

Fonte: UNA-SUS/UFSC

 

 

 

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página