Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Entenda o SUS > DSEI Alto Rio Juruá conclui processo de renovação de veículos
Início do conteúdo da página
Entenda o SUS
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 08 de Junho de 2017, 10h30
  • Última atualização: 08/06/17 10h31

DSEI Alto Rio Juruá conclui processo de renovação de veículos

07-06-ENTREGA-BARCOS-LOA entrega de duas caminhonetes, no dia 23/05, concluiu o processo de renovação da frota terrestre e fluvial do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) do Alto Rio Juruá, com sede em Cruzeiro do Sul, no Acre. Nos primeiros meses do ano, o DSEI já havia recebido outras cinco caminhonetes e também foram adquiridas três embarcações de 16 metros, com capacidade para dez toneladas e equipadas com dois motores, estas últimas adquiridas a um investimento de R$ 536 mil.

“Estas embarcações representam um grande avanço para a melhoria de nosso atendimento, porque na área do polo-base de Feijó, para onde vão, quase todo o transporte para as aldeias é feito pelo Rio Envira, que é bastante extenso e atravessa todo o município”, explicou a coordenadora do DSEI Alto Rio Juruá, Milena Lopes da Silva. Segundo ela, a viagem das equipes até algumas das aldeias de Feijó pode levar até 5 dias.

Já os veículos foram destinados aos polos-base de Tarauacá, Feijó, Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, além da Casa de Saúde Indígena (Casai) de Mâncio Lima, que recebeu uma das caminhonetes para apoio ao transporte de pacientes em tratamento fora de seus domicílios. Já as duas caminhonetes entregues neste mês de maio servirão para reforçar a capacidade de deslocamento dos profissionais do DSEI e dos conselheiros do Condisi (Conselho Distrital de Saúde Indígena).

“A chegada desses veículos é um sonho realizado, porque dá condições para melhorar muito o trabalho de assistência nas aldeias”, comemorou a conselheira Edna Shanenawa.

O DSEI Alto Rio Juruá é responsável pela assistência à saúde de mais de 17 mil indígenas, de 16 diferentes etnias e distribuídos em 155 aldeias. Abrange oito municípios acreanos, cada um deles com um polo-base.

Foto: Luís Oliveira/Sesai/MS

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página