Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 15 de Janeiro de 2015, 11h57
  • Última atualização: 15/01/15 18h24

Serviço de Pneumologia do HNSC lança novo protocolo

Uma iniciativa inovadora e que pode salvar vidas. Uma parceria entre os serviços de Pneumologia e Cirurgia Torácica e o Centro de Diagnóstico por Imagem do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) deu início a uma nova jornada na atenção à saúde. Está em fase piloto de implantação o Protocolo de Rastreamento de Carcinoma Brônquico, isto é, um novo roteiro de exames para a detecção do câncer de pulmão em pacientes do Serviço de Pneumologia do Hospital Conceição. A instituição, que atende 100% SUS, está, com isso, incorporando uma nova tecnologia para tratamento da doença, cujas evidências científicas apontam uma redução de 20 % da mortalidade, sendo o primeiro serviço público do Brasil a implantar esse protocolo.

Desde novembro do ano passado, o Serviço de Pneumologia do HNSC está realizando tomografias de tórax sem contraste com protocolo de baixa dose, o que significa sete vezes menos incidência de radiação que uma tomografia normal.

Além de ser menos agressivo, o exame de tomografia de baixa dose é mais eficaz que um raio X convencional. Uma tomografia normal incide uma quantidade de radiação que, a longo prazo, pode ser prejudicial para o paciente, e detecta apenas nódulos com tamanho igual ou maior que 3 centímetros, considerado estágio mais avançado de desenvolvimento. Com a tomografia de baixa dose, além de reduzir em sete vezes a incidência de radiação, são detectados nódulos em tamanhos inferiores a 3 centímetros, e, portanto, em estágio inicial de formação, permitindo o encaminhamento para biópsia e investigação com maior antecedência e reduzindo a mortalidade ao permitir a realização de cirurgias curativas para o câncer de pulmão.

 

Atualmente, esse tipo de exame é realizado apenas na iniciativa privada. Conforme o coordenador do Serviço de Pneumologia do Hospital Conceição, Maurício Leite, com a criação do Protocolo de Rastreamento, a ideia é identificar o câncer de pulmão ainda em fase inicial para os pacientes do Serviço, uma iniciativa pioneira no Sistema Único de Saúde. Futuramente, pretende-se expandir o Protocolo para as unidades do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição.

O grupo que deve ser rastreado pela tomografia de baixa dose engloba os seguintes casos:

- pessoas entre 55 e 80 anos de idade
- tabagistas ativos e ex-tabagistas que tenham parado de fumar há menos de 15 anos;
- pessoas com carga tabágica de 30 maços/ano (20 cigarros por dia por um ano = 1 maço/ano);
- sem doença pulmonar que impeça tratamento cirúrgico da eventual neoplasia.

O carcinoma brônquico, nome técnico do câncer de pulmão, é a principal causa de morte por câncer no mundo. No Brasil, morrem 34 homens para cada 100 mil habitantes e 21 mulheres para cada 100 mil habitantes vítimas dessa neoplasia. O diagnóstico tardio é o fator que mais contribui para essas estatísticas.

Ambulatório de Tabagismo

O Serviço de Pneumologia do Hospital Conceição, assim como todas as unidades vinculadas ao Serviço de Saúde Comunitária do GHC possuem grupos ativos de apoio, incentivo e tratamento para pessoas que desejam parar de fumar e que estão em processo de largar o tabagismo. O encaminhamento ao Ambulatório de Tabagismo do HNSC é oferecido para todos os pacientes ainda fumantes. A agenda para atendimento já foi ampliada em 50% para atender a demanda potencial, aumentando, assim, a capacidade para esses pacientes que estão sendo rastreados.

e Saúde Comunitária do GHC possuem grupos ativos de apoio, incentivo e tratamento para pessoas que desejam parar de fumar e que estão em processo de largar o tabagismo.

Fonte: Mariana Ribeiro/GHC

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página