Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Geral
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 21 de Janeiro de 2015, 17h16
  • Última atualização: 21/01/15 17h35

Autoteste começa a ser distribuído em Curitiba

O diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (DDAHV), Fábio Mesquita, recebeu nessa manhã membros do Centers for Disease Control and Prevention do Departamento de Saúde dos Estados Unidos (CDC) e da embaixada americana para mostrar o andamento do projeto “A Hora é Agora”, lançado em novembro em Curitiba com a colaboração do Departamento, da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), da Universidade Federal do Paraná e do Grupo Dignidade. Além de Mesquita, a diretora-adjunta do DDAHV, Adele Benzaken, também participou da reunião.

Nena Lentini, vice-diretora de programas do CDC, e Aristides Barbosa Júnior, representante do CDC no Brasil, afirmaram que o autoteste começará a ser distribuído em fevereiro na capital paranaense por meio de registro pelo site a ser divulgado posteriormente. A retirada do teste poderá ser feita em terminais de autoatendimento nos Correios, em farmácias populares operadas pela Fiocruz ou ainda via recebimento por Sedex. O público-alvo desse projeto são jovens gays e homens que fazem sexo com homens (HSH). Outra ação prevista no projeto é a testagem móvel, na qual um trailer percorrerá pontos estratégicos da cidade. “O objetivo do ‘A Hora é Agora’ é vincular 90% dos gays testados aos serviços de saúde”, afirmou a vice-diretora do CDC. Além disso, o projeto acompanhará os jovens soropositivos para o tratamento.

Também participaram da reunião o adido de saúde do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, Abraham Miranda; a analista de Saúde Pública da mesma instituição, Dailani Carrijo; e a vice-diretora de Ciência do CDC, Raquel Miranda. Miranda destacou a vinda de alguns pesquisadores norte-americanos expoentes nas áreas de DST, AIDS e Hepatites Virais a eventos programados para 2015 no Brasil.

 

Mesquita agradeceu a visita da equipe e a parceria bilateral com o governo dos Estados Unidos. “É muito bom ver que tudo o que foi discutido está sendo implantado. É um projeto que vai nos ajudar a trabalhar ainda mais com o jovem gay no país”, afirmou.

 

Fonte: Aids.gov.br

 

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página