Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Matérias Especiais
Início do conteúdo da página

Matérias Especiais

Matérias Especiais
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 21 de Dezembro de 2016, 09h10
  • Última atualização 21/12/16
  • 09h38

Cuidados com o sol devem ser intensificados o ano inteiro, não apenas no verão

solDezembro foi instituído como mês chave para as ações nacionais da Campanha de Prevenção ao Câncer de Pele, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Conhecido como “Dezembro Laranja”, a data marca a importância de reforçar o cuidado com a exposição excessiva ao sol e realizar a prevenção e o diagnóstico do câncer de pele. O alerta é para o ano todo, não apenas para o verão. “Quando tem claridade, tem sol. Mesmo que ele esteja mais fraco, ele está incidindo sobre a pele. No frio também tem queimadura na pele, e o frio intensifica essa queimadura”, explica a professora do curso de farmácia da Universidade de Brasília (UNB), Camila Areda.

As medidas de prevenção são simples e não exigem muito esforço do indivíduo. Evitar a exposição ao sol entre dez da manhã e quatro da tarde, usar diariamente protetor solar, boné, óculos escuros e roupas compridas também são medidas que podem ser essenciais para evitaro câncer. Pessoas com a pele mais clara, olhos claros, que já foram expostas aos raios ultravioletas em excesso, ou possuem casos na família são pré-dispostas a desenvolver a doença. No entanto, essas recomendações são para todas as pessoas, independente da cor da pele ou da região onde vive.

Registrado em:
Matérias Especiais
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 07 de Dezembro de 2016, 09h30
  • Última atualização 08/12/16
  • 09h58

Você está protegido contra o HPV e outras complicações?

2hpvO HPV (vírus do papiloma humano, do inglês human papiloma virus) é uma infecção sexualmente transmissível, provocado por vírus que atacam, especialmente, as mucosas (oral, genital ou anal), tanto nas mulheres como nos homens. Além da transmissão sexual, a mãe pode infectar o bebe durante a gestação ou parto. Existem mais de 200 variações desse tipo de vírus. A maioria está associada a lesões benignas, como o aparecimento de verrugas, que podem ser clinicamente removidas.

Existem 12 subtipos de HPV que estão, segundo a literatura científica, associados aos cânceres do colo do útero, de pênis, de orofaringe e, até mesmo, de câncer reto-anal. No Brasil, há predominância na circulação de quatro subtipos que atingem tanto homens quanto mulheres.

Em curto prazo, a infecção não apresenta qualquer tipo de sintoma. Em longo prazo, o diagnóstico geralmente aparece quando a infecção já provocou o surgimento desses cânceres.

Registrado em:
Matérias Especiais
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 25 de Novembro de 2016, 09h00
  • Última atualização 13/06/18
  • 11h23

Doação de sangue: métodos de coleta e testagem garantem segurança ao doador

4Foto: Rodrigo Nunes/MSA medicina não para de avançar. Com o passar dos anos são descobertas novidades para o tratamento de doenças, e até mesmo a cura delas. Mas mesmo com este avanço, nunca se descobriu uma forma de substituir o sangue humano. Quem, por algum motivo, precisa de uma transfusão, está completamente dependente de doações. E, infelizmente, o Brasil ainda não conseguiu incorporar a cultura da doação de repetição. “Pra gente é importante que a pessoa não venha uma única vez, mas que ela adquira o hábito. Que ela internalize essa cultura de doação, que ainda está incipiente no Brasil. A gente avançou muito, mas frente a outros países que tiveram histórico de guerra, por exemplo, a gente ainda está um pouco aquém”, lamenta a responsável pela captação de doadores do Hemocentro de Brasília, Kelly Baibi.

Um dos objetivos da Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados (CGSH) do Ministério da Saúde é disseminar a informação de que doar sangue não faz mal para o doador e que é seguro. Não há qualquer risco de contaminação. A tecnologia hoje utilizada e os procedimentos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, de acordo com as boas práticas de produção, garantem essa segurança. O Brasil é, inclusive, referência mundial pelos métodos adotados.

Registrado em:

Conheça a história de pacientes que deixaram os hospitais para se tratar melhor em casa

Quando pensamos em pacientes que precisam de tratamentos contínuos e intensivos, a primeira lembrança que vem à mente são meses de internações em hospitais ou outras unidades de...

  • publicado
  • 16/11/16
  • 15h04

No Brasil nasce uma criança com fissura labiopalatal a cada 650 nascimentos

Tratamento especializado às pessoas com fissura labiopalatal é ofertado no SUS desde 1994. Centrinho de Bauru (SP) é referência no atendimento no país Mesmo que haja uma expectativa...

  • publicado
  • 11/11/16
  • 11h16

Implante coclear devolve a capacidade de ouvir para quem tem perda auditiva

Caio durante ativação do Implante Coclear. Foto: Rodrigo Nunes/MSPara quem ouve, imaginar como seria um mundo sem sons pode parecer difícil. Para muitas pessoas surdas, esta é a...

  • publicado
  • 01/11/16
  • 10h00

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página