A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Serviços
  • não publicado
  • Publicado: Sexta, 20 de Abril de 2012, 09h28
  • Última atualização: 02/10/13 15h46

Mulheres que perderam couro cabeludo em acidentes de barco no Amapá vão passar por cirurgia

Foto: Corbis ImagesSomente no estado do Amapá, estima-se que pelo menos 120 mulheres perderam parte do couro cabeludo em acidentes com motores de barco no Amapá. O escalpelamento é um problema muito comum na Região Amazônica, onde o barco é o meio de transporte mais utilizado. Nesses locais, é comum o registro de acidentes com motores de barcos que prendem e arrancam o couro cabeludo de mulheres ribeirinhas. Nos próximos dias 12 e 13 de maio, o governo do Amapá em parceria com o Ministério da Saúde vai realizar um mutirão de cirurgias reparadoras.

Para o secretário de Saúde do Amapá, Lineu da Silva Facundes, a iniciativa também ajuda no resgate à autoestima e no retorno dessas mulheres à sociedade: ”Elas são muito discriminadas na sociedade, se sentem estigmatizadas. Elas usam perucas, mas que algumas vezes não disfarça o estado em que elas se encontram e a sociedade precisa ver, visualizar essas mulheres que ficaram tanto tempo ignoradas, algumas foram vítimas do acidente há mais de duas décadas, três décadas, ainda na infância.”

Segundo o consultor técnico da coordenação de Média e Alta Complexidade do Ministério da Saúde, Paulo Cézar de Almeida, essas pacientes têm atendimento integral no Sistema Único de Saúde (SUS): “Existe o motor e o eixo rotor e esse eixo rotor nunca é protegido e o ato de ela abaixar, os cabelos ficam enroscados no eixo rotor e causa, então, a avulsão abrupta do escalpo, do couro cabeludo. O Ministério da Saúde disponibiliza para este usuário todos os procedimentos cirúrgicos e também os materiais necessários para que eles sejam atendidos.”

O secretário de Saúde do Amapá explicou que após várias políticas de prevenção aos acidentes, no ano passado não houve nenhum registro de vítima por escalpelamento.

Fonte: Hortência Guedes / Web Rádio Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário
  • Ronaldo Gonçalves

    Denunciar Link Permanente

    Eu me interesso muito pela saúde e tambem pela segurança e educação,
    pois estes requisitos estão na nossa vida cotidiana em que precisamos
    ter um entendimento e controle para o nosso crescimnto e amadurecimento.
    Pode me enviar assuntos sobre ergonomia, alimentação, tudo de gestão
    para a melhoria de uma vida saudável.

    cerca de 3 anos atrás

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

POLIOMIELITE: Metade das crianças ainda não se vacinaram contra a doença

Flickr Saúde

Enquete

Escolha o tema que será abordado na próxima semana. Participe!

Central de Arquivos

Agosto 2015
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6
Fim do conteúdo da página