A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Serviços

Prevenção da hipertensão arterial é principal foco do Dia Mundial da Saúde em 2013

  • Publicado: Domingo, 07 de Abril de 2013, 06h00
  • Última atualização Terça, 05 de Agosto de 2014, 12h11

Com o tema “Viver com Saúde é uma Vitória”, o Dia Mundial da Saúde é comemorado neste domingo (7/4). O Ministério da Saúde, em parceria com as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, vai realizar eventos simultâneos para sensibilizar a população sobre a importância de hábitos saudáveis.

“Será um domingo festivo com atividades físicas, como grupos de dança, e ações de educação, como palestras sobre prevenção de obesidade. Este ano a nossa intenção é destacar a importância da prevenção da hipertensão arterial”, antecipa a coordenadora de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, Deborah Malta.

A coordenadora destaca o papel do trabalhador da Saúde nesta data. “São eles que dialogam com a população e orientarão para a prática de promoção da Saúde. Da mesma forma, todas as práticas que repassam também devem ser incorporadas no cotidiano do profissional”, enfatiza.

Uma dessas recomendações é a escolha correta dos alimentos. Refeições balanceadas ajudam a diminuir o cansaço e aumentar a disposição no trabalho. De acordo com a nutricionista do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) do Rio de Janeiro (RJ), Erica Rodrigues, os trabalhadores que se alimentam mal, ou de forma apressada, podem ter problemas como obesidade e hipertensão. Ela acredita que mesmo com o dia a dia cada vez mais corrido e estressante, o que leva alguns trabalhadores a optarem pelo fast food, é possível, com algum esforço, mudar esses hábitos.

Para aqueles que não almoçam em casa, a nutricionista recomenda levar a refeição. “A ideia de marmita é interessante porque a pessoa prepara porções ao invés de cair na tentação de escolher com fome e exagerar na quantidade. Além disso, preparar o alimento em casa garante higiene, tempero e forma de preparo saudáveis, pois não se sabe a quantidade e a qualidade da gordura utilizada para refogar o arroz ou temperar o feijão”, exemplifica.

Ela ressalta que uma atitude importante é evitar o uso de temperos industrializados e o acréscimo de sal na comida depois de pronta. “Os alimentos que consumimos possuem o sódio próprio, sem necessitar de uma nova adição de sal. O consumo excessivo de sal, a partir de 6g, é uma das maiores causas de hipertensão arterial e doenças cardiovasculares”, explica. A nutricionista recomenda utilizar ervas desidratadas, condimentos naturais ou sucos de frutas como temperos e ler a informação nutricional na embalagem dos produtos antes de comprá-los para saber a quantidade de sódio.

Ações do MS - Para melhorar a dieta dos brasileiros e qualidade de vida, o Ministério da Saúde firmou um acordo com a indústria alimentícia que prevê a redução gradual do teor de sódio em 16 categorias de alimentos. A previsão é de que, até 2020, estejam fora das prateleiras mais de 20 mil toneladas de sódio.

Se o consumo for reduzido para a recomendação diária da Organização Mundial de Saúde (OMS), a ingestão deve ser reduzida para menos de 5g por pessoa diariamente. Estima-se que 1,5 milhão de brasileiros não precisariam de medicação para hipertensão e a expectativa de vida seria aumentada em até quatro anos.

Segundo o levantamento Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) 2011, a hipertensão arterial atinge 22,7% da população adulta brasileira. O diagnóstico em mulheres (25,4%) é mais comum do que entre os homens (19,5%).

Fonte: Ana Paula Ferraz/ Comunicação Interna do Ministério da Saúde

Adicionar Comentário
  • joão ventura da silva

    Denunciar Link Permanente

    GOSTARIA MUITO QUE NOSSO MINISTRO ALEXANDRE PADILHA CUIDASSE MAIS DOS AGENTES DE SAÚDE POIS É QUEM CUIDA DA SAÚDE DA POPULAÇÃO BRASILEIRA.

    VEJA COM A NOSSA PRESIDENTA O PISO SALARIAL NACIONAL DESTA CATEGORIA QUE SÃO E SEMPRE SERÃO ANJOS DA GUARDA DE UMA POPULAÇÃO TÃO SOFRIDA NO QUESITO SAÚDE. PISO SALARIAL NACIONAL JÁ. "ESTAMOS DE OLHO".

    cerca de 2 anos atrás
  • telma parodes

    Denunciar Link Permanente

    OS AGENTES DE SAÚDE DO RIO GRANDE DO SUL LUTAM POR VALORIZAÇÃO, E APROVAÇÃO DO PISO NACIONAL DE ACS E ACE...A HR É AGORA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! E PRECISAMOS DO CURSO TÉCNICO DE AGENTES DE SAÚDE PARA QUE POSSAMOS TER CAPACITAÇÃO PERMANENTE .DESTA FORMA TEREMOS EJUSTIÇA E IGUALDADE A NIVEL DE BRASIL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    cerca de 2 anos atrás
  • Blog da Saúde

    Denunciar Link Permanente

    Olá, Telma.
    Informamos que a responsabilidade pelo pagamento dos agentes de endemias é do Município. O Ministério da Saúde repassa recursos financeiros, que são transferidos por meio do Bloco de Vigilância em Saúde, para as ações e serviços de vigilância, prevenção e controle de doenças e outros agravos, além de ações de promoção da saúde.

    Vale ressaltar, que esses recursos transferidos podem ser utilizados para pagamento de agentes de combate às endemias, contudo o Ministério da Saúde não estipula o valor dessa remuneração ficando essa decisão, exclusivamente, a cargo do gestor local.

    Para mais informações, pedimos por gentileza, que você entre em contato com a Secretaria de Saúde da sua região.

    Agradecemos sua participação e continuamos à disposição.

    Att,
    Equipe Blog da Saúde.

    cerca de 2 anos atrás
  • Blog da Saúde

    Denunciar Link Permanente

    Oá, João.

    Como dito anteriormente aqui nesse post, informamos que a responsabilidade pelo pagamento dos agentes de endemias é do Município. O Ministério da Saúde repassa recursos financeiros, que são transferidos por meio do Bloco de Vigilância em Saúde, para as ações e serviços de vigilância, prevenção e controle de doenças e outros agravos, além de ações de promoção da saúde.

    Vale ressaltar, que esses recursos transferidos podem ser utilizados para pagamento de agentes de combate às endemias, contudo o Ministério da Saúde não estipula o valor dessa remuneração ficando essa decisão, exclusivamente, a cargo do gestor local.

    Para mais informações, pedimos por gentileza, que você entre em contato com a Secretaria de Saúde da sua região.

    Agradecemos sua participação e continuamos à disposição.

    Att,
    Equipe Blog da Saúde.

    cerca de 2 anos atrás

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

Dialoga Brasil: Governo lança site para receber propostas da população

Flickr Saúde

Enquete

Dê seu voto para o novo Blog da Saúde!

Fim do conteúdo da página