A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Serviços
  • não publicado
  • Publicado: Quinta, 30 de Janeiro de 2014, 17h50
  • Última atualização: 30/01/14 18h00

Aplicativo do SAMU para celulares permite acompanhar ambulância em tempo real

Vai chamar o SAMU? Então conheça o novo aplicativo para smartphones e tablets que possibilitará ao cidadão acompanhar em tempo real a localização da ambulância que irá atendê-lo. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (30) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, na Campus Party – maior evento de tecnologia e cultura digital do mundo – junto com a divulgação do sistema E-SUS SAMU, que irá informatizar todas as centrais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no país.

O aplicativo será integrado às redes sociais Facebook e Waze, e o usuário poderá escolher familiares ou amigos para serem acionados, automaticamente, em casos de emergência. O pedido é ainda registrado na página do Facebook do usuário, dificultando a realização de trotes. Isso porque os principais objetivos do novo aplicativo são diminuir o número de trotes e o tempo de espera com transparência e participação do cidadão. O aplicativo será testado inicialmente no carnaval de Salvador.

“Quando fizerem a chamada pelo aplicativo, automaticamente vamos receber o local em que a ambulância está e o endereço do solicitante, facilitando a chegada da equipe”, aposta Ivan Paiva, diretor do SAMU do município de Salvador (BA). Ele também acredita que os trotes serão inibidos pelo aplicativo. “O Facebook tem a identificação de cada indivíduo, sua localização e alguns outros dados. Dessa forma, podemos identificar quem fez a chamada e responsabilizar civil e criminalmente em casos de trote”, ressalta Paiva.

Ao se cadastrar, o cidadão irá preencher informações sobre sua saúde, se é hipertenso, diabético ou se tem alguma alergia. Os dados estarão disponíveis para a equipe que prestará o socorro. “O aplicativo vai proporcionar, ainda, um controle social por parte do cidadão ao permitir que acompanhe o deslocamento das ambulâncias”, explica Paulo de Tarso, coordenador-geral da Força Nacional de SUS (CGFNS), responsável pela coordenação nacional do SAMU. “Esse é um salto importantíssimo na qualidade dos atendimentos da urgência”, completa.


Lucas Pordeus Leon / Blog da Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

QUIZ: Teste seu conhecimento sobre o combate ao Aedes aegypti

Flickr Saúde

Central de Arquivos

Dezembro 2016
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1
Fim do conteúdo da página