A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Serviços
  • não publicado
  • Publicado: Quinta, 27 de Fevereiro de 2014, 20h13
  • Última atualização: 27/02/14 20h24

Ministério da Saúde inaugura Central do SAMU e Unidade de Pronto Atendimento em Tabatinga (AM)

Para custeio dos serviços, a região do Alto Solimões receberá R$ 13,2 milhões por ano do governo federal. Antes da construção das unidades, população era atendida pela capital Manaus

O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, inaugurou nesta quinta-feira (27), a primeira Central de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) na região do Alto Solimões, no Amazonas. A Central, localizada em Tabatinga, recebeu nove ambulâncias do Ministério da Saúde para atender a população dos municípios de Atalaia do Norte, Amaturá, Benjamin Constant, Fonte Boa, Jutaí, Santo Antonio do Içã, São Paulo de Olivença e Tonatins.

Além das ambulâncias doadas pelo governo federal, nove ambulanchas cedidas pelo estado do Amazonas farão parte da frota da unidade. O Ministério da Saúde fará um repasse anual de R$ 12 milhões destinados ao custeio da Central. Para construção, compra de mobiliário e equipamentos de informática, já foram repassados R$ 212 mil.

Junto com a Central de Regulação do SAMU, o ministro da Saúde inaugurou a primeira UPA 24h da região. Com capacidade de atendimento diário de até 150 pacientes e 20 leitos, a UPA funcionará sete dias por semana, 24 horas por dia. A estrutura, instalada em Tabatinga, beneficiará os 224 mil habitantes do Alto Solimões e conta com equipamentos de raio-X, eletrocardiografia, laboratório de exames e leitos de observação. Para seu funcionamento, o Ministério destinará anualmente R$ 1,2 milhão.

“A inauguração do SAMU e da UPA 24h no Alto Solimões busca estruturar a rede de urgência e emergência na região, que antes não existia. Esses serviços são uma conquista para o município de Tabatinga, pois são os primeiros instalados fora da capital. Essas ações fazem parte do plano de ampliação e qualificação de infraestrutura da rede de saúde do governo federal, que inclui o Programa Mais Médicos, e já trouxe médicos para o munícipio e para o Estado”, enfatizou o ministro Arthur Chioro.

As UPAs 24h estão inseridas na rede Saúde Toda Hora, que está reorganizando a atenção às urgências e emergências no Sistema Único de Saúde (SUS). A estratégia de atendimento está diretamente relacionada ao trabalho do SAMU, que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação. As unidades têm capacidade para atender sem necessidade de encaminhamento ao pronto-socorro hospitalar mais de 90% dos pacientes. Em todo o país, 308 UPAs 24h estão em funcionamento.

Maternidade e hospital – Ainda na região do Alto Solimões, Chioro participa da inauguração da maternidade Celina Villacrus Ruiz, em Tabatinga, e do Hospital Robert Paul Backsmann, em São Paulo de Olivença.

A maternidade tem estrutura para realizar 2,4 mil partos ao ano e conta com 25 leitos, um centro cirúrgico obstétrico, sala de parto, unidade de cuidados intermediários neonatais e um laboratório clínico, além de ofertar exames de mamografia, ultrassonografia e raio-x. Um cartório instalado no local permitirá que os pais realizem o Registro Civil logo após o nascimento dos bebês.

A inauguração faz parte da estratégia Rede Cegonha de enfrentamento da mortalidade materna e infantil e aumento da qualidade da rede de atenção à saúde de gestantes e crianças. As ações vão desde o planejamento reprodutivo, até o pré-natal, parto, puerpério e primeiros dois anos do bebê. Desde 2012, com a adesão do município ao componente pré-natal da Rede, o Ministério da Saúde já repassou cerca de R$ 210 mil para exames e testes rápidos de gravidez.

O governo federal já destinou também R$ 100 mil para a compra de equipamentos necessários para a montagem de uma sala de estabilização no Hospital Robert Paul Backsmann. Quando habilitada, a sala contará com repasse mensal de R$ 35 mil. O hospital conta com 20 leitos e é ligado ao governo do estado do Amazonas.

Fonte: Zeca Moreira / Agência Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

Número de fumantes de narguilé mais que dobra nos últimos 5 anos

Flickr Saúde

Fim do conteúdo da página