Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Promoção da Saúde

Promoção da Saúde
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 16 de Janeiro de 2019, 17h50
  • Última atualização 08/02/19
  • 12h21

Muro Inteligente ajuda a combater o Aedes aegypti

 Iniciativa inovadora promove a coleta seletiva espontânea em Minas Gerais para evitar a reprodução do mosquitomuro inteligente

A coleta seletiva tem um importante papel para preservação do meio ambiente. Afinal, resíduos sólidos reciclados deixam de ser lixo e viram matéria prima novamente. Além disso, a prática também faz bem para saúde. Afinal, dar a destinação correta para o lixo é eliminar objetos que podem acumular água e se tornar criadouros do Aedes aegypti, o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

Comentário (0) Hits: 2466
Registrado em:
Promoção da Saúde
  • publicado
  • Publicado: Terça, 15 de Janeiro de 2019, 16h00
  • Última atualização 17/01/19
  • 15h31

Como é conviver com as dores da Chikungunya?

dores da ChikungunyaAs dores intensas nas articulações são as características mais marcantes da Chikungunya, doença causada pelo vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Atualmente, milhares de pessoas ainda sofrem com as duras consequências deixadas pela enfermidade, que, em alguns casos, gera dores crônicas que duram semanas, meses, anos ou toda a vida da pessoa. Mas, afinal, como são essas dores? Como é feito o tratamento? Existe alguma forma de evitar?

Para responder algumas dessas perguntas, conversamos com a reumatologista do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN-DF), Maira Rocha. Ela explica que a evolução da doença varia bastante de pessoa para pessoa. “Em algumas pessoas a dor pode desaparecer em poucas semanas. Mas, normalmente, essas dores costumam durar um período médio de 12 a 18 meses. Porém, não é uma regra, existem casos de pessoas com dores persistentes por 3 ou 4 anos, por exemplo”, disse.

Comentário (0) Hits: 2674
Promoção da Saúde
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 14 de Janeiro de 2019, 16h15
  • Última atualização 17/01/19
  • 15h30

Sorvete especial reduz efeitos colaterais em pacientes que fazem quimioterapia

A ideia é levar esse complemento alimentar para todos os pacientes internados ou em tratamento domiciliar

sorvete quimio 1Pesquisadores do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU-UFSC), vinculado à Rede Ebserh, desenvolveram um sorvete especialmente para pacientes em tratamento oncológico. O produto ajuda a reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia em pacientes com câncer e funciona como um complemento alimentar.

O complemento alimentar foi consumido por provadores sem câncer e por pacientes em tratamento de quimioterapia. A pesquisa foi transformada em artigo científico e publicada no Journal of Culinary Science & Technology. "Por ser gelado, ele ajuda a anestesiar a cavidade bucal, que é uma das consequências do tratamento, que são as mucosites, sapinhos, enfim, que tanto dificultam a ingestão alimentar", disse a professora Raquel Salles, do Departamento de Nutrição da UFSC, uma das nutricionistas responsáveis pela pesquisa.

Comentário (0) Hits: 3743
Registrado em:

Confira respostas sobre imunização e segurança das vacinas

As vacinas são seguras? A imunidade proporcionada por elas é melhor do que a oferecida pelas infecções naturais? Uma criança pode receber mais de uma vacina por vez? Existe alguma...

  • publicado
  • 11/01/19
  • 16h58
Comentário (0) Hits: 2318

Doença de Chagas: uma nova realidade de enfrentamento

 O consumo de alimentos contaminados com parasitos, como caldo de cana e açaí, é a principal forma de transmissão da doença. Por muito tempo, a possibilidade de receber uma...

Tags: Doença de Chagas , Transmissão da doença de chagas
  • publicado
  • 10/01/19
  • 10h24
Comentário (0) Hits: 6169

Doença que leva à perda de visão tem novo tratamento na rede pública

Pessoas com Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) contam agora com novas opções de tratamento gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Ministério da Saúde ampliou a...

  • publicado
  • 08/01/19
  • 15h57
Comentário (0) Hits: 1482

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página