Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Promoção da Saúde > Mastigar dos dois lados e com calma evita dores de cabeça e problemas digestivos
Início do conteúdo da página
Promoção da Saúde
  • não publicado
  • Publicado: Quinta, 26 de Julho de 2012, 11h48
  • Última atualização: 30/09/13 12h07

Mastigar dos dois lados e com calma evita dores de cabeça e problemas digestivos

Foto: Corbis ImagesMastigar é uma tarefa tão instintiva que pouca gente presta atenção se realiza a atividade corretamente. Para evitar dores de cabeça e ouvido, é preciso observar o padrão de mastigação. Já quem está preocupado com a absorção dos alimentos no organismo, deve alimentar-se com calma. “Não existe uma regra, mas a orientação é que cada porção seja mastigada cerca de trinta vezes”, aconselha a nutricionista da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde Roberta Rehem.

A principal recomendação da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia para uma mastigação correta é usar os dois lados da boca. Os movimentos devem ser verticais e rotacionais. Isso faz com que os músculos da boca se movimentem corretamente, evitando alterações na arcada dentária.

A fonoaudióloga do Grupo Hospitalar Conceição (GHC) Lizandra Konflanz de Lima Damiani reforça a orientação. “A mastigação deve ser bilateral, ou seja, dos dois lados. Quando isso não ocorre, acontece uma deformidade na arcada dentária, o que sobrecarrega a musculatura”, explica a profissional. O principal organismo afetado é o osso que liga o a mandíbula ao crânio. “A partir daí, ocorrem estalos e dores de cabeça”, conclui.

Naturalmente, cada dente tem uma função no momento da mastigação. Os dentes da frente devem ser usados para cortar os alimentos. Os do meio (pré-molares) para triturar a comida e os de trás (molares) para pulverizar as porções. “Essa atividade é instintiva. Os pré-molares e molares, por exemplo, já têm os formatos naturais de trituradores”, explica a fonoaudióloga.

Nutrição – Do ponto de vista nutricional, a recomendação é que a alimentação seja demorada. Por isso, é preciso mastigar mais vezes. Quem não se preocupa com isso, tem problemas de digestão. “Isso acontece porque a comida chega maior no estômago e, assim, a digestão vai ser mais lenta, mais difícil. A sensação de cansaço após a refeição também é maior porque o organismo vai gastar mais energia na digestão”, explica Roberta Rehem.

A nutricionista lembra que assim, como os dentes, a língua é essencial no processo de mastigação porque a saliva possui enzimas digestivas. “A digestão começa na boca. A nossa saliva possui as enzimas que iniciam o processo de digestão dos carboidratos”, explica. Não é recomendável, no entanto, consumir líquidos durante as refeições.

Dicas para mastigar melhor:
-Usar os dois lados da boca na hora de mastigar;
-Usar os dentes da frente para cortar o alimento, os pré-molares (meio) para triturar a comida e os molares (dentes de trás) para pulverizar as porções de comida.
-Evitar assistir televisão mastigando. A pessoa acaba prestando mais atenção na televisão do que na alimentação e no processo de mastigar;
-É importante prestar atenção na textura, cor e cheiro da comida;
-Evitar o consumo de líquidos durante as refeições;
-Mastigar em média 30 vezes antes de engolir a porção dos alimentos.

Fonte: Maria Carolina Lopes / Agência Saúde

Adicionar Comentário
Fim do conteúdo da página