Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Promoção da Saúde > Comunidade indígena será atendida em ação nacional de saúde itinerante
Início do conteúdo da página
Promoção da Saúde
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 06 de Novembro de 2017, 08h08
  • Última atualização: 06/11/17 10h26

Comunidade indígena será atendida em ação nacional de saúde itinerante

 Presidente da Ebserh e superintendente do HUB acompanharam de perto o cadastramento da população local

indio Foto Karina Zambrana - AscomMS2No dia 10 de novembro, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) realizará um mutirão nacional de atendimento de saúde fora do ambiente hospitalar. A Ebserh Solidária levará ações de prevenção e promoção da saúde para locais onde as dificuldades de acesso são maiores. Serão oferecidos milhares de atendimentos em diversas localidades distribuídas nas cinco regiões do país, com a participação de profissionais das áreas assistencial e administrativa, preceptores, residentes e estudantes, todos atuando de forma voluntária.

Na capital federal, o Hospital Universitário de Brasília (HUB), vinculado à Universidade de Brasília (UnB), realizará atividades no Santuário dos Pajés, reserva indígena localizada próxima ao Setor Noroeste da cidade. Para acompanhar as equipes de cadastramento das pessoas que serão atendidas durante a ação, o presidente da estatal, Kleber Morais, e a superintendente do HUB, Elza Noronha, estiveram, na manhã desta quarta-feira, 1, no local. Lá puderam conhecer a realidade dos moradores indígenas e verificar a estrutura para os atendimentos.

Segundo Kleber Morais, a Ebserh Solidária não se restringe apenas a um dia de atividades. “Os atendimentos serão continuados. Os problemas de saúde que forem identificados durante a ação serão encaminhados aos hospitais da Rede Ebserh para o tratamento correto”, afirmou o gestor.

Com o objetivo de atingir o maior número de pessoas que precisam de atendimento, além de fortalecer as práticas de ensino, pesquisa e inovação, a ação Ebserh Solidária terá a participação dos 39 hospitais universitários federais da Rede Ebserh. Serão oferecidos milhares de atendimentos em diversas localidades distribuídas nas cinco regiões do país.

Povos indígenas

A população do Santuário dos Pajés é atendida pela Região Centro-Norte de Saúde da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF). A meta para o dia 10 de novembro é oferecer exames e atendimentos nas áreas de saúde bucal, imunização, pediatria, nutrição, ginecologia e urgência e emergência. Para garantir os atendimentos, o HUB contará com uma equipe de cerca de 60 pessoas.

Elza Noronha reforçou a importância da parceria com a SES-DF. “Temos hoje cerca de 7 mil indígenas desaldeados, que que estão fora do subsistema de atenção à saúde. Por isso, estamos com essa parceria com a SES-DF, em que a secretaria oferece a atenção primária e o HUB atua como hospital de referência para essa população”, explicou a superintendente.

Entre as ações previstas estão atualização de vacinação, administração de vitamina. As, orientações sobre saúde da criança, marcação de exames ginecológicos, orientações sobre escovação e saúde bucal e revisão de cáries. Também será realizada uma oficina de interculturalidade para indígenas e profissionais da assistência.

De acordo com Kamuu Dan, uma das lideranças do santuário, a comunidade reúne cerca de 200 pessoas, divididas entre sete etnias indígenas: Fulni-ô Tapuia, Guajajara, Wapichana, Kariri Xocó, Tuxá, Bororo e Macuxi. Para ele, a ação descentralizada é extremamente positiva. “Isso é muito bom, pois se trata de um reconhecimento das demandas indígenas, principalmente da saúde. É importante, pois o hospital vem até aqui ver de perto as necessidades da comunidade indígena”, afirmou.

Sobre a Ebserh

Desde janeiro de 2013, o HUB-UnB é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo da Rede Ebserh é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Fonte:Ebserh

 

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página