Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Serviços > Brasil Sorridente: Nas férias, crianças comem mais doces e podem ter cárie
Início do conteúdo da página
Serviços
  • não publicado
  • Publicado: Sexta, 11 de Janeiro de 2013, 08h50
  • Última atualização: 23/09/13 15h27

Brasil Sorridente: Nas férias, crianças comem mais doces e podem ter cárie

No período de férias escolares, a criançada acaba abusando dos doces e, ocupadas com as brincadeiras, se esquecem da limpeza correta dos dentes. Com isso, é comum o aumento no número de casos de cárie, lesão que aparece na superfície do dente. Segundo dados do Ministério da Saúde, 60% das crianças com até cinco anos de idade já tiveram o problema. O coordenador do Programa de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Pucca, alerta que quanto mais açúcar na alimentação, maior a chance de a criança ter cárie e outras doenças da boca.

Pucca ressalta que os pais ou responsáveis devem ficar atentos não só a quantidade e frequência de açúcar ingerido pela criança, mas também ao açúcar escondido nos alimentos. ”Que é aquele açúcar que vem nos alimentos e que, às vezes, as pessoas esquecem que têm nesses alimentos, por exemplo, os achocolatados, às vezes se coloca muito achocolatado no leite da criança, que às vezes, inclusive, mama mesmo que não se adicione o açúcar aquilo também tem açúcar. Então, é fundamental que após toda a alimentação da criança a higiene do dente da criança seja feita”, explica.

O coordenador diz que os pais não devem acrescentar açúcar aos alimentos naturais como suco de frutas. ”É importante saber que o açúcar ele não deve nem ser adicionado porque o açúcar que é necessário para o organismo ele já está contido nos alimentos, então, o açúcar branco invariavelmente acaba fazendo mal e é importante saber que esse açúcar branco, além de provocar cáries dentárias , ele vai ter uma repercussão sistêmica em outras doenças que a pessoa pode desenvolver na adolescência, na vida adulta, como, por exemplo, o diabetes”, recomenda.

O ideal, segundo o coordenador de Saúde Bucal, Gilberto Pucca, é reduzir aos poucos a quantidade de açúcar que se utiliza nos alimentos até o organismo se adaptar. O Ministério da Saúde conta com o Programa Brasil Sorridente que oferece tratamento dentário de graça pelo Sistema Único de Saúde.

Fonte: Hortência Guedes /  Web Rádio Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página