Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Serviços > Obras do novo Hospital Escola de Pelotas são iniciadas
Início do conteúdo da página
Serviços
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 13 de Abril de 2016, 14h02
  • Última atualização: 13/04/16 14h30

Obras do novo Hospital Escola de Pelotas são iniciadas

8a3214ec-3260-48b4-8d05-1b84f421bd5fO novo Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) começou, nesta segunda-feira, 11, a sair do papel. Foi entregue a ordem de serviço para que a construtora contratada dê início às obras do Bloco 3 do hospital. O espaço, de 4.770 m², contemplará o serviço de Oncologia, área em que o HE é reconhecido pela excelência. O investimento para esse espaço é de R$ 16,2 milhões.

 

Na cerimônia que marcou a entrega da ordem de serviço, o reitor da UFPel, Mauro Del Pino, fez um resgate do conjunto de ações realizadas até o momento, destacando o crescimento do atual HE que, desde outubro de 2014, quando passou a ser gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), passou de 112 para 172 leitos e tem a participação ativa de nove cursos da área da Saúde, com desenvolvimento de atividades de formação, pesquisa e extensão.

“Durante muito tempo a Universidade sonhou em ter seu hospital próprio, em local próprio. Um Hospital 100% SUS que contribui de forma significativa para a saúde de Pelotas e região. Quem ganha é a população”, disse o reitor.

A superintendente do HE, Julieta Fripp, comemorou o início das obras. “Estamos muito felizes e temos a expectativa de que sigam o cronograma estipulado”, disse, salientando que uma comissão acompanhará de perto o andamento.

O término da obra está previsto para 4 de novembro de 2017. O Bloco 3 representa cerca de 10% do total do complexo hospitalar, que compreende, ainda, os blocos 1 e 2.

Em sua totalidade, o novo HE deverá ter 360 leitos, dois mil trabalhadores e 44.370 m2, em um investimento total de aproximadamente R$ 120 milhões. A previsão é de que o conjunto esteja pronto em cerca de quatro anos.

Fonte: Portal da  Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares-EBSERH

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página