Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Serviços > Centro de Saúde da Ensp/Fiocruz inicia atividades laboratoriais para diagnóstico de tuberculose
Início do conteúdo da página
Serviços
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 22 de Julho de 2016, 16h00
  • Última atualização: 21/07/16 18h17

Centro de Saúde da Ensp/Fiocruz inicia atividades laboratoriais para diagnóstico de tuberculose

 

castelo fiocruz 2O Laboratório de Diagnóstico, Ensino e Pesquisa do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) iniciará, nesta quinta-feira (21/7), as atividades relativas ao diagnóstico laboratorial bacteriológico da tuberculose (TB). O objetivo é contribuir para o aperfeiçoamento do controle da tuberculose em Manguinhos com base em um diagnóstico mais ágil e preciso.

 

“O exame de bacteriologia da tuberculose, que é o de baciloscopia e cultura para TB, não era realizado no Centro, embora houvesse planejamento para sua realização há muito tempo. A vantagem é que nos tornamos mais ágeis no diagnóstico, sem depender de outros laboratórios, o que pode melhorar a adesão do paciente ao tratamento”, afirmou a pesquisadora do Centro de Saúde Monica Kramer. A inauguração do espaço interno do Ladep será na quinta-feira (21/7), às 14h, na sala M do Centro de Saúde.

De acordo com a pesquisadora do Centro de Saúde, estabelecer uma cultura para os pacientes da unidade garante diagnóstico precoce da doença. “O exame de baciloscopia tem rendimento de 40 a 60%, e a realização da cultura, em geral, incrementa em 20% o diagnóstico dos casos de tuberculose. A realização da cultura permitirá a confirmação bacteriológica das formas mais iniciais da doença, iniciando prontamente o tratamento.”

Tuberculose no Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro possui uma taxa de incidência de tuberculose bem acima da média nacional (82 casos por 100 mil habitantes). A taxa de mortalidade pela doença é a mais alta entre todas as capitais do país – 6,9 mortes por 100 mil habitantes, o dobro da média das capitais brasileiras. Foram 440 pessoas mortas na capital e 840 em todo o estado pela doença em 2014, segundo os dados mais recentes publicados pelo Ministério da Saúde. A taxa nacional de incidência de tuberculose tem baixado desde 2001, saindo de 41 por 100 mil habitantes para 33,8 em 2014.

Informe Ensp

 

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página