Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Serviços > Banco de sangue do Hemocentro de Cuiabá precisa de Fator RH Negativo
Início do conteúdo da página
Serviços
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 15 de Maio de 2017, 08h00
  • Última atualização: 15/05/17 10h48

Banco de sangue do Hemocentro de Cuiabá precisa de Fator RH Negativo

30763197072 64d63aaed9 zFoto: Rodrigo Nunes/MSApenas 6% da população brasileira tem sangue fator RH Negativo. Essa realidade, aliada a pouca conscientização da importância de se doar sangue, tem causado uma baixa preocupante no estoque de sangue do Hemocentro, em Cuiabá.

Em Mato Grosso, que tem pouco mais de três milhões de habitantes, apenas 1% é doador voluntário de sangue e a pessoa com RH Negativo é doador universal desse tipo sanguíneo considerado raro nos bancos de doação.

De acordo com Juliana Silva, gerente de doação de sangue do Hemocentro, o estoque em baixa coloca em risco a vida de milhares de pessoas, principalmente as que sofreram algum trauma físico, muito comum em acidentes de trânsito.

"Uma coleta de 400 ml de sangue pode salvar quatro vidas", destaca Juliana silva. O Hemocentro é responsável por abastecer todas as unidades hospitalares do Estado, por ter maior capacidade de coleta e estar preparado para realizar 100 atendimentos por dia, o que produz um estoque mensal de duas mil bolsas de sangue. A coleta é feita também em 16 unidades menores instaladas no interior de Mato Grosso.

Para ser doador de sangue é preciso ter entre 16 e 60 anos de idade e pesar mais de 50 quilos. A coleta é realizada de segunda a sexta-feira, no Hemocentro da Rua 13 de Junho, Centro, das 7h às 17h30min, e na unidade do Pronto-Socorro, em Cuiabá, das das 8h às 17h.

O doador Hugo Assunção Capistrano, 27 anos, auditor interno, fez a primeira doação para ajudar a um amigo; foi quando ele conheceu o Hemocentro e, desde então, não deixou mais de doar sangue. "As outras doações fiz de forma espontânea porque conheci a necessidade de ajudar outras pessoas, mesmo sem conhecê-las; e enquanto eu tiver saúde quero continuar sendo um doador", disse Hugo, que já tem a carteira de doador.

Para quem é doador regular de sangue e tem a carteira de doador expedida pela Secretaria de Estado de Saúde, a lei proporciona vários benefícios, como por exemplo, a isenção de pagamento de taxa em concurso público, folga remunerada no dia em que fizer a doação e pagamento de meia-entrada em eventos culturais, esportivos e de lazer.

Fonte: Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso

 

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página