Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Serviços > Hospital das Clínicas oferece testagem rápida de HIV, hepatites e sífilis
Início do conteúdo da página
Serviços
  • publicado
  • Publicado: Terça, 08 de Agosto de 2017, 10h00
  • Última atualização: 07/08/17 19h06

Hospital das Clínicas oferece testagem rápida de HIV, hepatites e sífilis

ddb2ce14-1524-4fba-9124-66c99088d285O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, por meio de seu Ambulatório de Infectologia, iniciou no mês de julho a realização de testes rápidos de HIV, hepatites B e C e sífilis. A testagem gratuita acontece no Ambulatório de Especialidades sem necessidade de direcionamento médico, jejum ou estar em consulta.

“Os interessados precisam portar um documento de identificação com foto. O atendimento é feito por profissional de enfermagem, que oferece os quatro testes ou a possibilidade de optar por apenas alguns. É coletada uma gota de sangue para cada dispositivo, extraída do dedo indicador. Em aproximadamente 15 minutos sai o resultado, totalmente sigiloso”, informa Rodrigo Molina, infectologista do hospital filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

De acordo com o médico, o teste rápido para HIV e hepatites fornece um diagnóstico definitivo, pois aplica duas metodologias de detecção concomitantes. Já o resultado positivo para sífilis precisa ser confirmado com um exame tradicional. Os kits diagnósticos são fornecidos pelo Programa de DST/Aids da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.

“Se a sorologia for positiva para qualquer dos casos, já é marcada uma consulta ambulatorial. O diagnóstico precoce é importante porque agiliza o acesso aos tratamentos, evitando as complicações decorrentes dos estágios avançados das doenças infectocontagiosas, bem como favorece o esclarecimento ao paciente sobre as formas de prevenção e transmissão”, Molina finaliza.

Sobre a Ebserh

Desde janeiro de 2013, o HC-UFTM é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Com informações do HC-UFTM

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página