Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Serviços > O perigo das Fake News para nossa saúde
Início do conteúdo da página
Serviços
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 13 de Setembro de 2018, 09h26
  • Última atualização: 13/09/18 11h53

O perigo das Fake News para nossa saúde

Com a evolução da internet e a acessibilidade maior, as Fake News - expressão em inglês que significa notícias falsas, tem tido um impacto maior nos últimos tempos. Esse tipo de informação tem ganhado repercussão com a velocidade com que elas são divulgadas, com a popularização das redes sociais e de aplicativos de mensagens. Mas o que para uns pode ser uma brincadeira, na verdade pode ter um impacto negativo sério, sobretudo na área da saúde.

No último mês o Ministério da Saúde apostou em mais um canal direto para garantir informações confiáveis sobre saúde, o WhatsApp. O canal tem objetivo de falar diretamente com os usuários e funciona assim: as mensagens são recebidas, apuradas junto com as áreas técnicas e depois o usuário é respondido. O novo canal é apenas para recebimento dessas demandas e não deve ser utilizado como tira dúvidas dos usuários do SUS.

Assim, o ministério entendeu que as pessoas que compartilham esses conteúdos falsos com amigos e familiares sem verificar a veracidade da informação, podem contar com esse canal, evitando a proliferação dessas mentiras, que acabam criando correntes de desinformação de todo os tipos, desde informações científicas até temas apelativos sobre vida e morte, engordar e emagrecer, entre tantos outros. 

Confira algumas notícias avaliadas pelo Saúde Sem Fake News 

Japão: vacina contra o HPV sob julgamento devido a horríveis efeitos colaterais - FAKE NEWS

Não existe e nunca existiu a proibição da vacina HPV (Papilomavírus Humano) mencionada na imagem. O Ministério da Saúde esclarece que essa vacina é segura e eficaz e, assim como todas as vacinas ofertadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), passa por um rígido processo de validação e possui os devidos registros na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No entanto, como qualquer medicamento, pode causar Eventos Adversos Pós-Vacinação (EAPV), embora sejam raros.

Novo dipirona importado da Venezuela contém vírus - FAKE NEWS

Dipirona

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma que a notícia que está circulando nas redes sociais sobre a dipirona importada da Venezuela conter o vírus "Marbug" é falsa. Por favor, não compartilhe esta informação. 

Uso do celular no escuro e câncer de olho - FAKE NEWS

Maculopatia

O texto intitulado USO DO CELULAR NO ESCURO está repleto de informações equivocadas e sem comprovação científica. Não existem estudos científicos mostrando que o uso do celular, seja a noite ou durante o dia provoque maculopatia (que o texto erroneamente classifica como câncer no olho), catarata, olho seco, degeneração macular ou perda de visão.

Proibição da importação e venda do insumo farmacêutico ativo valsartana - VERDADE

Probição chines Anvisa

A informação é verdadeira. A resolução foi publicada no dia 24/08/2018, no Diário Oficial da União.

E, para falar mais sobre esse assunto, o Blog da Saúde reuniu matérias sobre as Fake News no universo da saúde. Confira:

Dos antigos boatos às modernas Fake News 

Na crônica desta semana o autor, Janary Damacena, traça um paralelo que vai desde as conversas de rua que criavam os boatos até os dias atuais que, diariamente, trazem informações falsas divulgadas pelas redes sociais que tentam se passar por verdadeiras. Que impacto isso pode ter na saúde?

http://www.blog.saude.gov.br/pkvter

8 passos para identificar Fake News

Há vários tipos da fake news: texto verdadeiro, mas título e subtítulos falsos; texto e título verdadeiros, mas foto falsa; tudo falso; entre outros. Nem sempre é fácil avaliar. Mas seguindo algumas dicas você pode avaliar a veracidade de uma notícia antes de ir compartilhando nas redes sociais e em aplicativos de celular.

http://www.blog.saude.gov.br/vp9ueb

O vírus das Fake News

Acompanhando a evolução das ferramentas de comunicação, as Fake News vêm ampliando seus impactos no cotidiano das pessoas. Na saúde, o tema é visível ao analisar que parte da redução do índice de vacinação nacional tem sido impactado pelas notícias falsas relacionadas às vacinas.

http://www.blog.saude.gov.br/nenmlz

 Blog da Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página