A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 30 de Abril de 2015, 14h45
  • Última atualização 30/04/15
  • 15h58

Campanha de vacinação contra gripe começa no dia 4 de maio

A chegada do inverno acende um sinal de alerta para doenças respiratórias, como a gripe. Pensando nisso, o Ministério da Saúde lançou nesta quinta-feira (30) a Campanha de Vacinação contra a Gripe para 2015. A ação, que terá início no dia 4 de maio, disponibilizará 54 milhões de doses para a imunização de 49,7 milhões de brasileiros que fazem parte do grupo prioritário por ter maior risco de complicações por conta da doença. A meta é garantir a vacinação de 80% do público-alvo, 39,7 milhões de pessoas, até o fim da campanha, em 22 de maio.

Confira a aprentação do ministro

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde protegerá a população contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). O público-alvo da campanha é formado por crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; povos indígenas; gestantes; puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; e os funcionários do sistema prisional.

Também serão vacinadas pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais. A definição dos grupos prioritários segue a recomendação da Organização Mundial de Saúde, além de ser respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, cujo principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Comentário (0) Hits: 29030
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 30 de Abril de 2015, 14h07
  • Última atualização 30/04/15
  • 14h07

Saiba mais sobre a hepatite B que causa a inflamação crônica do fígado

A hepatite B é uma doença infecciosa causada pelo vírus HBV e pode ser transmitida pela via sexual, de mãe para filho ou por meio do compartilhamento de seringas com sangue contaminado. Geralmente, os sintomas de hepatite B surgem em até seis meses após o contato com o vírus, e sua intensidade varia de pessoa para pessoa. A maioria dos casos de hepatite B não apresenta sintomas. O...

Comentário (0) Hits: 3395
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 30 de Abril de 2015, 14h00
  • Última atualização 30/04/15
  • 14h00

Fiocruz Amazonas utiliza vetor da dengue no combate à doença

Uma nova estratégia de combate ao mosquito da dengue promete ampliar a cobertura aos criadouros do inseto em áreas urbanas. Desenvolvido pelo Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazonas), em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) e o Smithsonian Tropical Research Institute (STRI), o método testado em bairros de Manaus consiste em atrair as fêmeas dos mosquitos até pequenos baldes com inseticida de alta potência, que mata as larvas, mas não os mosquitos adultos. A ideia é usar o próprio mosquito da dengue contra a multiplicação da doença.

As "estações de disseminação" funcionam como armadilhas para as fêmeas dos mosquitos, que são atraídas até pequenos recipientes com um pouco de água. As paredes internas dos baldes são recobertas com um pano preto, aveludado, que contém o larvicida pyriproxyfen triturado até a consistência de um pó muito fino. Quando um mosquito pousa na superfície da "estação de disseminação", pequenas partículas do larvicida grudam nas pernas e no corpo do inseto.

“Como as fêmeas de Aedes e outros mosquitos visitam muitos criadouros para colocar uns poucos ovos em cada um, elas vão levando o inseticida para esses criadouros, que viram armadilhas letais para os mosquitos imaturos. O mais importante é que assim podemos levar inseticida até criadouros inacessíveis ou indetectáveis que os agentes de controle não poderiam tratar”, explica o pesquisador Sérgio Luz, do Laboratório de Ecologia de Doenças Transmissíveis na Amazônia, do Instituto Leônidas e Maria Deane.

Comentário (0) Hits: 2821
Registrado em:

Sabores do sudeste por Tanea Romão

Tanea Romão se considera uma pesquisadora em cozinha brasileira e seus ingredientes. A frente do restaurante Kitanda Brasil, em Tiradentes – MG, a paulista que adotou o ritmo do interior...

  • publicado
  • 30/04/15
  • 10h42
Comentário (2) Hits: 3985

ANS amplia e padroniza informações para consumidores de planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) está aprimorando e ampliando o acesso dos consumidores às informações sobre os diferentes tipos de planos de saúde que são...

  • publicado
  • 29/04/15
  • 16h52
Comentário (0) Hits: 2752

Ministério da Saúde apresenta Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, apresenta, nesta quinta-feira (30), em Brasília, a 17ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe que terá início na segunda-feira (4). Durante...

  • publicado
  • 29/04/15
  • 15h47
Comentário (0) Hits: 2931

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

TUBERCULOSE: Ministério da Saúde lança Plano Nacional para enfrentar a doença 

Flickr Saúde

Central de Arquivos

Novembro 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 1 2 3
Fim do conteúdo da página