A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 24 de Fevereiro de 2015, 12h00
  • Última atualização 27/12/16
  • 10h02

Quem teve relação sexual sem proteção deve esperar 30 dias para fazer o teste de HIV

O lavrador Wallas Barros decidiu fazer o teste para identificar o vírus da aids depois do carnaval. "Hoje em dia para transmitir, qualquer coisinha já pega, não é só em relação ao sexo não, se você tem alguma ferida na boca. Tem amigos meus que falam: 'ah eu não vou, tenho vergonha, tenho medo'. Mas sempre é bom fazer [o exame]. Pra mim eu faço para minha saúde. Mais vale saber antes do que depois que a doença começar a aparecer."

Mas o que o Wallas e muitos não sabem é que quem teve relação sexual sem proteção deve esperar 30 dias para fazer o teste que identifica o vírus da aids. É o que explica a coordenadora de laboratório do Departamento de DST/Aids e Hepatites virais do Ministério da Saúde, Miriam Franchini "Por isso que não adianta se a gente tiver um contato arriscado em um dia, ir fazer o exame no dia seguinte. O exame invariavelmente vai dar negativo, mesmo se a gente tiver tido contato com o vírus. Trinta dias é o tempo que o corpo da gente leva, quando ele é infectado, para produzir anticorpos contra o HIV, que os testes que detectam a infecção vão identificar. O diagnostico do HIV não é feito com um único teste. Se deu reagente naquele primeiro teste é feito um segundo teste imediatamente para confirmar a infeção. Dois testes reagentes, a pessoa é considerada definitivamente positiva para HIV. Nesse caso, vai ter que repetir o exame no período de 30 dias e usar camisinha durante todo esse tempo."

A coordenadora de laboratório do Departamento de DST/Aids e Hepatites virais, Miriam Franchini, orienta o que deve ser feito quando o resultado do teste de aids der positivo. "Em caso de um resultado reagente, não entrar em pânico. Porque a aids não tem cura, mas ela tem tratamento e ela vai ser encaminhada pra fazer os exames complementares para poder acompanhar o tratamento dela corretamente. A recomendação para qualquer pessoa, independente do resultado do teste é fazer sexo com proteção. É usar a camisinha."

Comentário (0) Hits: 130803
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 24 de Fevereiro de 2015, 11h56
  • Última atualização 24/02/15
  • 11h56

Farmanguinhos faz doação de remédios à Venezuela

Em mais uma iniciativa de âmbito internacional, Farmanguinhos enviou, nesta semana, um total de 160.050 comprimidos do antimalárico artesunato + mefloquina (ASMQ) à Venezuela. Desses, 25.020 foram para tratamento infantil, os demais para uso adulto. A doação foi realizada a partir de uma solicitação da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) ao Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF), a fim de apoiar o país sul-americano no tratamento de pessoas com a doença.

O coordenador de Assistência Farmacêutica, Antônio Carlos Morais, explicou os motivos dessa triangulação na negociação. “Quando o medicamento é enviado por meio da PAHO (sigla em Inglês para Opas) não é necessário ter registro no país que receberá a doação. Significa que a transação é feita por um fundo rotatório”, frisou.

Morais disse ainda que a doação não causará impacto ao orçamento institucional. “O Ministério da Saúde não nos tem solicitado novas distribuições do ASMQ. O que estamos doando é excedente de produção”, enfatizou. Aqui no Brasil, o ASMQ é um dos medicamentos que fazem parte do programa de combate à malária. Os outros dois são a cloroquina e a primaquina, ambos produzidos por Farmanguinhos.

Comentário (0) Hits: 2499
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 24 de Fevereiro de 2015, 11h50
  • Última atualização 24/02/15
  • 11h50

Mais de 3 mil profissionais já se apresentaram nos municípios que vão atuar no programa Mais Médicos

Dos 15.747 profissionais que se inscreveram na primeira chamada do programa Mais Médicos, 3. 304 já se apresentaram nos municípios que vão atuar. Esses profissionais são brasileiros com registro para trabalhar no país e começam a atender à população no próximo dia dois de março.

O médico Danilo Lobo Ramos, por exemplo, está lotado na zona rural do município de Livramento de Nossa Senhora, na Bahia, e conta que se sente motivado para melhorar a qualidade de vida da comunidade. "O programa tem critérios de seleção dos municípios muito justos. A presença dos profissionais de saúde dentro dessas comunidades é um elemento que melhora muito a qualidade de vida dessa população. Estamos motivados, tanto eu quanto minha esposa, e a nossa intenção é essa, chegar lá e junto com a equipe fazer o nosso melhor e contribuir para que a saúde da população de lá melhore".

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, está surpreso com o grande número de brasileiros inscritos na primeira chamada do programa Mais Médicos."Não só satisfeito como muito surpreso. Acho que desde o momento que nós tivemos mais de 15 mil inscrições nós não podemos dizer que. Quando a gente fez a incorporação do Provab, nós sabíamos que nós estávamos criando mais uma estratégia de estímulo a participação dos médicos brasileiros, mas o resultado é muito surpreende. A gente tinha uma perspectiva de que isso pudesse ocorrer daqui há alguns anos e começou acorrer há alguns anos antes do que a gente imagina, uma coisa para nós é muito positiva".

Comentário (0) Hits: 1965
Registrado em:

UNA-SUS/UFMA abre novas turmas para cursos na área de Atenção Domiciliar

Universidade Federal do Maranhão, integrante da rede Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS/UFMA) abre as inscrições para novas turmas para os cursos do Programa Multicêntrico de...

  • publicado
  • 24/02/15
  • 11h46
Comentário (0) Hits: 2183

Especial Saúde da Pessoa Idosa – Alimentação

Com o passar dos anos, o corpo começa a apresentar naturalmente algumas mudanças, que muitas vezes as pessoas demoram a perceber, mas que podem interferir na sua alimentação....

  • publicado
  • 24/02/15
  • 09h00
Comentário (6) Hits: 30007

84% dos médicos se apresentaram nos municípios selecionados

O balanço da apresentação dos profissionais com CRM Brasil na 1ª chamada de 2015 do Programa Mais Médicos mostra que 84% dos médicos se apresentaram nas cidades onde foram alocados....

  • publicado
  • 23/02/15
  • 16h09
Comentário (0) Hits: 3155

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

TUBERCULOSE: Ministério da Saúde lança Plano Nacional para enfrentar a doença 

Flickr Saúde

Central de Arquivos

Julho 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6
Fim do conteúdo da página