A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Sábado, 06 de Dezembro de 2014, 09h00
  • Última atualização 04/05/17
  • 16h34

Você sabe o que é Lúpus?

Créditos: STUDIO GRAND OUESTO Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença autoimune caracterizada pela produção de autoanticorpos e inflamação em diversos órgãos e dano tecidual. A causa do LES ainda é desconhecida, mas sabe-se que fatores genéticos, hormonais e ambientais podem resultar no desencadeamento da doença. As características clínicas variam de um indivíduo para outro, e a evolução costuma ser crônica, com períodos mais acentuados e outros de remissão.

De acordo com a Coordenação Geral de Média e Alta Complexidade – CGMAC/DAET/SAS, do Ministério da Saúde, para o diagnóstico de LES é fundamental a realização de anamnese, entrevista realizada por um profissional de saúde com o paciente, exame físico completo e alguns exames laboratoriais que podem auxiliar na detecção de alterações clínicas da doença.

Lísia Souza, de 62 anos, foi diagnosticada com LES em 2008, no Rio de Janeiro, após iniciar tratamento para osteoporose e artrite. Este ano mudou-se para Minas Gerais em busca de um clima ameno para diminuir as reações da doença durante os períodos e calor e sol intenso. “Quando eu acordo, minhas mãos estão endurecidas e doem muito. Estou com complicações na tiroide, no fígado e na retina. Apareceram algumas manchas na pele também. Em abril deste ano, me mudei para Minas Gerais para ajudar a evitar as crises”, conta.

Comentário (6) Hits: 32861
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 17 de Novembro de 2014, 17h43
  • Última atualização 22/05/17
  • 14h56

Ministério da Saúde disponibiliza no SUS vacina contra coqueluche para gestantes

Fonte: Matthias G. ZieglerGrávidas e recém-nascidos ganharam um novo reforço para proteção contra coqueluche. A partir deste mês de novembro, as gestantes têm à disposição a vacina acelular contra difteria, tétano e coqueluche (dTpa) no Calendário Nacional de Vacinação pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dessa forma, o Ministério da Saúde busca reduzir a incidência e mortalidade causada pela doença entre os recém-nascidos. A vacina dTpa está disponível nos 35 mil postos da rede pública.

Perguntas e Respostas

Veja apresentação do ministro

A recomendação do Ministério da Saúde é para aplicação da dose entre as 27ª e a 36ª semanas de gestação – período que gera maior proteção para a criança, com efetividade estimada em 91%. Entretanto, a dose também pode ser administrada até, no máximo, 20 dias antes da data provável do parto. Esta é a quarta vacina para gestantes no calendário nacional. O SUS também oferece a influenza, a dupla adulto (difteria e tétano - dT) e a vacina contra hepatite B.

O público-alvo é composto por 2,9 milhões de gestantes e 324 mil trabalhadores de saúde. Para a implantação desta vacina no calendário, em 2014, o Ministério da Saúde adquiriu quatro milhões de doses, com investimento de R$ 87,2 milhões. Cada dose tem o custo de R$ 21,81. Já foram distribuídas para todas as unidades da federação 1,2 milhões de doses, para a incorporação da vacina no SUS. Além disso, o Programa Nacional de Imunizações vai fazer o envio mensal de 300 mil doses.

Comentário (50) Hits: 221023
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 30 de Setembro de 2014, 06h06
  • Última atualização 22/05/17
  • 16h41

Doença Celíaca

Crédito: ScorppOs cerais são parte fundamental da alimentação humana, desde a pré-história existem relatos de consumo do alimento. O pão, que nada mais é que uma massa cozida de trigo, sal e água está presente na história do ser humano há mais de seis mil anos.

E para muitas pessoas a presença extensiva destes cereais na alimentação pode trazer diversos problemas. Os portadores da doença celíaca são intolerantes ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, aveia, cevada, centeio e seus derivados, como massas, pizzas, bolos, pães, biscoitos, cerveja, uísque, vodka e alguns doces, provocando dificuldade do organismo de absorver os nutrientes dos alimentos, vitaminas, sais minerais e água.

Vários exames permitem o diagnóstico. Um médico gastroenterologista deve ser consultado e podem ser realizados pelo SUS os exames laboratoriais (testes sorológicos para dosar a imunoglobulina IgA e anticorpo antitransglutaminase IgA), endoscopia digestiva alta com biópsia do intestino delgado (duodeno). Outros anticorpos também podem ser solicitados: antigliadina IgA e IgG e antiendomísio IgA e IgG. 

Comentário (0) Hits: 8599
Registrado em:

Oswaldo Cruz: o sanitarista que mudou o Brasil

O sanitarista Oswaldo Cruz mudou a saúde pública no Brasil nos idos de 1900. Hoje, 5 de agosto, quando é comemorado o seu nascimento, o Blog da Saúde ressalta a importância da...

Tags: Oswaldo Cruz
  • publicado
  • 05/08/14
  • 10h15
Comentário (0) Hits: 5374

O que é RSS?

O RSS (Really Simple Syndication) é um formato de distribuição de informações em tempo real pela internet. Por esse sistema, o internauta não precisa abrir o navegador ou fazer busca...

  • publicado
  • 22/12/13
  • 16h03

Acessibilidade

Este portal segue as diretrizes do e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico), conforme as normas do Governo Federal, em obediência ao Decreto 5.296, de 2.12.2004.

  • publicado
  • 23/10/13
  • 19h52

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

TABAGISMO: Conheça o tratamento oferecido pelo SUS para quem quer parar de fumar

Flickr Saúde

Central de Arquivos

Maio 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
Fim do conteúdo da página