A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

banner-960x120

Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 21 de Maio de 2015, 17h27
  • Última atualização 21/05/15
  • 17h27

Campanha de vacinação contra a gripe encerra nesta sexta-feira

Balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta quinta-feira (21) indica que 19,1 milhões de pessoas se vacinaram contra a gripe. O número representa 38,6% do público-alvo, formado por 49,7 milhões de pessoas mais vulneráveis para complicações da gripe. A meta é vacinar 80% do público prioritário durante o período da campanha nacional que encerra nesta sexta-feira (22).

Dentre os grupos prioritários à vacinação, as puérperas apresentam, até o momento, a maior cobertura, com 193.753 doses aplicadas, o que representa 54,15% das mulheres até 45 dias após o parto. Em seguida estão os idosos, com 9 milhões (43,28%) de vacinados; 4,8 milhões (37,9%) de crianças de seis meses a menores de cinco anos foram vacinadas; nas gestantes foram aplicadas 802,3 mil doses (36,86%); e os trabalhadores da saúde, com 1,3 milhão doses aplicadas (32,91%). Com 174,6 mil doses aplicadas, 28,8% dos indígenas já foram vacinados. Como a vacinação deste grupo é realizada em áreas remotas, a atualização dos dados segue outra dinâmica. Também foram aplicadas 2,8 milhões de doses nos grupos de pessoas com comorbidade, população privada de liberdade e trabalhadores do sistema prisional.

O secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Antônio Nardi, convoca as pessoas que compõem o público-alvo a procurar um posto de vacinação e garantir sua proteção contra a gripe no inverno. “Essa é uma vacina muito importante para a saúde da população, pois ajuda a reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. Portanto, as pessoas que são integrantes do grupo prioritário devem procurar um dos postos de vacinação para fazer a prevenção contra gripe”, ressalta.

Comentário (0) Hits: 4702
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 21 de Maio de 2015, 16h41
  • Última atualização 21/05/15
  • 16h43

E-book: novo projeto da Editora Fiocruz ampliará divulgação científica online

O e-book interativo é ilustrado com infográficos coloridos que tornam a leitura mais dinâmica Imagens:DivulgaçãoJá imaginou um livro acadêmico que, além de informação, trouxesse entrevistas, áudios originais de importantes personagens da história da ciência e interatividade? Pois esse projeto existe e está sendo desenvolvido pela editora da Fiocruz em conjunto com a empresa Loja Interativa. O livro O que é o SUS, escrito por Jairnilson Paim, professor do Instituto de Saúde Coletiva, da Universidade Federal do Bahia (UFBA), lançado em 2009, se transformará no primeiro e-book interativo da Editora Fiocruz. Mais do que simplesmente estar sendo disponibilizado online, ele permite ao leitor que 'brinque' com o conteúdo da obra. “Nos dias atuais é fundamental que nos adaptemos à tecnologia”, afirmou a vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fundação, Nísia Trindade. Como forma de conquistar um público leitor mais amplo e, dessa forma, aumentar a difusão científica e o conhecimento em saúde, o e-book oferece possibilidade de interatividade com diferentes mídias, podendo assim articular e divulgar os acervos do Canal Saúde, da revista Radis, e de outras publicações e programas da Fiocruz. O projeto teve subsídios do edital de Apoio a Editoras de Instituições Científicas e Tecnológicas Sediadas no Estado do Rio de Janeiro, da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj).

Para produzir esse e-book, a equipe da editora Fiocruz vem trabalhando intensamente desde 2013. Depois de escolher o livro que se tornaria a primeira edição virtual com interatividade, foi necessário ler e reler a obra, verificar quais trechos precisariam ser simplificados para tornar a leitura mais fluída em meio digital e quais seriam aqueles em que se poderiam adicionar elementos interativos, conforme explica a assessora de comunicação da Editora Fiocruz, Fernanda Marques. “Não queríamos fazer apenas uma transposição do papel para a tela, mas transformar e reapresentar o conteúdo para o ambiente virtual”, explica. Ela prossegue, dizendo que, para uma primeira divulgação e testes com o público, foi escolhido o Capítulo 4 do livro, que aborda as tendências do sistema de saúde brasileiro e reúne uma amostra significativa das hipermídias usadas no e-book, como áudios, vídeos, reportagens, galerias de imagens e infográficos animados, além de diferentes quadros para organizar conteúdos.

Animações no e-book permitem que o leitor interaja com o conteúdo do livro, acessando informações pelo click do mouse. Assim, logo na página que dá início ao capítulo, é possível ouvir um trecho do discurso do sanitarista Sergio Arouca durante a 8ª Conferência Nacional de Saúde, em 1986. Na página seguinte, há um vídeo em que o próprio Jairnilson explica a importância do tema abordado naquele capítulo em uma entrevista exclusiva para o e-book. As informações seguem de forma leve, entre cores de infográficos, boxes de informações que, quando clicados, abrem em sanfonas e disponibilizam mais conteúdo sobre aquele tópico, e animações que, a um clicar do mouse, detalham direitos dos usuários do SUS. Também há links para reportagens da revista Radis e vídeo do programa Ciências e Letras, do canal Saúde, da Fiocruz.

Comentário (0) Hits: 4477
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Quinta, 21 de Maio de 2015, 16h36
  • Última atualização 21/05/15
  • 16h54

Fiocruz celebra Dia Mundial da Doação do Leite Humano

Foto: Rodrigo Nunes

No último dia 19 de maio, foi comemorado o Dia Mundial de Doação de Leite Humano, a data simboliza a união de esforços de 23 países da América Latina, Europa e África para salvaguarda da vida de milhões de crianças. E para comemorar e conscientizar as mamães sobre a importância da doação, o Ministério da Saúde lançou uma campanha, na última quinta-feira, 20 de maio, visando incentivar esse ato de amor que salva vidas.

Para o coordenador da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, João Aprígio Guerra de Almeida, a iniciativa representa um momento de intensa mobilização. “Imagine um recém-nascido que nasce com seis meses, é prematuro, não está pronto para enfrentar uma série de fatores ambientais, seu sistema de defesa não está pronto. Para essas crianças, em algumas situações, posso dizer que o leite materno chega a se configurar como um fator de sobrevivência”.

Segundo João Aprígio, em 2014, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano distribuiu mais de 140 mil litros de leite para cerca de 180 mil receptores em todo o país. “Contudo, ainda existe um déficit de cerca de 30% para atender os recém-nascidos em unidades de terapia intensiva. Sem a ajuda das mães doadoras, esse percentual seria ainda maior”, aponta João Aprígio.

Comentário (0) Hits: 4838
Registrado em:

Brasil é o quinto país no mundo em mortes por acidentes no trânsito

A cada ano, cerca de 45 mil pessoas perdem suas vidas em acidentes de trânsito no Brasil. A violência envolvendo particularmente motociclistas está se tornando uma epidemia no país....

  • publicado
  • 21/05/15
  • 14h41
Comentário (0) Hits: 65887

Doação de leite humano – um ato que salva vidas

Doar leite ajuda a salvar vidas de bebês que não puderam ser amamentados pelas mães. Logo depois do nascimento da filha, a doula Elisa Lorena, de 27 anos, embarcou na jornada da...

  • publicado
  • 21/05/15
  • 08h14
Comentário (0) Hits: 5651

Edital vai premiar iniciativas em ciência e tecnologia para o SUS

Estão abertas as inscrições para o XIV Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o Sistema Único de Saúde SUS – 2015. O Ministério da Saúde - por meio da Coordenação...

  • publicado
  • 20/05/15
  • 16h27
Comentário (0) Hits: 4435

Facebook

Twitter

TV Saúde

Web Rádio Saúde

TUBERCULOSE: Ministério da Saúde lança Plano Nacional para enfrentar a doença 

Fim do conteúdo da página