A exibição do player de áudio desta página depende de javascript. Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

banner-960x120

Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 20 de Janeiro de 2015, 11h12
  • Última atualização 20/01/15
  • 11h12

Diretor recebe representantes da Articulação Norte e Nordeste de Profissionais do Sexo

Crédito: www.aids.gov.brO diretor do Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita, recebeu na tarde dessa segunda-feira, 19, um grupo de representantes da recém-formada Articulação Norte e Nordeste de Profissionais do Sexo. Em pauta, a construção de estratégias de trabalho conjunto para 2015.

O encontro contou com a presença de membros de oito organizações da sociedade civil que participam da Articulação: Associação das Profissionais do Sexo do Maranhão (APROSMA); Associação das Profissionais do Sexo do Piauí (APROSPI); Associação das Prostitutas do Ceará (APROCE); Associação das Prostitutas da Paraíba (APROS-PB); Associação das Prostitutas do Rio Grande do Norte (ASPRORN); Associação das Prostitutas e ex Prostitutas do Amazonas (As Amazonas); Centro Informativo de Prevenção, Mobilização e Acolhimento aos Profissionais do Sexo (CIPMAC-PB); e Associação Garotos da Noite (AGN) – todas ligadas à Rede Brasileira de Prostitutas.

O diretor agradeceu a presença de todos e reiterou o grande valor desses esforços conjuntos, destacando o poder do trabalho de conscientização quando feito por pares: “Ninguém sabe falar tão bem a um grupo específico quanto um membro deste mesmo grupo”, lembrou. Fábio Mesquita também ressaltou a importância da prevenção combinada, em contraposição à abordagem centrada exclusivamente no uso da camisinha. “Ainda que o uso da camisinha seja importantíssimo, existe um leque de formas de prevenir a AIDS – e a pessoa tem o direito de decidir o que quer usar”, disse.

Comentário (0) Hits: 4101
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 20 de Janeiro de 2015, 11h07
  • Última atualização 20/01/15
  • 11h07

DSEI Bahia inicia curso sobre tratamento de cárie

Começa nesta segunda-feira (19) o Curso de Capacitação de Multiplicadores na Prevenção e Tratamento da Cárie Dentária em Populações Indígenas, no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Bahia. O objetivo é capacitar os profissionais de saúde bucal do distrito, além de desenvolver atividades curativas, preventivas e educativas, no contexto da saúde indígena. Participarão 19...

Comentário (0) Hits: 3669
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 19 de Janeiro de 2015, 14h00
  • Última atualização 21/01/15
  • 15h03

Alivie os sintomas da rinite alérgica

Crédito: CandyBox ImagesRinite é a inflamação aguda ou crônica, infecciosa, alérgica ou irritativa da mucosa nasal. Os casos agudos são, em sua maioria, causados por vírus, ao passo que os casos crônicos ou recorrentes são geralmente determinados pela rinite alérgica, induzida pela exposição a alérgenos, substâncias que induzem reação alérgica com resposta inflamatória, entre eles os ácaros da poeira domiciliar, barata, os fungos, epitélio, urina e saliva de animais (cão e gato). Os principais irritantes são a fumaça do cigarro e compostos voláteis utilizados em produtos de limpeza e construção, desencadeando os sintomas por mecanismos não imunológicos.

A arquiteta Luciana Jobim, 28 anos, enfrenta diariamente as possibilidades de crise de rinite alérgica. “Por ser arquiteta e visitar muitas obras com poeira e cheiros fortes de tinta e outros materiais, tenho que lutar contra isso diariamente”, conta. Como toda afecção alérgica, a rinite pode apresentar duas fases: a primeira, chamada imediata, ocorre minutos após o estímulo; e a segunda, denominada fase tardia ou inflamatória, ocorre quatro a oito horas após o estímulo.

Os sintomas mais comuns são corrimento nasal, obstrução ou prurido nasal e espirros sequenciais. Muitas vezes acompanham sintomas oculares como coceira, vermelhidão e lacrimejamento. Esses sintomas podem melhorar espontaneamente. Nos casos crônicos, pode ocorrer perda do paladar e do olfato. Luciana Jobim explica que procura manter a casa sempre limpa e arejada para ajudar no controle da doença. “Eu já acordo como se meu nariz estivesse entupido e qualquer alérgeno desencadeia minhas crises, por isso eu não tenho tapete e nem cortinas de tecido no meu quarto e é tudo muito limpo para não acumular poeira. Também evito ficar em locais empoeirados”, afirma.

Comentário (2) Hits: 12471
Registrado em:

Saiba sobre as vantagens de consumir castanhas, nozes e amêndoas diariamente

Apesar de pequenas no tamanho, as castanhas, as nozes e as amêndoas são grandes fontes de minerais, vitaminas, fibras e gorduras saudáveis. De acordo com o Guia Alimentar da População...

  • publicado
  • 19/01/15
  • 13h48
Comentário (0) Hits: 7932

Saiba os cuidados que os pais devem ter na hora de escolher o calçado das crianças.

Com a volta às aulas, escolher o sapato ou o tênis que a criança vai usar durante o ano é uma das coisas que merece mais atenção dos pais. Quando os pais pensam na compra do tênis,...

  • publicado
  • 19/01/15
  • 10h48
Comentário (0) Hits: 7444

Mulheres recorrem à rede pública para ter parto normal

Em busca de um procedimento mais humanizado na hora do parto, com menos intervenções, mulheres têm recorrido à rede pública de saúde. Preocupadas com o alto índice de cesarianas...

  • publicado
  • 19/01/15
  • 10h37
Comentário (0) Hits: 4419

Facebook

Twitter

Instagram

TV Saúde

Web Rádio Saúde

TUBERCULOSE: Ministério da Saúde lança Plano Nacional para enfrentar a doença 

Flickr Saúde

Fim do conteúdo da página