Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Março de 2015, 10h00
  • Última atualização 02/03/15
  • 10h00

Ministério da Saúde recepciona profissionais do Programa Mais Médicos em Pernambuco

A secretária-executiva do Ministério da Saúde, Ana Paula Sorter, participa nesta segunda-feira (2/3), em Caruaru (PE), do acolhimento aos médicos com registro no Brasil que começarão a atuar no Programa Mais Médicos. Na ocasião, serão apresentadas aos profissionais informações sobre o funcionamento do programa. A secretária também divulgará o balanço das primeiras etapas de...

Comentário (0) Hits: 3031
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Domingo, 01 de Março de 2015, 09h02
  • Última atualização 27/02/15
  • 19h03

Mais Médicos | Município de Goiás recebe primeiros médicos inscritos no edital 2015

Com o edital de 2015 do Programa Mais Médicos, o município de Morrinhos, em Goiás, já recebeu três profissionais de saúde que já começaram a atuar em Unidades de Saúde da Família. A cidade conta com aproximadamente 44 mil habitantes e ainda aguarda o preenchimento de duas vagas.

O edital do programa, este ano, abriu uma nova oportunidade para 1.500 municípios e garantiu a incorporação de 100% das vagas do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), o que assegura às prefeituras a permanência de médicos na Atenção Básica de suas cidades, uma vez que a iniciativa só durava um ano. Carlos Alexandre Teodoro da Silva, 33 anos, formou-se inicialmente em odontologia e, posteriormente, decidiu cursar medicina. O médico já atuava profissionalmente pelo Programa Saúde da Família em Joviânia, também em Goiás, e agora optou por participar do Programa Mais Médicos. “O programa dá uma estabilidade melhor. Hoje meu plano é permanecer no programa por pelo menos dois anos e depois tentar fazer a prova de residência, além de fazer especialização em saúde da família”, explica Carlos Alexandre.

Para o secretário Municipal de Saúde de Morrinhos, André Mattos, o Programa Mais Médicos atrai médicos para as cidades mais afastadas dos centros e evita a falta de profissionais nas unidades de saúde. “O Programa Mais Médicos foi uma boa ideia do Governo Federal para poder ajudar os pequenos e médios municípios do Brasil, visto que nós temos uma certa dificuldade em trazer médicos das grandes cidades para o interior. O Ministério da Saúde tem ajudado muito os nossos municípios com o Mais Médicos”, ressalta o secretário André Mattos.

Comentário (0) Hits: 4892
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sábado, 28 de Fevereiro de 2015, 06h12
  • Última atualização 26/02/15
  • 16h12

Into recomenda prevenção diária da LER

Crédito: Piotr AdamowiczNo Dia Internacional de Prevenção às Lesões por Esforço Repetitivo (LER) e aos Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, lembrado neste sábado, 28 de fevereiro, o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) chama a atenção para os cuidados no dia a dia para evitar danos aos tendões e aos músculos causados pela sobrecarga e pelo estresse no trabalho.

O operador de telemarketing, o bancário, a secretária e o auxiliar de escritório são algumas das profissões que mais apresentam o problema. As lesões mais comuns são as tendinites de punho e ombro e a epicondilite de cotovelo, que estão diretamente relacionadas ao uso de computadores. Há ainda casos de pessoas que apresentam bursite na região dos quadris. No lazer, as inflamações costumam ocorrer pela prática esportiva, como o tênis.

O ortopedista e médico do trabalho, Eduardo Branco, explica que na maioria dos casos a pessoa tem uma postura inadequada e não faz a pausa necessária para descansar e se recuperar da lesão ainda no início. “O profissional deve descansar, pelo menos, por dez minutos a cada 50 de atividade laborativa. Com o repouso adequado, o músculo e o tendão descansam e a pessoa se sente melhor, evitando o agravamento do problema”.

Comentário (0) Hits: 3611
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 27 de Fevereiro de 2015, 16h58
  • Última atualização 27/02/15
  • 16h58

Ministério da Saúde apresenta ação para combater desnutrição em creches

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, e a ministra de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, participam nesta segunda-feira (2/3), em Niterói, do lançamento nacional do NutriSUS, estratégia de fortificação que beneficiará crianças matriculadas em creches integrantes do Programa Saúde na Escola (PSE). A iniciativa tem como objetivo prevenir a anemia e controlar as...

Comentário (0) Hits: 4429
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 27 de Fevereiro de 2015, 16h49
  • Última atualização 27/02/15
  • 16h49

Ministério da Saúde recepciona profissionais do Programa Mais Médicos em Santa Catarina

O secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Hêider Pinto, participa nesta segunda-feira (2/3), em Florianópolis (SC), do acolhimento aos médicos com registro no Brasil que começarão a atuar no Programa Mais Médicos. Na ocasião, serão apresentadas aos profissionais informações sobre o funcionamento do programa. O secretário também divulgará...

Comentário (0) Hits: 3244
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 27 de Fevereiro de 2015, 14h39
  • Última atualização 27/02/15
  • 15h26

Ministério da Saúde e Anvisa anunciam novo cálculo para ajuste de preço de medicamentos

O cálculo feito para reajustar os preços de medicamento em todo o país passará por mudanças. O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciam nesta sexta-feira (27) a definição de novos critérios para melhor adequar o índice à realidade do mercado farmacêutico, favorecendo a concorrência. A expectativa é que o percentual médio de reajuste fique abaixo da inflação, que o índice seja menor em relação ao que seria calculado com a regra anterior e que mais medicamentos tenham o menor reajuste de preço. Além disso, cada um dos fatores terá uma data fixa para ser divulgado, dando maior transparência ao processo, segurança e previsibilidade ao setor.

Para o ministro da Saúde, Arthur Chioro, a nova metodologia, ao reduzir o percentual de ajuste do preço, trará um impacto expressivo nos gastos com medicamentos no país. “A expectativa é ter uma redução na ordem de R$ 100 milhões, em um ano, para o mercado geral de medicamentos do país, para as famílias, governos e prestadores de serviços que compram medicamento”, afirma. Entre os avanços da medida está o maior acompanhamento deste setor. “Como é um mercado muito dinâmico, a nova regulação permite fazer um monitoramento melhor. A partir de agora, a atualização de dados por parte da indústria será semestral, o que vai facilitar o monitoramento de mudanças e tendências no mercado”, destacou o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa.

O percentual de reajuste será divulgado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos no dia 31 de março, após a publicação oficial do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), como prevê a regra.
As mudanças incluíram sugestões da consulta pública realizada pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) em 2014, com a participação de entidades que representam mais de 150 indústrias farmacêuticas, e cuja resolução será publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (2). São considerados para o cálculo de ajuste anual, a inflação do período (de março de 2014 até fevereiro de 2015), produtividade da indústria, variação de custos dos insumos e concorrência dentro do próprio setor.

MENOR IMPACTO NO CONSUMIDOR – Um dos principais impactos da mudança é a redução do rol de medicamentos sujeitos ao maior reajuste de preço, diminuindo o peso no bolso do consumidor. Do total, 21,57% dos medicamentos regulados terão o maior reajuste. Esse grupo, composto por medicamentos de maior concorrência e que, por isso, tendem a manutenção de preços mais baixos, representa 21,57% dos medicamentos regulados e também os de menor preço e custo tecnológico.

Comentário (0) Hits: 7187
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 27 de Fevereiro de 2015, 14h30
  • Última atualização 27/02/15
  • 14h30

Ampliação de medicamento clone reduzirá fila de registro na Anvisa

A partir de agora, a indústria farmacêutica que quiser registrar medicamento clone terá a garantia de manutenção do preço já praticado no mercado. O processo de registro para esse tipo de produto na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é mais simplificado e sua ampliação permitirá a redução de cerca de 25% na fila de pós-registro. A análise desses documentos representa 60% da demanda para registros no país. A medida beneficiará o setor, que terá o processo de registro acelerado, e o consumidor, que terá mais opções de marcas e preços disponíveis.

“Essa resolução é muito importante porque já estamos adotando uma maneira mais simplificada para registrar medicamentos clones e faltava uma definição sobre o preço. A análise simplificada para os medicamentos clones representa um ganho de tempo em todas as etapas de registro, com uma redução expressiva da fila”, destacou o ministro da Saúde, Arthur Chioro. O diretor-presidente da Anvisa, Jaime Oliveira, explica que é fundamental sinalizar ao setor a manutenção do preço para dar segurança ao pedido de registro do produto na categoria clone.

A resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) sobre a precificação de medicamentos clone será publicada no Diário Oficial da União. A ação voltada ao setor farmacêutico foi anunciada pelo Ministério da Saúde e Anvisa.

Essa medida vem complementar a Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) 31/2014 da Anvisa, que passou a autorizar que medicamentos novos ou não, que têm comprovadamente a mesma matriz (princípios ativos, concentração, via de administração, posologia e indicação terapêutica) de uma droga já registrada e comercializada, possam ser enquadrados como ‘medicamento clone’.

Comentário (0) Hits: 5857
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 27 de Fevereiro de 2015, 11h55
  • Última atualização 27/02/15
  • 11h55

Brasileiros preenchem todas as vagas de 18 estados com segunda chamada do novo edital

Mais Médicos - maismedicos saude gov brCom a segunda chamada do novo edital do Programa Mais Médicos, 18 estados conseguiram preencher todas as vagas com médicos registrados no Brasil. Ao todo, das 4.146 vagas disponíveis em mais de 1.200 municípios, 98% já foram ocupadas.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, comemora a participação dos brasileiros e lembra que esses profissionais podem atuar fora do Programa: "Um dado alvissareiro, completamente diferente do que a gente teve nas outras edições. Os médicos dessa segunda chamada têm que fazer a confirmação agora imediatamente e iniciam as atividades junto com os que escolheram a vaga na primeira chamada no dia dois de março. Esses médicos podem dar plantão, podem trabalhar também em outros lugares da cidade de vocês, claro que não durante o horário do Mais Médicos, mas aos finais de semana, à noite que são médicos com diplomas validados, tem essa vantagem também."

Ainda de acordo com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, uma terceira chamada do novo edital do Programa Mais Médicos vai ser realizada para profissionais com registro no Brasil "Que será feita nos dias 17 e 18 de março em 47 municípios. Então, só sobraram pra brasileiros ainda, vai ter uma terceira oportunidade pros médicos brasileiros poderem participar. Claro que a menor ocupação continua sendo na Região Norte, ela tem essa dificuldade nos municípios mais ribeirinhos, com mais dificuldade de acesso."

Comentário (0) Hits: 3898
Registrado em:

Conheça os riscos de uma cesariana desnecessária

Na hora do nascimento do filho, muitas mulheres abrem mão do parto natural e escolhem a cirurgia cesariana por ser rápida e indolor. Mas essa opção aumenta o risco não só de uma...

  • publicado
  • 27/02/15
  • 11h51
Comentário (0) Hits: 11571

Ministério da Saúde divulga medidas de regulação do mercado farmacêutico

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciam nesta sexta-feira (27), em Brasília, um conjunto de medidas para o reajuste de preço...

  • publicado
  • 27/02/15
  • 09h46
Comentário (0) Hits: 3397

Mais Médicos | 18 estados tiveram todas as vagas preenchidas com a segunda chamada

A demanda de 18 estados foi integralmente preenchida com a segunda chamada de profissionais com CRM Brasil do edital 2015 do Programa Mais Médicos. Entre as nove unidades da federação...

  • publicado
  • 26/02/15
  • 14h38
Comentário (0) Hits: 4049

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página