Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 12h29
  • Última atualização 02/02/15
  • 14h06

Faltam cinco dias para a mobilização nacional contra a dengue e a Chikungunya

Faltam cinco dias para o Dia D de Combate à Dengue e à Chikungunya em todo o país, marcado para o próximo sábado, dia sete de fevereiro. Apesar da queda de 59% nos casos de dengue e 40% nas mortes provocadas pela doença no Brasil no ano passado, o Ministério da Saúde pede à população que reforce as medidas de prevenção. Qualquer recipiente que acumule água parada pode ser um criadouro dos mosquitos transmissores. Estar sempre alerta para eliminar possíveis focos dos mosquitos que transmitem a dengue e a febre chikungunya é importante para que os números de casos e mortes continuem caindo no país.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, reforça que todos os brasileiros devem participar dessa grande mobilização. "Faltam cinco dias para o Dia D de mobilização contra a dengue e chikungunya. Vamos todos estar juntos neste sábado, dia sete de fevereiro, participando de uma grande mobilização nacional de combate ao mosquito transmissor. Seja um exemplo para a sua comunidade. Chame seu vizinho, seus amigos, sua família e mostre para eles que na sua casa todos já fazem parte dessa grande corrente de prevenção".

A relações públicas Morgana Viott adotou as medidas de combate à dengue e chikungunya. Ela lembra que se as pessoas não ficarem atentas, toda a comunidade corre o risco de contrair essas doenças. "Bom, eu moro em apartamento, mas eu tenho muitas plantas em casa. Então, normalmente eu não deixo água acumulada. Quando eu rego as minhas plantinhas, eu evito deixar excesso de água. Eu sempre retiro, então, essa água que fica acumulada lá. E no meu condomínio eu observo, também, que a equipe de limpeza está sempre cuidando para não deixar garrafa solta, latinha, eles sempre recolhendo entulho, esses lixos que ficam para também não acumular água. E é por isso que no nosso condomínio, eles são tão rígidos com relação à organização e limpeza do ambiente, para não só a mim, mas toda a vizinhança estar protegida".

Comentário (2) Hits: 11491
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 12h24
  • Última atualização 02/02/15
  • 14h09

2015: 30 anos de Resposta Brasileira à Epidemia de HIV/AIDS

Para marcar o 30º aniversário da formalização de uma resposta nacional à epidemia de HIV/AIDS, instituída pelo Ministério da Saúde em 1985, o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais está lançando uma série de fascículos com artigos de algumas das pessoas e organizações que foram relevantes nessa história. As “30 histórias de Luta Contra a AIDS” fazem parte dessas...

Comentário (2) Hits: 8781
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 12h19
  • Última atualização 02/02/15
  • 12h19

Fiocruz Acolhe: inscrições abertas para a edição de 2015

Estão abertas até o dia 9 de março as inscrições para a segunda edição do Fiocruz Acolhe, evento voltado a estudantes de pós-graduação dos campi do Rio de Janeiro oriundos de outros estados e países, com ingresso a partir de 2012. O objetivo é facilitar a adaptação dos alunos na instituição - com um melhor entendimento da estrutura e organização da Fiocruz - e na cidade - em...

Comentário (0) Hits: 3651
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 12h15
  • Última atualização 02/02/15
  • 12h15

Parto normal fortalece a saúde do bebê e tem melhor recuperação

O nascimento de um filho é certamente uma das etapas mais especiais da vida de uma mulher. É o momento em que ela e a família direcionam todos os seus esforços para que tudo corra bem com a mãe e com o bebê. Logo, o parto é um momento decisivo para a construção de um vínculo duradouro.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), dar à luz a um bebê é um ato natural. De acordo com a instituição, se tudo estiver bem com mãe e com a criança, o parto é um processo fisiológico que requer pouca intervenção médica. A cesárea, cirurgia de médio porte, é recomendada em casos de complicações reais para a mulher e para o bebê e necessita, portanto, de indicação médica. Conforme a OMS, o índice aceitável de cesarianas fica em torno de 15%.

No entanto, atualmente, 55% dos partos realizados no Brasil são cesarianas. O índice – que é de 40% no SUS – chega a 84% na rede privada. Para reduzir esses números, o Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Saúde (ANS) anunciaram, em janeiro, uma série de medidas para estimular a realização de partos normais e reduzir o alto índice de cesáreas desnecessárias no País.

Vantagens - Para a dentista Andreia Barroca (33), que passou pelos dois tipos de parto – cesariana na primeira gravidez e parto normal na segunda gestação – não existe comparação entre os dois procedimentos. Segundo ela, são inúmeras as vantagens do parto normal para a mãe e para o bebê, tanto física quanto emocionalmente. Andreia é mãe de Lucca (5) e de Cauã, de um mês.

Comentário (4) Hits: 31518
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 06h50
  • Última atualização 02/02/15
  • 14h08

Doenças da Infância | Sarampo

Credito: NatUlrich

O sarampo é uma doença infecto-contagiosa causada por um vírus chamado Morbillivirus. A enfermidade é uma das principais responsáveis pela mortalidade em crianças com menos de cinco anos, sobretudo as desnutridas e as que vivem nos países em desenvolvimento.

O recente surto de sarampo no estado da Califórnia nos Estados Unidos, que teve seu foco em um parque do complexo da Disney, foi mais um alerta que mostra a importância de manter as crianças imunizadas contra a doença. No Brasil, graças às sucessivas campanhas de vacinação e programas de vigilância epidemiológica, a mortalidade não chega a 0,5%. No mundo, em 2014, foram registrados 160 mil casos da doença, de acordo com a OMS. Cabe ressaltar que, com o fluxo de turismo e comércio entre os países, o risco de importação do vírus é maior.

O sarampo é propagado por meio das secreções mucosas (como a saliva, por exemplo) de indivíduos doentes para outros não-imunizados. A transmissão é diretamente de pessoa a pessoa, por meio das secreções do nariz e da boca expelidas pelo doente ao tossir, respirar, falar ou respirar. Essa forma de transmissão é responsável pela elevada contagiosidade da doença.

 

Comentário (0) Hits: 6813
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Domingo, 01 de Fevereiro de 2015, 09h00
  • Última atualização 02/02/15
  • 18h29

Doenças da Infância | Difteria

Crédito: AndresrPraticamente sem casos recorrentes no Brasil, a difteria é uma das doenças que devem ser prevenidas na infância através das vacinas DTP e DTPa (proteção contra difteria, tétano e coqueluche) e, em adulto, dT (proteção contra difteria e tétano). A doença é toxi-infecciosa , aguda, transmissível, imunoprevenível, provoca a presença de placas branco-acinzentadas e aderentes, que frequentemente se aloja nas amígdalas, faringe laringe, nariz e, ocasionalmente, em outras mucosas e na pele.

A difteria permanece endêmica em países em desenvolvimento com baixas coberturas vacinais. No Brasil, o esquema básico de vacinação na infância começa no primeiro ano de vida. Nas crianças, é feito com três doses de DTP, aos dois, quatro e seis meses de idade, seguindo-se de um reforço aos 15 meses e outro aos quatro anos. A partir daí, a cada dez anos, deve ser feito um reforço com dT, para assegurar proteção adequada.

Comentário (0) Hits: 5973
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sábado, 31 de Janeiro de 2015, 09h00
  • Última atualização 02/02/15
  • 09h16

Não vacile. Use Camisinha!

Crédito: StepanPopovVocê sabe por que é importante utilizar a camisinha em qualquer tipo de relação sexual? O HIV, vírus causador da aids, está presente tanto no sangue quanto no sêmen e secreção vaginal. Desta forma, a doença pode ser transmitida pelo sexo vaginal, anal ou oral.

Evitar a doença não é difícil. Basta usar camisinha em todas as relações sexuais. Esse é o método mais eficaz para se prevenir contra muitas doenças sexualmente transmissíveis, como a aids, alguns tipos de hepatites e a sífilis, por exemplo. Além disso, evita uma gravidez não planejada. Por isso, use camisinha sempre.

Mas o preservativo não deve ser uma opção somente para quem não se infectou com o HIV. Além de evitar a transmissão de outras doenças, que podem prejudicar ainda mais o sistema imunológico, previne contra a reinfecção pelo vírus causador da aids, o que pode agravar ainda mais a saúde da pessoa.

Comentário (0) Hits: 9984
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 30 de Janeiro de 2015, 16h37
  • Última atualização 30/01/15
  • 16h37

Novo SAMU de Minas Gerais beneficiará 2,7 milhões de pessoas

Cerca de 2,7 milhões de moradores do sul de Minas Gerais passam a contar a partir deste sábado (31) com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192). Ao todo, 153 municípios serão alcançados por 43 ambulâncias (34 de suporte básico e nove de suporte avançado). A cerimônia de inauguração do serviço foi realizada nesta sexta-feira (29) no município de Varginha, onde funcionará a Central Regional de Regulação das Urgências. O evento contou com a presença do ministro da Saúde, Arthur Chioro, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e o secretário Estadual de Saúde, Fausto Pereira dos Santos.

“Agora, a região do sul de Minas está preparada e contará com o apoio do Ministério da Saúde e do governo do estado para auxiliar no que for preciso, no atendimento na rede de urgência e emergência, e garantir à população mineira um atendimento de saúde digno e de qualidade”, afirmou o ministro da Saúde durante a solenidade. Ainda de acordo o ministro, outro impacto positivo com a chegada do SAMU é o encaminhamento de pacientes de forma correta aos hospitais que têm condições ou que oferecem serviços para aquela urgência.

Para a implantação do SAMU da Macro Região Sul de Minas, o Ministério da Saúde investiu R$ 6,8 milhões na construção e compra de veículos, materiais, mobiliário, equipamentos de tecnologia da informática e rede. Ao todo, 619 profissionais trabalharão no serviço, sendo 67 médicos, 68 enfermeiros e 202 técnicos em enfermagem, além de condutores, farmacêuticos e trabalhadores administrativos. Com o novo SAMU, 475 dos 853 municípios mineiros terão acesso ao serviço, o equivalente a 55,69% de cobertura.

Comentário (2) Hits: 6529
Registrado em:

Fiocruz aposta em jogos virtuais para comunicação em saúde

O que pode parecer uma simples brincadeira de criança ou ser visto como um passatempo de algum nerd, cada vez mais se transforma em uma ferramenta que permite influir no aprendizado e no...

  • publicado
  • 30/01/15
  • 16h00
Comentário (0) Hits: 3610

Saiba por que o teste rápido de HIV/aids pode salvar vidas

No Brasil, cerca de 750 mil pessoas têm o vírus da aids, mas 150 mil ainda não sabem disso. A estimativa é do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde e...

  • publicado
  • 30/01/15
  • 15h30
Comentário (0) Hits: 7491

Comissão criada pelo governo federal vai combater a violência contra o público LGBT

Foi criada nesta quinta-feira a Comissão Interministerial de Enfrentamento à Violência contra Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. A comissão pretende prevenir,...

  • publicado
  • 30/01/15
  • 14h22
Comentário (0) Hits: 4478

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página