Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 16h10
  • Última atualização 03/03/15
  • 16h10

Ceará preenche 97% das vagas com profissionais brasileiros

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 97% das 528 vagas ofertadas para os 113 municípios cearenses foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os selecionados participaram de acolhimento, nesta terça-feira (3/3), em Fortaleza (CE), onde o ministro da Saúde, Arthur Chioro, os recepcionou e deu orientações a respeito dos próximos passos do programa. Os médicos começam suas atividades a partir desta semana. Na terceira chamada, que acontecerá nos dias 17 e 18 de março, os inscritos no Programa poderão selecionar 14 vagas em 13 cidades cearenses.

Confira a lista de vagas disponíveis na terceira chamada

Das 4.146 opções disponíveis em todo Brasil, 3.823 (92%) já foram ocupadas nas primeiras chamadas. Para a terceira chamada, 4.362 médicos poderão optar dentre as 318 vagas em 218 municípios e 10 Distritos Indígenas. Dos 757 profissionais alocados em 2ª chamada, 519 (68%) se apresentaram nos municípios portando a documentação exigida até última sexta-feira (27). A maioria (451) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica. Outros 68 profissionais escolheram os benefícios do Mais Médicos. Na primeira chamada, dos 3.936 médicos inscritos, 3.304 se apresentaram (84%) comparecem às prefeituras até o dia 20 de fevereiro.

“É supreendentemente positiva a adesão de médicos brasileiros. Em apenas duas chamadas, mais de 90% das vagas em todo Brasil, inclusive aqui no Ceará, já foram preenchidas com profissionais brasileiros. Eles irão iniciar o atendimento à população que mais precisa do SUS, integrarão as equipes de saúde da família para atender com dignidade a população brasileira”, comemorou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Comentário (0) Hits: 3217
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 15h59
  • Última atualização 03/03/15
  • 16h32

Profissionais brasileiros ocupam 92% das vagas do Mais Médicos

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 92% das 4.146 vagas ofertadas em 1.294 municípios brasileiros e 12 Distritos Indígenas já foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os 3.823 médicos começaram as atividades em 1.209 municípios nesta semana. Nos dias 17 e 18 de março, 4.362 inscritos na expansão do Programa poderão selecionar as 318 vagas disponíveis em 218 cidades e 10 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Caso ainda existam vagas em 10 de abril, será aberta chamada para brasileiros formados no exterior e, no dia 5 de maio, para médicos estrangeiros.

Confira lista das vagas disponíveis

Dos 757 profissionais alocados em 2ª chamada, 519 (68%) se apresentaram nos municípios portando a documentação exigida até última sexta-feira (27). Na primeira chamada, dos 3.936 médicos inscritos, 3.304 (84%) compareceram às prefeituras até o dia 20 de fevereiro. A maioria dos médicos (2.347) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica. Outros 1.476 profissionais escolheram os benefícios do Mais Médicos.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, recepcionou nesta terça-feira (3/3) os médicos que irão atuar no Ceará e comemorou a grande adesão já nas duas primeiras chamadas do Programa. “É supreendentemente positiva a adesão de médicos brasileiros. Em apenas duas chamadas, mais de 90% das vagas em todo Brasil, inclusive aqui no Ceará, já contam com profissionais que já poderão iniciar o atendimento àquela população que mais precisa do SUS, médico nas equipes de saúde da família para atender com dignidade a população brasileira”, enfatizou.

Em relação às 1.294 cidades que aderiram edital lançado em janeiro, 1.209 (93%) municípios e seis Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) já atraíram médicos para ocupar integral ou parcialmente as vagas nas unidades básicas de saúde. Até o momento, 1.076 (83%) localidades supriram 100% das vagas, outras 197 (15%) tiveram a solicitação parcialmente atendida e 31 (2%) municípios ainda não conseguiram atrair nenhum médico. Nos distritos indígenas, 71% das vagas ainda não foram ocupadas.

Comentário (0) Hits: 4508
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 12h05
  • Última atualização 04/03/15
  • 09h36

Saiba quais são as recomendações para manter o sorriso bonito e saudável

Crédito: bikeriderlondonA advogada Aparecida Carvalho usa prótese dentária há mais de cinco anos. Para manter o sorriso bonito e saudável, ela conta que toma alguns cuidados."É muito importante, inclusive a prótese móvel é mais fácil, a higienização fica até melhor. Limpar bem dos dois lados, lavar. A pessoa às vezes fica até com mau hálito conforme os cuidados que a pessoa tem. Quando eu estou num lugar que eu não posso escovar o dente, eu tiro e lavo e torno colocar. Eu não sei comer e ficar sem lavar. A higienização é muito importante".

De acordo com o coordenador de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Pucca, Aparecida está certa em se preocupar com a higiene da prótese dentária. "É importante que essa prótese seja higienizada com regularidade e é uma higienização absolutamente simples com água e escova resolve o problema. No caso da prótese parcial removível, que a higienização seja feita nos dentes que ainda estão na boca. Esses cuidados são fundamentais para a durabilidade dessa prótese segundo para que ela não seja um fator de algum tipo de problema que pode ser provocado por um problema resistente nessas peças".

Comentário (0) Hits: 5995
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 11h34
  • Última atualização 03/03/15
  • 11h34

Assembleia do CONASS reuniu gestores do SUS de todo país

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) realizou na última semana a primeira assembleia do Conselho deste ano. Além da presença de 26 dos 27 gestores, a reunião contou com a participação do ministro da Saúde, Arthur Chioro, e sua equipe de dirigentes.

O ministro afirmou que cabem às Secretarias Estaduais de Saúde (SES) o planejamento e a coordenação dos sistemas regionais de saúde e que os gestores devem fazer a devida articulação política. “Temos regiões constituídas e pactuadas, mas elas podem mudar se a SES achar que é necessário. As secretarias têm de assumir estas regiões para o SUS dar certo”. Chioro também defendeu que as SES devem estar próximas dos municípios e dos conselhos estaduais e municipais, fazendo o processo de discussão da operacionalização do SUS em todos os níveis, e alegou: “Muitas vezes as questões político-partidárias devem ser abdicadas para avançarmos com o SUS. As regiões de saúde são concretas e decisivas e não haverá um processo de regionalização adequado sem o comando das SES”, disse.

Segundo Arthur Chioro, muitas políticas públicas tem buscado a experiência da saúde no que concerne à estrutura federativa brasileira, pois os processos de gestão participativa constituídos ao longo dos 26 do SUS têm se mostrado fortes. “Desde a extinção do Inamps, do começo da descentralização, temos de lidar com a prática do fazer. Não adianta uma secretaria municipal fazer a lição de casa se a vizinha não fizer”, alertou, argumentando que, dos países com mais de 100 milhões de habitantes, o Brasil é o único que se propôs a oferecer atendimento de saúde universal a toda população. “Por isso, o cumprimento do que está posto na nossa Constituição Federal é feito de maneira peculiar, porque somos esferas autônomas e não há relação hierárquica entre o Ministério da Saúde, os estados e os municípios”, explicou

Comentário (0) Hits: 3261
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 11h32
  • Última atualização 03/03/15
  • 11h32

Creches brasileiras começam a receber suplementação nutricional - NutriSUS

Mais de 300 mil crianças podem ser beneficiadas ainda este ano com uma suplementação nutricional do Ministério da Saúde, nomeada de NutriSUS. A iniciativa pretende reduzir em até 38% os casos de anemia e em 20% a deficiência de ferro na infância. De acordo com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, o NutriSUS é um suplemento criado para prevenir essas carências nutricionais, já que a...

Comentário (0) Hits: 3601
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 11h08
  • Última atualização 03/03/15
  • 11h08

Doenças raras ainda representam desafio para saúde pública

Celebrado no último dia 28 de fevereiro, o Dia Mundial de Doenças Raras tem o objetivo de alertar a população sobre a incidência destas enfermidades e as dificuldades que seus portadores enfrentam no cotidiano. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 400 milhões de pessoas no mundo sofrem com doenças raras (DR). O desafio torna-se ainda maior considerando que 95% delas não possuem tratamento específico e dependem de uma rede de cuidados paliativos bem estruturada, que assegure uma melhor qualidade de vida aos pacientes atendidos. Mas, a questão reside também no significado do termo, não havendo unanimidade em torno do conceito “doença rara”.

A maioria dos especialistas afirma que DR é aquela que afeta apenas uma pequena parcela da população. Por outro lado, algumas já se tornaram mais incidentes e o termo “rara” passou a ser questionado.

Analisando os conceitos adotados em diversos países, é possível situar as doenças raras na faixa das que possuem prevalência máxima variável de 0,5 a 7 por 10.000 habitantes. Apesar da denominação geral, algumas doenças podem ser consideradas “menos” raras em uma população do que na outra, como por exemplo a mucoviscidose, mais frequente nas populações caucasianas, explica a professora titular do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), Magda Carneiro Sampaio. “Por outro lado, a doença falciforme (também conhecida como anemia falciforme) não é uma doença rara na nossa população, porque é mais comum em descendentes de africanos como somos a maior parte dos brasileiros”, pondera.

De acordo com Sampaio, as distrofias musculares, hemofilias, neurofibromatose, angioedema hereditário, erros Inatos do metabolismo e imunodeficiências primárias já configuram como doenças nem tão “raras” no Brasil.

Histórico - Até o início dos anos 80, havia poucas iniciativas no sentido de encarar as doenças raras como uma questão de saúde pública. Graças à atuação das organizações de pacientes e movimentos sociais, alguns avanços podem ser citados, como a criação, em janeiro de 2014, da Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Comentário (0) Hits: 5144
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 07h09
  • Última atualização 03/03/15
  • 09h35

Into recebe médicos residentes

Crédito: Lars ZahnerO Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) realiza, a partir desta segunda-feira (02/03), o acolhimento aos 17 médicos aprovados no concurso de residência para as áreas de Ortopedia e Traumatologia e de Cirurgia de Mão. Os novos médicos passarão por diversas atividades, com visitas, apresentações e palestras que estão sendo promovidas esta semana pelas coordenações administrativa, assistencial e de ensino e pesquisa, gerências, divisões, entre outros setores.

Do total aprovado, dois vão se especializar em cirurgia de mão por cerca de dois anos; e os outros 15 em ortopedia e traumatologia, que tem duração de três anos. A cada três meses, os médicos passarão por treinamento nos centros especializados em trauma, quadril, joelho, coluna, pé e tornozelo, ombro, ortopedia pediátrica, microcirurgia, crâniomaxilofacial e tumor ósseo.

O diretor João Matheus Guimarães desejou boas vindas ao grupo e destacou a importância da relação médico e paciente: “A ética tem que estar acima de tudo. É preciso ter responsabilidade, aprender a técnica cirúrgica, entender o que é ser um bom médico, mas, principalmente, aprender a lidar e tratar bem o paciente, que e a nossa finalidade”.

Comentário (0) Hits: 3693
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Março de 2015, 16h41
  • Última atualização 02/03/15
  • 18h21

Santa Catarina preenche 93% das vagas com profissionais brasileiros

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 93% (124) das 133 vagas ofertadas para os 61 municípios catarinenses foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os selecionados participaram de acolhimento, nesta segunda-feira (2/3), em Florianópolis (SC), onde receberam orientações a respeito dos próximos passos do programa. Os médicos começam suas atividades a partir desta semana. Na terceira chamada, que acontecerá nos dias 17 e 18 de março, os inscritos no Programa poderão selecionar 8 vagas em 8 cidades de Santa Catarina.

Confira lista das vagas disponíveis para Santa Catarina

Das 4.146 opções disponíveis em todo Brasil, 3.823 (92%) já foram ocupadas nas primeiras chamadas. Para a terceira chamada, os médicos poderão optar dentre as 318 vagas em 218 municípios e dez Distritos Indígenas. Dos 757 profissionais alocados em 2ª chamada, 519 (68%) se apresentaram nos municípios portando a documentação exigida até última sexta-feira (27). A maioria (451) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica. Outros 68 profissionais escolheram os benefícios do Mais Médicos. Na primeira chamada, dos 3.936 médicos inscritos, 3.304 (84%) comparecem às prefeituras até o dia 20 de fevereiro.

"Diferente do primeiro ano do programa, quando os médicos brasileiros ocuparam apenas 10% das vagas, agora, na expansão, das mais de 4.000 vagas, 94% delas já foram ocupados por médicos brasileiros. Isso demonstra o quanto o Mais Médicos está consolidado do país", enfatizou Hêider Pinto, Secretário de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde do Ministério da Saúde, durante acolhimento em Florianópolis (SC).

Comentário (0) Hits: 3459
Registrado em:

Pernambuco preenche 96% das vagas com profissionais brasileiros

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 96% das 309 vagas ofertadas para os 82 municípios pernambucanos foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os...

  • publicado
  • 02/03/15
  • 16h38
Comentário (0) Hits: 3894

NutriSUS | Creches começam a suplementação alimentar de crianças neste semestre

Por meio da estratégia NutriSUS, sachês de vitaminas e minerais já começam a suplementar a alimentação de crianças neste primeiro semestre do ano letivo das creches participantes...

  • publicado
  • 02/03/15
  • 16h36
Comentário (4) Hits: 16385

Infecção do Trato Urinário

A correria da rotina te faz esquecer de urinar ao longo dia? Então fique atento! O esvaziamento periódico da bexiga é uma defesa do corpo e reter a urina por longos períodos pode causar...

  • publicado
  • 02/03/15
  • 16h07
Comentário (0) Hits: 40333

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página