Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 13 de Janeiro de 2015, 14h02
  • Última atualização 13/01/15
  • 14h02

Portal da Transparência registra recorde de visitas em 2014

transparenciaO Portal da Transparência do Governo Federal , mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU), recebeu, em 2014, 14,6 milhões de visitas, recorde anual de acessos desde a criação do Portal em 2004. Por mês, a média ficou em 1,2 milhão, maior número já registrado.

Nos últimos dez anos, o Portal tem tido crescimento expressivo no número de visitas a cada ano. De 2013 a 2014, por exemplo, esse número foi de 32%, sendo que os três estados que mais acessaram o site foram: Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. A média de tempo gasto no Portal foi de 4 minutos e 38 segundos.

O Portal tem o objetivo de aumentar a transparência da gestão pública, ao permitir que o cidadão acompanhe como o dinheiro público é utilizado e ajude a fiscalizar. Em 2014, o Portal da Transparência trouxe mudanças que contribuíram para a melhoria da navegabilidade e da transparência dos gastos públicos. Houve novidades como a disponibilização de dados sobre imóveis funcionais, bem como a integração dos dados dos convênios do Portal com o do Sistema de Convênios (Siconv).

Comentário (0) Hits: 3948
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 12 de Janeiro de 2015, 13h18
  • Última atualização 12/01/15
  • 14h19

Aprenda a substituir o sal por temperos frescos e saudáveis

Crédito: aboikisTemperos industrializados, como caldos em cubos e molhos prontos são considerados alimentos ultraprocessados. No geral, esses produtos possuem quantidades excessivas de sal, gordura e açúcares, que contribuem para o maior risco de desenvolvimento de doenças do coração, diabetes e vários tipos de câncer. 

O sal é uma das principais fontes de sódio da alimentação e seu consumo exagerado pode resultar no aumento da hipertensão arterial. No Brasil, a doença é diagnosticada em cerca de 33 milhões de brasileiros. Destes, 80% são atendidos na rede pública de saúde.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a quantidade indicada de sódio na alimentação é de, no máximo, duas gramas por dia (o que equivale a cinco gramas de sal). No Brasil, estima-se o consumo médio diário de quase 12g de sal por pessoa, mais que o dobro do recomendado pela OMS. O Ministério da Saúde incentiva o uso moderado de sal no preparo dos alimentos e firmou um contrato com a Associação Brasileira das Indústrias Alimentares (ABIA), em 2011, para reduzir o teor de sódio em alimentos processados no Brasil. A expectativa é retirar, até 2020, mais de 28 mil toneladas de sódio do mercado brasileiro.

Comentário (35) Hits: 73527
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 12 de Janeiro de 2015, 12h19
  • Última atualização 12/01/15
  • 12h19

Casos de dengue caem 66 % na Região Sudeste

Em 2014, caiu o número de casos de dengue em todo o país. Mas foi o Sudeste que registrou a maior queda de casos da doença. Para se ter uma ideia, em 2013, havia 918 mil casos registrados na Região. Esse número caiu para 310 mil em 2014. No estado do Rio de Janeiro, por exemplo, diversas ações foram desenvolvidas junto à população para contribuir com a redução da dengue no estado.

É o que conta o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, Alexandre Chieppe. "No ano de 2014 quando comparado com o ano de 2013, nós observamos uma redução aqui no Rio de Janeiro de 96% dos casos de dengue. Nós lançamos há alguns anos atrás a campanha dos 10 minutos contra a dengue, além disso, houve um trabalho junto aos municípios para estruturação de planos de contingência da dengue, dar uma resposta imediata em caso de aumento de transmissão de dengue. A participação da população é essencial na redução de criadouros do mosquito da dengue e consequentemente na redução de casos.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, reforça que a melhor maneira de evitar os focos do mosquito da dengue é a prevenção."A maneira de prevenir é evitar que tenha na casa da pessoa qualquer tipo de água parada. Se a caixa d'água estiver destampada, ela pode virar um criadouro de mosquito, se a calha estiver entupida, quando chover a água vai ficar parada, pode virar um criadouro de mosquito, se tiver vasos de planta com prato com água, pode virar criadouro de mosquito. Então, é muito importante que a cada família avalie a sua casa".

Comentário (0) Hits: 6442
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 12 de Janeiro de 2015, 12h16
  • Última atualização 12/01/15
  • 12h16

Saiba como usar o açúcar na alimentação

Crédito:Dream79Muitas pessoas ainda acreditam que o açúcar não deve ser introduzido na alimentação. Mas de acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde, o açúcar, se usado com moderação, pode trazer benefícios à saúde, já que é um carboidrato considerado fonte de energia.

Mas de acordo com a nutricionista do Hospital Cardoso Fontes, no Rio de Janeiro, Maria Valéria Fontoura, existem tipos de açúcar que podem prejudicar o bom funcionamento do organismo. Por isso, segundo a nutricionista, é preciso saber escolher qual é a melhor opção para ser consumida em casa."Nós precisamos de carboidratos. E o açúcar é considerado um carboidrato, só que um carboidrato simples. O refinado não tem vitaminas, nem minerais. Então, ele conta como uma caloria praticamente vazia. Então, nós temos que ter cuidado ao utilizá-lo. Se nós formos utilizar frutas, sucos naturais, ou sucos que muitas vezes não precisam ser adoçados, então, a gente vai tentar colocar fruta, até como uma forma de ficar mais doce e não usar o açúcar refinado. Se for usar, usar o mascavo orgânico porque ele não é totalmente refinado e ainda tem algumas vitaminas e alguns minerais.

Para quem tem diabetes, a nutricionista do Hospital Cardoso Fontes, no Rio de Janeiro, Maria Valéria Fontoura, recomenda a substituição do açúcar na alimentação. "Muitas vezes as pessoas são encaminhadas para o nutricionista já com o exame de glicemia alterado, ou então, já com o diabetes instalado, a própria doença diabetes já está instalada, então, muitas vezes nós vamos substituir. Vamos ensinar o paciente a substituir esse açúcar por um suco natural, sem açúcar, por uma mistura de frutas que vai adoçar. E, se for o caso, prescrever algum tipo de adoçante. Se a gente puder evitar, a gente vai estar tentando prevenir doenças e prevenir a obesidade, que hoje em dia, está aumentando muito no nosso país."

Comentário (0) Hits: 7251
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 12 de Janeiro de 2015, 11h55
  • Última atualização 12/01/15
  • 11h55

Fundação desenvolve novo teste diagnóstico para fibrose cística

Novo teste representa uma opção complementar no diagnóstico da fibrose cística  (Foto: Ascom IFF)Um novo teste diagnóstico para fibrose cística, doença genética que acomete 1,5 mil pessoas no Brasil, está sendo desenvolvido por uma pesquisadora do Instituto Nacional de Saúde da Mulher da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz). A assistente de pesquisa, pneumologista e pediatra do IFF, Izabela Sad, começou suas pesquisas sobre o teste da medida da diferença de potencial nasal (DPN) em 2004, quando viajou para a Bélgica.
Atualmente, o estudo inédito e pioneiro está em fase de validação em território brasileiro e conta com a colaboração da pesquisadora do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), Raísa Martins e consultoria da cientista polonesa Aleksandra Norek. Sad explica que, na época, não havia ainda um protocolo internacional para realização do teste, assim, cada país o fazia de maneira diferente.

Apenas em 2009 foi criado um procedimento padrão. “O DPN está incluído na lista de exames que possibilitam os critérios diagnóstico da doença, ao lado do teste do suor, do pezinho, análise genética e histórico clínico e familiar”, detalha.

Para a realização do novo DPN, a pesquisadora do IFF conta com a parceria de Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), que cede substâncias para o preparo das soluções usadas no exame, cuja duração é em torno de uma hora. A parceria teve início em 2010, com colaboração do chefe da Seção de Soluções e Diluentes (Sesod), Jorge Batista de Almeida. Atualmente, Bio-Manguinhos produz 25 soluções utilizadas como insumos nos produtos do portfólio.

Comentário (0) Hits: 5127
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 12 de Janeiro de 2015, 11h47
  • Última atualização 15/01/15
  • 11h05

Ensp oferece mais de 3 mil vagas em curso de ensino à distância

Ensp oferece mais de 3 mil vagas em curso de ensino à distância (foto: Peter Ilicciev)Diversos cursos da Educação à Distância da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) estão com oferta de vagas durante o mês de janeiro de 2015. Entre as oportunidades, a Ensp oferece formação em nível de atualização, aperfeiçoamento e especialização. Os cursos com vagas disponíveis são Educação Alimentar e Nutricional no Programa Bolsa Família no Contexto da Intersetorialidade; Fortalecimento de Redes de Atenção e Prevenção à Violência no Território; Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa - Projeto Piloto; e Gestão de Redes de Atenção à Saúde.

Confira todos os detalhes de cada uma das formações:

Curso de Atualização em Educação Alimentar e Nutricional no Programa Bolsa Família no Contexto da Intersetorialidade

Em parceria com a Coordenação Geral de Educação Alimentar e Nutricional, do Departamento de Estruturação e Integração dos Sistemas Públicos Agroalimentares do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Sesan/MDS), o curso tem como base a necessidade de parcerias e articulações entre os setores afetos ao tema de Segurança Alimentar e Nutricional e a Educação Alimentar e Nutricional (EAN) como uma das estratégias para a garantia do direito humano à alimentação adequada.

O objetivo é formar e capacitar gestores e/ou profissionais que atuem no Programa Bolsa Família (PBF), em município e estado, das redes de Assistência social, Saúde e Educação, de forma a articular e organizar ações intersetoriais de educação alimentar e nutricional integradas às políticas, programas e projetos no âmbito do território.

Comentário (6) Hits: 14230
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Domingo, 11 de Janeiro de 2015, 09h00
  • Última atualização 08/01/15
  • 14h53

Saúde da Mulher | Verão exige cuidados especiais

Crédito: levitanusEm época de verão e férias são comuns queixas relacionadas a doenças transmitidas em praias e piscinas. A pele costuma ser a principal afetada por micoses e por excesso de exposição ao sol, além de diarreias, desidratação e outros, que podem acometer homens e mulheres e crianças.

Para prevenir-se, a Coordenação Geral de Saúde da Mulher do Ministério da Saúde recomenda sempre certificar-se de que a praia é própria para o banho, estar atento aos alimentos consumidos nestes ambientes, bem como a procedência da água, e não deixar de ingerir bastante líquido e fazer uso de protetor solar.

Uma das doenças mais comuns que afetam as mulheres neste período do ano é a candidíase, que se prolifera mais facilmente em meios quentes e úmidos, proporcionados pelos biquínis e roupas molhadas. Desta forma, de acordo com a Coordenação Geral de Saúde da Mulher, sua prevenção passa por evitar permanecer com as roupas úmidas por muito tempo, além de lavar roupas íntimas e de banho com sabão neutro, enxaguar abundantemente e deixar secar em local arejado. O tratamento para candidíase é um antifúngico oral ou vaginal, que deve ser prescrito pelo médico.

Comentário (0) Hits: 10574
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sábado, 10 de Janeiro de 2015, 09h00
  • Última atualização 14/01/15
  • 09h39

Dietas sem indicação e acompanhamento médico trazem riscos à saúde

Crédito: marilyn barboneDe acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 1,4 bilhão de pessoas com mais de 21 anos em todo o mundo apresentam sobrepeso. Destes, cerca de 500 milhões representam casos de obesidade. No Brasil, dados da pesquisa Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) indicam que atualmente 50,8% dos brasileiros estão acima do peso ideal e 17,5% são obesos. A mudança de hábitos de alimentação e exercícios físicos são formas de obter resultados positivos contra este quadro global de saúde.

Todo início de ano os brasileiros fazem promessas de novos hábitos de vida, mudanças e planos, sempre em busca de um ano novo melhor que o anterior. Com isto, é comum a busca por atividades físicas e, também, por dietas. A obesidade tornou-se uma indústria lucrativa, com os mais diversos tipos de dietas que prometem a resolução rápida do quadro. As dietas de moda levam a uma perda de peso rápida, mas, assim que são interrompidas, provocam aumento ponderal de peso, muitas vezes superando o anterior.

De acordo com a Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, uma alimentação nutricionalmente equilibrada, baseada em alimentos in natura e minimante processados (como grãos, tubérculos e raízes, legumes e verduras, frutas, leite, ovos, peixes, carnes), sem restrições drásticas, adaptadas à cultura, condição socioeconômica e estilo de vida é o melhor caminho para promoção da saúde e prevenção de enfermidades. Situações específicas e orientações de dietas com restrição de algum alimento e/ou nutriente devem ser avaliadas e orientadas por profissional habilitado, como o nutricionista.

Comentário (2) Hits: 10125
Registrado em:

Saiba como desintoxicar o organismo depois dos excessos do final de ano

Panetone, rabanada, maionese, doces e bebida alcóolica. Depois dos excessos das festas de final de ano, muitas pessoas decidem fazer dietas no inicio de janeiro para desintoxicar o...

  • publicado
  • 09/01/15
  • 11h58
Comentário (2) Hits: 17498

Cuidados com higiene são fundamentais ao visitar bebês

Depois de a mamãe conhecer o rostinho do neném que esperou por tanto tempo, o momento após o parto é de adaptação e de aproximação com o filho. Ao mesmo tempo, todos os familiares e...

  • publicado
  • 09/01/15
  • 11h50
Comentário (0) Hits: 20247

Ministério cria incentivo para ampliar transplantes de medula óssea

Até 2016, os pacientes que precisam de um transplante de medula óssea poderão contar com um número maior de leitos para a realização do procedimento. A expectativa do Ministério da...

  • publicado
  • 09/01/15
  • 11h37
Comentário (0) Hits: 8478

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página