Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Fevereiro de 2015, 14h35
  • Última atualização 11/06/15
  • 16h44

Parceria entre Brasil e França oferece estágio em DST, HIV/aids e hepatites virais

O Ministério da Saúde, por meio do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, abriu edital de seleção para bolsas de estágios de curta duração na França, no âmbito do Programa de Cooperação Técnica Brasil-França.

São 6 vagas nas áreas temáticas de Prevenção Combinada e Direitos Humanos, Epidemiologia, Tratamento e Assistência, Economia da Saúde e Laboratório. Para participar da seleção, o candidato deve ser servidor da administração pública direta ou indireta, ou ligado a instituições governamentais ou não governamentais que atuam no combate às epidemias de DST, aids e hepatites virais; ter idade mínima de 18 anos; fluência no idioma francês; haver concluído o ensino superior; e cumprir as determinações do edital.

O Ministério das Relações Exteriores da França, por meio da Embaixada da França no Brasil, irá conceder ao estagiário uma bolsa de estudos no valor de €1.704 (um mil, setecentos e quatro euros), por mês, para cobrir despesas com hospedagem, transporte local e alimentação. E o Ministério da Saúde do Brasil, por meio do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, cobrirá as despesas com passagens aéreas, em classe econômica, desde a cidade de origem no Brasil até a de destino na França, e retorno.

Comentário (0) Hits: 5021
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Fevereiro de 2015, 14h25
  • Última atualização 03/02/15
  • 14h25

Brasil e França promovem estudo sobre parasitoses

O projeto Paleoparasitologia e o ADN antigo foi aprovado no Programa Capes/Cofecub, que promove a realização do intercâmbio científico entre instituições de ensino superior do Brasil e da França e a formação de recursos humanos de alto nível nos dois países. O estudo é liderado pelo pesquisador da Escola de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) Adauto Araújo, e trata da origem e evolução das parasitoses ao longo do tempo, por meio das análises de amostras arqueológicas e paleontológicas, datadas desde o período jurássico até o passado recente, em busca de vestígios de parasitos. Ao todo, o edital selecionou 44 projetos conjuntos de pesquisa e parcerias universitárias.

Sobre a parceria com a instituição francesa, Araújo conta que há alguns anos o Laboratório de Paleoparasitologia da Ensp participou de projeto semelhante com a Universidade de Reims com resultados bastante exitosos. Naquela ocasião, em 2003, ambas instituições editaram um volume especial da revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz sobre paleoparasitologia, fato que marcou a internacionalização e ampliação de interesses deste novo ramo da ciência. “Foi a primeira publicação que reuniu especialistas de diversas partes do mundo dedicados a esta ciência”, recordou.

Desta vez, com a visita do Dr. Matthieu Le Bailly, professor da Universidade de Franche-Comté e ex-aluno de doutorado da Universidade de Reims, à Fiocruz, durante o Congresso Mundial de Estudos sobre Múmias em 2013, estruturou-se o novo projeto aprovado pela Capes/Cofecub. O pesquisador emérito do Museu de História Natural de Paris, Jean-Pierre Hugot, também foi convidado.

Comentário (0) Hits: 3468
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Fevereiro de 2015, 14h23
  • Última atualização 03/02/15
  • 14h23

Saiba mais sobre os riscos de atropelamento em área escolar

Muitos estudantes do ensino fundamental já voltaram às aulas nesta segunda-feira. Por isso, o Ministério da Saúde faz um alerta aos pais sobre os riscos de atropelamento nas áreas próximas às escolas. De acordo com o ministério, mais de 600 crianças de zero a nove anos de idade morrem por ano no Brasil vítimas desse tipo de acidente. A coordenadora geral de Doenças e Agravos não...

Comentário (0) Hits: 7366
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Fevereiro de 2015, 10h25
  • Última atualização 06/10/17
  • 10h34

Doenças da Infância | Catapora

Crédito: Bartosz Budrewicz

A varicela (catapora) é uma doença infecciosa, altamente contagiosa, mas geralmente benigna, causada pelo vírus Varicela-Zoster, que se manifesta com maior frequência em crianças e com incidência no fim do inverno e início da primavera. Uma vez adquirido o vírus, a pessoa fica imune. No entanto, esse vírus permanece em nosso corpo a vida toda e pode ser reativado e causar o Herpes-Zoster, conhecido também como cobreiro.

A catapora é facilmente transmitida para outras pessoas. O contágio acontece através do contato com o líquido da bolha ou pela tosse, espirro e saliva ou por objetos contaminados pelo vírus. O período de incubação é de 4 a 16 dias e a transmissão se dá entre 1 a 2 dias antes do aparecimento das lesões de pele e até 6 dias depois, quando todas as lesões estiverem na fase de crostas. Deve-se afastar a criança da creche ou escola por 7 dias, a partir do início do aparecimento das manchas vermelhas no corpo.

Comentário (0) Hits: 283918
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 12h29
  • Última atualização 02/02/15
  • 14h06

Faltam cinco dias para a mobilização nacional contra a dengue e a Chikungunya

Faltam cinco dias para o Dia D de Combate à Dengue e à Chikungunya em todo o país, marcado para o próximo sábado, dia sete de fevereiro. Apesar da queda de 59% nos casos de dengue e 40% nas mortes provocadas pela doença no Brasil no ano passado, o Ministério da Saúde pede à população que reforce as medidas de prevenção. Qualquer recipiente que acumule água parada pode ser um criadouro dos mosquitos transmissores. Estar sempre alerta para eliminar possíveis focos dos mosquitos que transmitem a dengue e a febre chikungunya é importante para que os números de casos e mortes continuem caindo no país.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, reforça que todos os brasileiros devem participar dessa grande mobilização. "Faltam cinco dias para o Dia D de mobilização contra a dengue e chikungunya. Vamos todos estar juntos neste sábado, dia sete de fevereiro, participando de uma grande mobilização nacional de combate ao mosquito transmissor. Seja um exemplo para a sua comunidade. Chame seu vizinho, seus amigos, sua família e mostre para eles que na sua casa todos já fazem parte dessa grande corrente de prevenção".

A relações públicas Morgana Viott adotou as medidas de combate à dengue e chikungunya. Ela lembra que se as pessoas não ficarem atentas, toda a comunidade corre o risco de contrair essas doenças. "Bom, eu moro em apartamento, mas eu tenho muitas plantas em casa. Então, normalmente eu não deixo água acumulada. Quando eu rego as minhas plantinhas, eu evito deixar excesso de água. Eu sempre retiro, então, essa água que fica acumulada lá. E no meu condomínio eu observo, também, que a equipe de limpeza está sempre cuidando para não deixar garrafa solta, latinha, eles sempre recolhendo entulho, esses lixos que ficam para também não acumular água. E é por isso que no nosso condomínio, eles são tão rígidos com relação à organização e limpeza do ambiente, para não só a mim, mas toda a vizinhança estar protegida".

Comentário (2) Hits: 12711
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 12h24
  • Última atualização 02/02/15
  • 14h09

2015: 30 anos de Resposta Brasileira à Epidemia de HIV/AIDS

Para marcar o 30º aniversário da formalização de uma resposta nacional à epidemia de HIV/AIDS, instituída pelo Ministério da Saúde em 1985, o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais está lançando uma série de fascículos com artigos de algumas das pessoas e organizações que foram relevantes nessa história. As “30 histórias de Luta Contra a AIDS” fazem parte dessas...

Comentário (2) Hits: 9555
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 12h19
  • Última atualização 02/02/15
  • 12h19

Fiocruz Acolhe: inscrições abertas para a edição de 2015

Estão abertas até o dia 9 de março as inscrições para a segunda edição do Fiocruz Acolhe, evento voltado a estudantes de pós-graduação dos campi do Rio de Janeiro oriundos de outros estados e países, com ingresso a partir de 2012. O objetivo é facilitar a adaptação dos alunos na instituição - com um melhor entendimento da estrutura e organização da Fiocruz - e na cidade - em...

Comentário (0) Hits: 3913
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 02 de Fevereiro de 2015, 12h15
  • Última atualização 02/02/15
  • 12h15

Parto normal fortalece a saúde do bebê e tem melhor recuperação

O nascimento de um filho é certamente uma das etapas mais especiais da vida de uma mulher. É o momento em que ela e a família direcionam todos os seus esforços para que tudo corra bem com a mãe e com o bebê. Logo, o parto é um momento decisivo para a construção de um vínculo duradouro.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), dar à luz a um bebê é um ato natural. De acordo com a instituição, se tudo estiver bem com mãe e com a criança, o parto é um processo fisiológico que requer pouca intervenção médica. A cesárea, cirurgia de médio porte, é recomendada em casos de complicações reais para a mulher e para o bebê e necessita, portanto, de indicação médica. Conforme a OMS, o índice aceitável de cesarianas fica em torno de 15%.

No entanto, atualmente, 55% dos partos realizados no Brasil são cesarianas. O índice – que é de 40% no SUS – chega a 84% na rede privada. Para reduzir esses números, o Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Saúde (ANS) anunciaram, em janeiro, uma série de medidas para estimular a realização de partos normais e reduzir o alto índice de cesáreas desnecessárias no País.

Vantagens - Para a dentista Andreia Barroca (33), que passou pelos dois tipos de parto – cesariana na primeira gravidez e parto normal na segunda gestação – não existe comparação entre os dois procedimentos. Segundo ela, são inúmeras as vantagens do parto normal para a mãe e para o bebê, tanto física quanto emocionalmente. Andreia é mãe de Lucca (5) e de Cauã, de um mês.

Comentário (4) Hits: 35387
Registrado em:

Doenças da Infância | Sarampo

O sarampo é uma doença infecto-contagiosa causada por um vírus chamado Morbillivirus. A enfermidade é uma das principais responsáveis pela mortalidade em crianças com menos de cinco...

  • publicado
  • 02/02/15
  • 06h50
Comentário (0) Hits: 8485

Doenças da Infância | Difteria

Praticamente sem casos recorrentes no Brasil, a difteria é uma das doenças que devem ser prevenidas na infância através das vacinas DTP e DTPa (proteção contra difteria, tétano e...

  • publicado
  • 01/02/15
  • 09h00
Comentário (0) Hits: 6902

Não vacile. Use Camisinha!

Você sabe por que é importante utilizar a camisinha em qualquer tipo de relação sexual? O HIV, vírus causador da aids, está presente tanto no sangue quanto no sêmen e secreção...

  • publicado
  • 31/01/15
  • 09h00
Comentário (0) Hits: 13166

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página