Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 04 de Março de 2015, 10h54
  • Última atualização 04/03/15
  • 10h54

Novidades da CROI 2015: esquemas interferon-free oferecem cura de hepatite C a portadores de HIV

Retrovírus e Infecções Oportunistas (Conference on Retroviruses and Opportunistic Infections/CROI) apresentou ao mundo os mais recentes resultados e descobertas de estudos que impulsionam a resposta global ao HIV/AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis. O Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde participou de todos os dias da Conferência, que desta vez ocorreu em Seattle, nos EUA.

Este ano, um dos destaques do evento foi a divulgação de um estudo surpreendente – segundo o qual a administração de dois esquemas com dois medicamentos, ao longo de 12 semanas, curou a hepatite C em mais de 95% das pessoas testadas com HIV e coinfecção por hepatite C. Os esquemas em questão não contêm nem interferon nem ribavirina, mas sofosbuvir somado a ledipasvir ou daclatasvir. Os resultados confirmam que pessoas vivendo com HIV e que têm hepatite C podem ser tratadas da mesma forma que aquelas que sofrem apenas deste último agravo.

A propósito: no Brasil, o uso de daclatasvir foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no início de janeiro de 2015. O sofosbuvir ainda se encontra em análise pela Agência. O pedido de solicitação de registro de ambos os medicamentos na Anvisa ocorreu em outubro de 2014.

O surgimento de medicamentos orais revolucionou o tratamento da hepatite C crônica –oferecendo esquemas mais curtos, melhor tolerados e mais eficientes que o tratamento baseado em interferon, e assim beneficiando especialmente os portadores de HIV e coinfecção por HCV, que tendem a desenvolver doenças hepáticas de forma mais acelerada.

Comentário (0) Hits: 6466
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Quarta, 04 de Março de 2015, 09h00
  • Última atualização 03/03/15
  • 17h07

Mais Médicos | Votorantim (SP) e Barreiras (BA) já contam com novos profissionais de saúde

Localizadas em Votorantim, interior de São Paulo, as Unidades de Saúde da Família Jardim Tatiana, que atende 5 mil habitantes, e Green Valley, que presta serviço para 1,5 mil pessoas, já receberam médicos inscritos na primeira e segunda etapas do edital 2015 do Programa Mais Médicos para atuarem no Programa Saúde da Família (PSF).

A secretária de saúde do município, Izilda Maris Chiozzotto de Moraes, ressalta a importância do programa para a permanência de profissionais na cidade. “Essa oportunidade é ótima, porque nós temos muita dificuldade de trazer médicos de saúde da família para nossa região, por ser próxima a São Paulo, e temos dificuldade de fixação do profissional. Você contrata um médico, ele fica por um período, mas por conta de recursos e outras propostas, ele acaba saindo”, explica.

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, mais de 3.800 vagas ofertadas em municípios brasileiros e Distritos Indígenas já foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Para a terceira chamada, 4.362 médicos poderão optar dentre 318 vagas disponíveis em 218 cidades e 10 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). “Nossa torcida é que venham esses médicos do Mais Médicos, porque nós temos duas unidades de saúde da família para abrirmos até o fim deste ano. Então eu conto com a vinda deles para viabilizar a abertura dessas unidades, onde os três médicos que solicitamos trabalharão”, afirma Izilda Maris Chiozzotto de Moraes.

Comentário (0) Hits: 4887
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 18h25
  • Última atualização 03/03/15
  • 18h25

Maranhão preenche 95% das vagas com profissionais brasileiros

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 95% das 124 vagas ofertadas para os 41 municípios maranhenses foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os selecionados participaram de acolhimento, nesta terça-feira (3/3), em São Luis (MA), onde o ministro da Saúde, Arthur Chioro, os recepcionou e deu orientações a respeito dos próximos passos do programa. Os médicos começam suas atividades a partir desta semana. Na terceira chamada, que acontecerá nos dias 17 e 18 de março, os inscritos no Programa poderão selecionar seis vagas em cinco cidades maranhenses. Também poderão ser selecionadas pelos candidatos quatro vagas em Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) localizado no estado.

Confira a lista de vagas disponíveis na terceira chamada

Das 4.146 opções disponíveis em todo Brasil, 3.823 (92%) já foram ocupadas nas primeiras chamadas. Para a terceira chamada, os médicos poderão optar dentre as 318 vagas em 218 municípios e 10 Distritos Indígenas. Dos 757 profissionais alocados em 2ª chamada, 519 (68%) se apresentaram nos municípios portando a documentação exigida até última sexta-feira (27). A maioria (451) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica. Outros 68 profissionais escolheram os benefícios do Mais Médicos. Na primeira chamada, dos 3.936 médicos inscritos, 3.304 se apresentaram (84%) comparecem às prefeituras até o dia 20 de fevereiro.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, recepcionou nesta terça-feira (3/3) os médicos que irão atuar no Maranhão e comemorou a grande adesão já nas duas primeiras chamadas do Programa. “É supreendentemente positiva a adesão de médicos brasileiros. Em apenas duas chamadas, mais de 90% das vagas em todo Brasil, inclusive aqui no Maranhão onde 95% já foram preenchidas com profissionais brasileiros. Eles irão iniciar o atendimento à população que mais precisa do SUS, integrarão as equipes de saúde da família para atender com dignidade a população brasileira”, comemorou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Comentário (0) Hits: 4248
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 16h54
  • Última atualização 03/03/15
  • 16h56

Mais Médicos | Profissionais de Saúde começam a atuar nos municípios

A partir desta semana, 3.823 profissionais inscritos na primeira e segunda chamadas de 2015 do Programa Mais Médicos, que confirmaram participação, começam a atuar nos municípios. O Nordeste foi a região que mais atraiu profissionais: das 1.784 oportunidades ofertadas aos médicos, 1.711 vagas já foram ocupadas. Quixeramobim, município do Ceará que conta com 75.565 habitantes, receberá no distrito de São Miguel o primeiro dos dez profissionais de saúde solicitados na primeira chamada de 2015.

Márcio Clébio Fonseca Costa, 34 anos, formado em medicina pela Universidade de Fortaleza no fim de 2014, e também graduado em enfermagem, atua na área de saúde desde 2004. O médico optou pelo município de Quixeramobim por estar próximo ao seu município natal, Boa Viagem, e escolheu a Unidade Básica de Saúde da Família de São Miguel por se tratar de uma área rural, que possui menos mobilidade populacional e permite o contato continuo com os pacientes. “Além de ficar próximo de uma cidade que já conheço e perto da minha cidade, escolhi São Miguel porque gosto de trabalhar em zona rural no Programa de Saúde da Família. Gosto de trabalhar em zonas mais isolas, que você reconhece as pessoas, a realidade local. Quando você trabalha em uma grande cidade, as pessoas se mudam muito, não são constantes e seu público-alvo também varia muito”, acredita.

Comentário (0) Hits: 5195
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 16h10
  • Última atualização 03/03/15
  • 16h10

Ceará preenche 97% das vagas com profissionais brasileiros

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 97% das 528 vagas ofertadas para os 113 municípios cearenses foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os selecionados participaram de acolhimento, nesta terça-feira (3/3), em Fortaleza (CE), onde o ministro da Saúde, Arthur Chioro, os recepcionou e deu orientações a respeito dos próximos passos do programa. Os médicos começam suas atividades a partir desta semana. Na terceira chamada, que acontecerá nos dias 17 e 18 de março, os inscritos no Programa poderão selecionar 14 vagas em 13 cidades cearenses.

Confira a lista de vagas disponíveis na terceira chamada

Das 4.146 opções disponíveis em todo Brasil, 3.823 (92%) já foram ocupadas nas primeiras chamadas. Para a terceira chamada, 4.362 médicos poderão optar dentre as 318 vagas em 218 municípios e 10 Distritos Indígenas. Dos 757 profissionais alocados em 2ª chamada, 519 (68%) se apresentaram nos municípios portando a documentação exigida até última sexta-feira (27). A maioria (451) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica. Outros 68 profissionais escolheram os benefícios do Mais Médicos. Na primeira chamada, dos 3.936 médicos inscritos, 3.304 se apresentaram (84%) comparecem às prefeituras até o dia 20 de fevereiro.

“É supreendentemente positiva a adesão de médicos brasileiros. Em apenas duas chamadas, mais de 90% das vagas em todo Brasil, inclusive aqui no Ceará, já foram preenchidas com profissionais brasileiros. Eles irão iniciar o atendimento à população que mais precisa do SUS, integrarão as equipes de saúde da família para atender com dignidade a população brasileira”, comemorou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Comentário (0) Hits: 3784
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 15h59
  • Última atualização 03/03/15
  • 16h32

Profissionais brasileiros ocupam 92% das vagas do Mais Médicos

Nas duas primeiras chamadas do Programa Mais Médicos em 2015, 92% das 4.146 vagas ofertadas em 1.294 municípios brasileiros e 12 Distritos Indígenas já foram preenchidas por profissionais com CRM Brasil. Os 3.823 médicos começaram as atividades em 1.209 municípios nesta semana. Nos dias 17 e 18 de março, 4.362 inscritos na expansão do Programa poderão selecionar as 318 vagas disponíveis em 218 cidades e 10 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Caso ainda existam vagas em 10 de abril, será aberta chamada para brasileiros formados no exterior e, no dia 5 de maio, para médicos estrangeiros.

Confira lista das vagas disponíveis

Dos 757 profissionais alocados em 2ª chamada, 519 (68%) se apresentaram nos municípios portando a documentação exigida até última sexta-feira (27). Na primeira chamada, dos 3.936 médicos inscritos, 3.304 (84%) compareceram às prefeituras até o dia 20 de fevereiro. A maioria dos médicos (2.347) optou pelo benefício da pontuação de 10% nas provas de residência médica. Outros 1.476 profissionais escolheram os benefícios do Mais Médicos.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, recepcionou nesta terça-feira (3/3) os médicos que irão atuar no Ceará e comemorou a grande adesão já nas duas primeiras chamadas do Programa. “É supreendentemente positiva a adesão de médicos brasileiros. Em apenas duas chamadas, mais de 90% das vagas em todo Brasil, inclusive aqui no Ceará, já contam com profissionais que já poderão iniciar o atendimento àquela população que mais precisa do SUS, médico nas equipes de saúde da família para atender com dignidade a população brasileira”, enfatizou.

Em relação às 1.294 cidades que aderiram edital lançado em janeiro, 1.209 (93%) municípios e seis Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) já atraíram médicos para ocupar integral ou parcialmente as vagas nas unidades básicas de saúde. Até o momento, 1.076 (83%) localidades supriram 100% das vagas, outras 197 (15%) tiveram a solicitação parcialmente atendida e 31 (2%) municípios ainda não conseguiram atrair nenhum médico. Nos distritos indígenas, 71% das vagas ainda não foram ocupadas.

Comentário (0) Hits: 5110
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 12h05
  • Última atualização 04/03/15
  • 09h36

Saiba quais são as recomendações para manter o sorriso bonito e saudável

Crédito: bikeriderlondonA advogada Aparecida Carvalho usa prótese dentária há mais de cinco anos. Para manter o sorriso bonito e saudável, ela conta que toma alguns cuidados."É muito importante, inclusive a prótese móvel é mais fácil, a higienização fica até melhor. Limpar bem dos dois lados, lavar. A pessoa às vezes fica até com mau hálito conforme os cuidados que a pessoa tem. Quando eu estou num lugar que eu não posso escovar o dente, eu tiro e lavo e torno colocar. Eu não sei comer e ficar sem lavar. A higienização é muito importante".

De acordo com o coordenador de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Pucca, Aparecida está certa em se preocupar com a higiene da prótese dentária. "É importante que essa prótese seja higienizada com regularidade e é uma higienização absolutamente simples com água e escova resolve o problema. No caso da prótese parcial removível, que a higienização seja feita nos dentes que ainda estão na boca. Esses cuidados são fundamentais para a durabilidade dessa prótese segundo para que ela não seja um fator de algum tipo de problema que pode ser provocado por um problema resistente nessas peças".

Comentário (0) Hits: 7201
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 03 de Março de 2015, 11h34
  • Última atualização 03/03/15
  • 11h34

Assembleia do CONASS reuniu gestores do SUS de todo país

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) realizou na última semana a primeira assembleia do Conselho deste ano. Além da presença de 26 dos 27 gestores, a reunião contou com a participação do ministro da Saúde, Arthur Chioro, e sua equipe de dirigentes.

O ministro afirmou que cabem às Secretarias Estaduais de Saúde (SES) o planejamento e a coordenação dos sistemas regionais de saúde e que os gestores devem fazer a devida articulação política. “Temos regiões constituídas e pactuadas, mas elas podem mudar se a SES achar que é necessário. As secretarias têm de assumir estas regiões para o SUS dar certo”. Chioro também defendeu que as SES devem estar próximas dos municípios e dos conselhos estaduais e municipais, fazendo o processo de discussão da operacionalização do SUS em todos os níveis, e alegou: “Muitas vezes as questões político-partidárias devem ser abdicadas para avançarmos com o SUS. As regiões de saúde são concretas e decisivas e não haverá um processo de regionalização adequado sem o comando das SES”, disse.

Segundo Arthur Chioro, muitas políticas públicas tem buscado a experiência da saúde no que concerne à estrutura federativa brasileira, pois os processos de gestão participativa constituídos ao longo dos 26 do SUS têm se mostrado fortes. “Desde a extinção do Inamps, do começo da descentralização, temos de lidar com a prática do fazer. Não adianta uma secretaria municipal fazer a lição de casa se a vizinha não fizer”, alertou, argumentando que, dos países com mais de 100 milhões de habitantes, o Brasil é o único que se propôs a oferecer atendimento de saúde universal a toda população. “Por isso, o cumprimento do que está posto na nossa Constituição Federal é feito de maneira peculiar, porque somos esferas autônomas e não há relação hierárquica entre o Ministério da Saúde, os estados e os municípios”, explicou

Comentário (0) Hits: 3877
Registrado em:

Creches brasileiras começam a receber suplementação nutricional - NutriSUS

Mais de 300 mil crianças podem ser beneficiadas ainda este ano com uma suplementação nutricional do Ministério da Saúde, nomeada de NutriSUS. A iniciativa pretende reduzir em até 38%...

  • publicado
  • 03/03/15
  • 11h32
Comentário (0) Hits: 4329

Doenças raras ainda representam desafio para saúde pública

Celebrado no último dia 28 de fevereiro, o Dia Mundial de Doenças Raras tem o objetivo de alertar a população sobre a incidência destas enfermidades e as dificuldades que seus...

  • publicado
  • 03/03/15
  • 11h08
Comentário (0) Hits: 6031

Into recebe médicos residentes

O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) realiza, a partir desta segunda-feira (02/03), o acolhimento aos 17 médicos aprovados no concurso de residência para...

  • publicado
  • 03/03/15
  • 07h09
Comentário (0) Hits: 4263

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página