Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Geral

Geral
  • publicado
  • Publicado: Terça, 06 de Janeiro de 2015, 10h22
  • Última atualização 06/01/15
  • 10h22

Governo irá investigar ilegalidades e aperfeiçoar regulamentação do setor

Os ministros da Saúde, Arthur Chioro, e da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciaram nesta segunda-feira (05) medidas para o enfrentamento de problemas relacionados às distorções nos gastos de órteses, próteses e materiais especiais (OPME). Deve ser assinada amanhã portaria que cria um Grupo de Trabalho interministerial que envolve os ministérios da Saúde (Anvisa e ANS), da Justiça e Fazenda, além dos Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) para apurar responsabilidades e punir responsáveis por práticas ilícitas na aquisição e uso de dispositivos médicos. O GT também prevê a participação de especialistas e instituições públicas e privadas que possam colaborar para uma proposta de reformulação de dispositivos médicos na área da saúde pública e privada.

O grupo formado irá investigar e propor alterações em toda a cadeia que envolve órteses, próteses e materiais especiais, desde a importação, registro, aquisição, diretrizes de acesso e clínicas para o uso de dispositivo médicos, até transparência nos preços praticados. “São um conjunto de elementos que já identificamos que precisarão ser tratadas pelos ministérios, gestores municipais, Anvisa e ANS”, informou o ministro da saúde, Arthur Chioro. A ideia é apresentar em até 180 dias um conjunto de medidas que possam reestruturar a política de dispositivos médicos.

Chioro repudiou práticas ilícitas denunciadas pela imprensa durante o fim de semana. “É inaceitável que possam existir situações que gerem tanto prejuízo ao setor público, ao setor privado, com indicações inadequadas a pacientes. Essas práticas merecem o nosso veemente repúdio. Tenho certeza que todos aqueles que têm compromisso com a saúde e responsabilidade ético e profissional não se furtarão de participação na apuração e busca de solução para esses problemas que estamos vivendo em nosso país”, reforçou.

Comentário (0) Hits: 4146
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 05 de Janeiro de 2015, 16h54
  • Última atualização 05/01/15
  • 16h54

Ministério da Saúde e ANS anunciam medidas para estímulo ao parto normal na saúde suplementar

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, e os diretores da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgam nesta terça-feira (6/1), em Brasília, medidas para estímulo ao parto normal e para redução de cesarianas desnecessárias entre as consumidoras de planos de saúde. Na oportunidade, serão apresentados os resultados da consulta pública realizada de outubro a novembro de 2014 para a...

Comentário (0) Hits: 4045
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 05 de Janeiro de 2015, 14h23
  • Última atualização 05/01/15
  • 14h44

Segurança na comercialização de próteses, órteses e materiais especiais

O ministro da saúde, Arthur Chioro, e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciam nesta segunda-feira (5) medidas para ampliar segurança na comercialização de próteses, órteses e materiais especiais e a estruturação do plano de ação para prevenção de irregularidades no setor. Serviço:Data: segunda-feira (5)Horário: 15h15Local: Palácio da Justiça, Bloco T,...

Comentário (0) Hits: 4213
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Segunda, 05 de Janeiro de 2015, 09h00
  • Última atualização 02/01/15
  • 14h33

#RestrospectivaSaúde2014 | Saúde Mental

Família de Vitor, diagnosticado com Autismo. Foto: Arquivo PessoalPessoas acometidas de transtorno mental são asseguradas de direitos e a proteção, sem qualquer forma de discriminação. O paciente com transtorno mental tem direito a receber atenção especializada com assistência integral, incluindo serviços médicos, assistência social, psicológicos, ocupacionais, lazer e outros. A Rede de Atenção Psicossocial, ou RAPS, é instituída com a Portaria nº 3088 de 23 de dezembro de 2011, com republicação em 21 de maio de 2013. Ela dispõe sobre a criação, ampliação e articulação de pontos de atenção à saúde para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde.

Apoiada na lei 10.216/02, a Política Nacional de Saúde Mental busca consolida um modelo de atenção à saúde mental aberto e de base comunitária, garantindo a livre circulação das pessoas com transtornos mentais pelos serviços, comunidade e cidade. Este modelo conta com uma rede de serviços e equipamentos variados tais como os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), os Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT), os Centros de Convivência e Cultura e os leitos de atenção integral.

Veja as matérias do Blog da Saúde sobre Saúde Mental:

Comentário (0) Hits: 6845
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Domingo, 04 de Janeiro de 2015, 09h00
  • Última atualização 15/01/15
  • 11h30

#RestrospectivaSaúde2014 | Transplantes

O Brasil é referência mundial em transplantes e, atualmente, mais de 95% dos procedimentos no país são financiados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Trata-se do maior sistema público de transplantes do mundo. 

Em 2014, com o slogan ‘’Seja doador de órgãos e avise sua família. Sua família é a sua voz”, o Ministério da Saúde lançou uma campanha publicitária destinada, especialmente, aos familiares de pessoas que manifestaram em vida a vontade de ser um doador de órgãos, com o objetivo ampliar ainda mais a realização de cirurgias que salvam vidas e diminuir a permanência do paciente na lista de espera.
Atualmente, 56% das famílias entrevistadas em situações de morte encefálica aceitam e autorizam a retirada de órgãos para a doação. Para o ministério, esse percentual pode ser ainda maior, permitindo a realização de mais transplantes.

Um levantamento feito pelo Ministério da Saúde demonstra que o Brasil reduziu a quantidade de pessoas que aguardam por um transplante de órgão, nos últimos cinco anos. De 2008 a 2014, o país registrou uma redução de 41,7% das pessoas que estão na fila de espera, o que está associado ao aumento de doadores efetivos no país, que subiu de 1.350, em 2008, para 2.562, em 2013, representando crescimento de 89,7%.
O país também se destacou mundialmente em número e em qualidade de registro de doadores voluntários de medula óssea, passando de 30 mil doadores para 3,2 milhões de doadores nos últimos dez anos.

Comentário (0) Hits: 7911
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sábado, 03 de Janeiro de 2015, 10h00
  • Última atualização 06/01/15
  • 17h45

Filtro solar deve ser item obrigatório na bagagem durante as férias

Crédito: GVictoriaDurante as férias de fim de ano, as praias são o destino certo de uma grande parcela da população brasileira. É um período para relaxar, aproveitando o mar e o calor do sol. Entretanto, é preciso tomar muito cuidado com a pele. De acordo com Dolival Lobão Veras Filho, chefe da seção de Dermatologia do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o filtro solar deve ser item obrigatório na bagagem. “O fator de proteção solar (FPS) deve gravitar em torno de 30 e deve ser aplicado uma ou duas horas antes da exposição”, lembra. Além disso, é importante lembrar que de duas em duas horas é preciso reaplicar a loção – ou sempre que houve muita sudorese ou após os mergulhos.

Lobão Veras explica que a exposição cumulativa ao sol é a principal causa do câncer cutâneo. A doença costuma se apresentar de três formas: melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular (epidermoide). Os dois últimos tipos também são conhecidos como cânceres de pele não melanoma e são mais frequentes na população de pele clara. Por isso, quem possui menos melanina, uma camada protetora que dá a cor da pele, deve ter cuidado redobrado. “O câncer cutâneo melanoma tem baixa incidência, mas altos índices de mortalidade. Os cânceres não melanoma são os que mais acometem o planeta, porém com baixa mortalidade. Entretanto, eles provocam grandes deformidades”, alerta o especialista.

A falta de cuidados com a pele também pode causar outros problemas, como o envelhecimento precoce e todas as complicações decorrentes desse processo. “Deve ser feito o possível para evitar o contato direto do sol com a pele. Além do uso de protetor, também é indicado o uso de roupas adequadas. Também é necessário procurar um especialista sempre que houver qualquer lesão suspeita, principalmente quando se tem antecedentes familiares ou pessoais de câncer de pele”, afirma Lobão Veras.

Comentário (0) Hits: 4525
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 02 de Janeiro de 2015, 14h00
  • Última atualização 02/01/15
  • 10h47

Saiba qual é o peso máximo recomendado para as mochilas das crianças

Crédito: michaeljungMuitas escolas voltam às aulas já neste mês de janeiro. Por isso, os pais e responsáveis devem ficar atentos ao peso da mochila escolar. De acordo com o INTO, Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, a mochila que será transportada pela criança não pode ultrapassar mais de 10% do peso corporal.

O ortopedista especialista em coluna do Into, Luiz Eduardo Carelli, alerta para os riscos de carregar material escolar em excesso. "Se usar o material escolar ou o peso excessivo e de uma forma inadequada também, vai acontecer, causar contratura muscular, escoliose por dor na musculatura que pode dar dor na criança, desconcentrar nas atividades escolares e até dar algum tipo de deformidade postural, que deve ser evitada. Até adulto que também usa mochila, vai requerer o afastamento do trabalho ou vai necessitar de fisioterapia e um cuidado médico, para poder reabilitar de uma forma mais precoce", explica.

O bombeiro civil ,Gelson Paulino Bezerra, conta que a filha de seis anos usa um modelo de mochila com rodinhas para evitar o peso das costas. "A mochila dela tem as duas rodinhas e a alça de puxar, aí evita de por o peso nas costas. Ela carrega a agenda e mais um caderno e o estojo dela. É mais prático, como é criança fica melhor deles só puxarem e o peso ficar todo nas rodinhas, aí não prejudica a coluna deles quando eles estiverem futuramente maior", relata.

Comentário (0) Hits: 16331
Registrado em:
Geral
  • publicado
  • Publicado: Sexta, 02 de Janeiro de 2015, 11h08
  • Última atualização 02/01/15
  • 11h08

Curso de especialização em Informação Científica e Tecnológica em Saúde abre inscrições no dia 5/1

A partir do dia 5 de janeiro de 2015 estarão abertas as inscrições para o Curso de especialização em Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICTS), que terá 15 vagas disponíveis. O tema do curso é Políticas de Acesso Livre: Repositórios e Periódicos Eletrônicos, enfocando quatro eixos: acesso; organização; comunicação e usos; aplicações da informação científica e tecnológica.

Voltada para profissionais que atuam nas áreas de produção, organização, análise e disponibilização de informação científica e tecnológica em saúde, e com as tecnologias a elas associadas, a especialização lato sensu também têm como objetivos específicos qualificar a prática profissional, promovendo a reflexão e a atualização conceitual, metodológica e instrumental; favorecer a superação de problemas gerenciais, organizacionais e operacionais; e prover aos profissionais estratégias e metodologias de coleta, organização e disseminação de informação, mais particularmente, pelo desenvolvimento e implementação de repositórios temáticos.

A especialização, que é gratuita tem carga horária total de 360 horas, que serão ministradas de segunda-feira à quinta-feira, durante uma semana por mês, em período integral, das 9h às 17h. As aulas começarão no dia 16/3/2015 e serão encerradas em dezembro/2015.

Comentário (0) Hits: 3961
Registrado em:

A política brasileira de controle de DST/AIDS e Hepatites Virais: um ano e meio de conquistas e desafios

Desde 8 de julho de 2013, o Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde está sob a gestão do médico, consultor internacional em saúde pública e ativista de...

  • publicado
  • 02/01/15
  • 11h01
Comentário (0) Hits: 7029

Mapa Assistencial da Saúde Suplementar

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) torna disponível para consulta em seu portal a publicação Mapa Assistencial 2014, que dá transparência a dados relativos à assistência...

  • publicado
  • 02/01/15
  • 10h41
Comentário (0) Hits: 4295

ReBEC completa 4 anos e lança plataformas em código aberto

O Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos (ReBEC), plataforma virtual que concentra informação de estudos envolvendo recrutamento de seres humanos para testes de novos fármacos e...

  • publicado
  • 02/01/15
  • 10h38
Comentário (0) Hits: 3861

Facebook

Twitter

Fim do conteúdo da página