Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Promoção da Saúde > Terçol requer cuidados, mas não é contagioso
Início do conteúdo da página
Promoção da Saúde
  • não publicado
  • Publicado: Sexta, 27 de Janeiro de 2012, 14h37
  • Última atualização: 04/10/13 10h06

Terçol requer cuidados, mas não é contagioso

Foto: Corbis ImagesA única semelhança entre terçol e conjuntivite é que são inflamações oculares. Enquanto, a conjuntivite ataca a conjuntiva, a pele transparente que reflete o branco dos olhos e é contagiosa, o terçol atinge as glândulas da pálpebra, requer cuidados, mas não é proliferado no ambiente. O chefe do Serviço de Oftalmologia do Hospital Federal da Lagoa, Mizael Augusto Pinto, destaca um gesto simples para reduzir o número de casos de terçol. “Nós recomendamos um cuidado especial com as mãos. As inflamações são originadas principalmente pelo contato delas com os olhos”, explica.

Oftalmologista do Hospital Federal de Bonsucesso, André Portes, afirma que pessoas com pele oleosa e com baixa imunidade têm mais chances de desenvolver um terçol. Ele conta que o tratamento pode ser feito com simples compressas mornas e, em alguns casos, é necessário o uso de antibióticos. ”Quando você tem só a obstrução da glândula, sem infecção, a higiene palpebral resolve, com um xampu para tirar a gordura e com compressas de calor. Você pega uma gaze, esquenta a compressa e coloca sobre o olho, que está com a glândula obstruída. Quando há associação com infecção, há necessidade de se usar antibióticos tópicos, com pingos no olho. Se a situação se complicar, a inflamação sai da borda da pálpebra e a gente tem que receitar os comprimidos de antibiótico sistêmico”.

O médico também destaca a higiene como fator primordial para reduzir as chances de ter um terçol. “Manter o rosto sempre bem lavado e evitar o uso de substâncias a base de gordura, que aumentam a obstrução dos poros da glândula, ajudam muito. Pessoas que têm alergia devem evitar o uso de lápis e cosméticos. Ter uma alimentação saudável também é importante”, recomenda. Ele assinala ainda que a inflamação pode piorar caso o paciente tente espremer ou furar o terçol.

Fonte: Ministério da Saúde

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página